STF

Senador do ES Marcos do Val pede apoio do Senado para barrar ministro Alexandre de Moraes

Fonte: Agência Senado

Foto: Jefferson Rudy

O senador Marcos do Val (Podemos-ES) criticou, em pronunciamento no Plenário nesta terça-feira (23), o Supremo tribunal Federal (STF) na condução de inquéritos que, segundo ele, têm o intuito de “intimidar parlamentares e membros do governo anterior”. O parlamentar pediu apoio dos senadores para barrar a atuação do ministro do STF, Alexandre de Moraes, que, na avaliação dele, tem caráter ideológico.

— Na prática, criticar a atuação desse Magistrado ou contrariar a sua orientação se tornou crime, ao arrepio da Constituição Federal […]. Temos que colocar freios aos excessos que vêm sendo cometidos sob o pretexto de proteger a nossa Constituição e a nossa democracia. O Supremo Tribunal Federal se resume a uma única pessoa entre os seus atuais 11 magistrados, que é o ministro Alexandre de Moraes — apontou.

O senador lembrou a apreensão do seu celular, a pedido do ministro, em fevereiro deste ano. Destacou o fato de ser considerado suspeito pelo STF no inquérito que investiga os atos antidemocráticos de 8 de janeiro.

— Olha que absurdo! Eu liderando a abertura da CPMI para esclarecimento de quem são os responsáveis, o Alexandre de Moraes me manda ir à reunião e depois me inclui como suspeito, como investigado, por eu ter ido à reunião. Cadê a imparcialidade dele?— questionou.

Marcos do Val destacou também que as decisões do ministro buscavam proteger o atual governo de um possível pedido de impeachment.

— A lei serve para outros, é para acuar senadores para evitar a possibilidade de um pedido de impeachment? Nós precisamos, a partir de hoje, fazer um divisor de águas. Chega de falar! A sociedade não aguenta mais a gente ficar aqui só falando e não agindo. Eu hoje estou tornando público que começarei a agir contra Alexandre de Moraes — concluiu.

Fonte: Agência Senado

Confira mais Notícias

Nesta segunda-feira (17)

Governo do Estado inicia remoção das cabines da Terceira Ponte

Desvio dos fundos partidário

Presidente do Solidariedade entrega-se à PF após três dias foragido

Eleições

Liderado por Ricardo Ferraço, MDB estadual realiza encontro com foco nas eleições municipais

Eleições

Diego Libardi lança sua pré-candidatura a prefeito de Cachoeiro dia 24

Governo Lula

Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz

Eleições

Publicitário e marqueteiro político, Roberto Velasco anuncia solução digital para o processo eleitoral deste ano

Espírito Santo

Governo lança programa de capacitação profissional para juventudes, o EmpregaJUV

Na orla do Rio

Manifestantes protestam contra PEC das Praias