Justiça

Supremo abre inquérito para investigar Janones

Foto: renato Araújo/Câmara dos Deputados

Fonte: Agência Brasil

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta segunda-feira (4) abrir inquérito para investigar o deputado federal André Janones (Avante-MG) pelos crimes de associação criminosa e peculato. Fux estabeleceu prazo de 60 dias para realização das diligências.

A investigação foi solicitada na sexta-feira (1°) pela Procuradoria-Geral da República (PGR) após reportagens jornalísticas e notícias-crime protocoladas por políticos de oposição informarem que Janones teria enviado áudios, por meio do WhatsApp, a ex-assessores solicitando o repasse de parte dos salários para ajudar em campanhas eleitorais. Os fatos teriam ocorrido a partir de 2019.

Segundo a vice-procuradora-geral da República, Ana Borges Coêlho Santos, o inquérito vai apurar se o deputado cometeu a prática popularmente conhecida como “rachadinha”.

“Não se pode descartar, lado outro, a possibilidade de o deputado federal André Luís Gaspar Janones ter exigido, para si, diretamente, em razão do mandato parlamentar, vantagens econômicas indevidas dos assessores e ex-assessores, como condição para a sua manutenção nos cargos em comissão em seu gabinete”, afirmou.

Confira mais Notícias

Segurança

Lula sanciona, com veto, projeto que proíbe saidinha de presos

Caixa Preta

Senado instala CPI das Apostas Esportivas com Romário relator e Cajuru presidente

Decisão dos deputados

Câmara decide manter prisão de deputado Chiquinho Brazão

Economia

Lula assina MP que prevê redução de 3,5% a 5% na conta de luz

No ES

Motoristas de app criticam proposta de regulamentação

Brasil

Regulamentação de redes sociais no Brasil é inevitável, diz Pacheco

Eleições 2024

Partidos de Marataízes definem apoios; município terá três candidatos disputando a prefeitura

Projeto de Lei prioriza cliente cadastrado em empresas; deputado Allan é autor do PL