DEPUTADO ESTADUAL

Sérgio Meneguelli: meta é fomentar o turismo no Espírito Santo

Deputado estadual mais votado de todos os tempos no Espírito Santo, com 138.523 votos, Sérgio Meneguelli (Republicanos) aponta que o grande desafio do Estado é deixar de ser o “primo pobre” da Região Sudeste e que uma forma de trilhar esse caminho é explorando o potencial turístico, tornando os atrativos capixabas conhecidos dentro e fora do país.

“Guarapari não é mundialmente conhecida como as pessoas falam. Você vai ao interior de São Paulo falar de Guarapari e as pessoas perguntam onde fica. A nossa culinária também (não é conhecida). Lá no Nordeste eles chamam a moqueca de peixada, por isso o Cacau Monjardim falava ‘moqueca é capixaba, o resto é peixada’. É, mas o povo conhece? (…) Temos uma situação geográfica maravilhosa, temos tudo para ser melhor do que o Rio de Janeiro no futuro”, acredita.

O deputado eleito ainda considera que um parlamentar não deve ser ligado à defesa apenas de um determinado campo, como saúde ou educação, mas sim atuar para atender a população em todas as suas necessidades. “Quero ser um representante do povo que vai dar prioridade para o que o povo estiver precisando do meu trabalho aqui dentro”, ressalta.

Veia política

Aos 66 anos, Meneguelli é aposentado, formado em Direito e já exerceu diversas profissões. Contudo, a vocação política estava presente desde pequeno. “Eu comecei na minha vida pública com 13 anos de idade quando fui a um comício e pedi para falar. As pessoas gostaram e começaram a me levar para os comícios”, conta.

Já naquela época citava a intenção de um dia ser prefeito de Colatina, o que se concretizou décadas mais tarde. “Como dizia o Raul Seixas ‘sonho que sonha só é só um sonho’, mas eu sonhei com os amigos, com a família e fui. Eu já nasci com a política no sangue. Quando eu tinha 10 anos eu brigava com meus irmãos por causa de candidatos a prefeito de nossa cidade que eu não conhecia”, recorda.

Relação com o Executivo

Meneguelli foi eleito fora da coligação que elegeu o governador Renato Casagrande (PSB), entretanto, não vê esse fato como um empecilho para o diálogo com o Executivo estadual. O parlamentar destaca que não teria qualquer problema para “sentar à mesa” com o governador e que tudo depende do tratamento que vai receber. “Não sou radical, já votei no Casagrande. Não sou aliado dele, mas não tenho nada contra”, reforça.

Também não crê que o governador vá encontrar qualquer empecilho na Assembleia Legislativa (Ales) para a aprovação das proposições. “Só se a matéria for indecorosa ou prejudicar a população”, pontua. Inclusive, em relação a projetos, disse que já tem algumas ideias, mas que prefere não antecipar temas antes da apresentação dos mesmos.

Espaço na Ales

Prefeito de Colatina por um mandato (entre 2017 e 2020) e vereador por três vezes (de 2005 a 2016), Meneguelli explica que, assim como o vereador, o deputado estadual “não constrói casas ou asfalta ruas”. “Eu sigo duas coisas, que são as funções do Poder Legislativo: fiscalizar e legislar. Vou apresentar projetos, mas é importante a gente legislar em cima dos projetos que o governo do Estado vai mandar pra cá”, comenta.

Já a respeito dos espaços a serem ocupados na Casa do Povo, afirma que gostaria de ter um cargo na Mesa Diretora e também atuar nas comissões de Turismo e Desporto e de Cultura e Comunicação Social, temas com os quais possui mais afinidade.

Confira mais Notícias

Obrigado a ir

Moraes nega pedido de Bolsonaro para adiar depoimento à PF

Eleições

Lideranças do Podemos se reúnem para debater futuro político de Cachoeiro. É neste sábado

Operação Tempus Veritatis

Bolsonaro tentou apoio da OAB contra sistema eleitoral

Sede de poder

Em vídeo, Bolsonaro orientou ministros a questionar urnas e Judiciário; veja

General Augusto Heleno defendeu rompimento institucional para manter Bolsonaro

Ministro do STF era alvo

Bolsonaro discutiu minuta de golpe que previa prender Moraes, diz PF

Ex-presidente

Bolsonaro pediu e aprovou mudança em minuta que previa golpe, diz PF

Presidente do Partido Liberal

Polícia Federal encontra com Valdemar Costa Neto pepita de ouro extraída ilegalmente