NO ESPÍRITO SANTO

Mais de 6,6 mil atuam para garantir a segurança

Mais de 6.600 agentes das forças de segurança vão atuar nas eleições neste domingo (2), em uma ação integrada que será coordenada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). As ações vão envolver Polícia Militar (PMES), Polícia Civil (PCES), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF), Corpo de Bombeiros Militar (CBMES) e guardas municipais da região metropolitana. 

“São 1.703 locais de votação, todos terão a presença de um policial ou de um agente da guarda municipal de forma a atender qualquer demanda que surgir daquele presidente de mesa, daquela pessoa responsável por aquele local de votação. A presença da polícia não somente no local, mas também de forma ostensiva, com viaturas, nos arredores desse locais”, explicou o secretário estadual de Segurança Pública, coronel Márcio Celante.

De acordo com Celante, a partir das 7 horas de domingo todas as ações serão coordenadas pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), que vai funcionar na Sesp, com representantes de todas as instituições das forças de segurança.

“Nós teremos disponível o videomonitoramento, o serviço de inteligência, de forma integrada, em tempo real, a fim de que qualquer ocorrência, qualquer encaminhamento que nós tivermos no Espírito Santo, possa ser solucionado neste centro integrado”, explanou.

Bebidas alcóolicas

O secretário informou que não haverá, no estado, restrição a vendas e consumo de bebidas alcóolicas no dia da eleição, conforme foi estabelecido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES). O gestor disse, porém, que as forças de segurança atuarão para evitar que pessoas com sinais de embriaguez tumultuem o processo eleitoral. As abordagens ocorrerão quando solicitado por algum presidente de mesa ou quando uma situação for detectada por qualquer agente de segurança.

Planejamento

O planejamento e o treinamento das forças para essa ação integrada começou há três meses. As diretrizes desse comando integrado foram desenvolvidas para que tudo transcorra de “maneira pacífica” no Espírito Santo, conforme o secretário. 

“Nós estamos preparados para qualquer intercorrência em locais pontuais, em algum município, em algum bairro. Essa preparação, essa antecedência de 90 dias desse planejamento integrado, que é muito importante, isso vai possibilitar nós termos no estado do Espírito Santo uma eleição tranquila e assim nós estamos planejando e essa é a nossa expectativa”, concluiu.

Polícia Militar

Responsável pelo maior efetivo dentre as forças de segurança, a PMES disponibilizará 5 mil agentes, que atuarão em todo o estado no domingo. Além de fazer o policiamento ostensivo e garantir a segurança de eleitores e das pessoas que vão trabalhar nas eleições, a Polícia Militar também atuará para que se cumpram as leis eleitorais.

De acordo com o chefe do Estado Maior da PMES, coronel Franco, os policiais estarão atentos aos principais delitos eleitorais cometidos. “Boca de urna, como sempre, carreatas, carros de som, nós estamos preparados para agir em todas essas situações”, afirmou. A propaganda eleitoral é proibida no dia da eleição. 

Vale lembrar que, desde a última terça-feira (27), as prisões de eleitores estão proibidas, exceto em casos de flagrante delito, sentença condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto. 

Comércio

Segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES), os funcionários dos setores do comércio que assinaram a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), em todos os municípios do Espírito Santo, não podem ser convocados para trabalhar no domingo.

Com isso, shoppings centers, comércio lojista e varejista de gêneros alimentícios não deverão abrir. Outros estabelecimentos, como bares e restaurantes, podem funcionar normalmente.

Transporte público

A Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb/ES) não deve disponibilizar um grande aumento na frota para domingo.  A assessoria da companhia informou que provavelmente só haverá reforço de carros extras nos terminais, já que as pessoas normalmente votam perto de seus domicílios.

Números gerais

  • Polícia Miltar: 5 mil agentes e 1.020 viaturas
  • Polícia Civil: 460 agentes
  • Corpo de Bombeiros: 450 agentes
  • Polícia Federal: 100 agentes
  • Polícia Rodoviária Federal: 200 agentes e 50 viaturas
  • Guardas municipais: 365 agentes e 66 viaturas
  • Juízes eleitorais: 53

Confira mais Notícias

Obrigado a ir

Moraes nega pedido de Bolsonaro para adiar depoimento à PF

Eleições

Lideranças do Podemos se reúnem para debater futuro político de Cachoeiro. É neste sábado

Operação Tempus Veritatis

Bolsonaro tentou apoio da OAB contra sistema eleitoral

Sede de poder

Em vídeo, Bolsonaro orientou ministros a questionar urnas e Judiciário; veja

General Augusto Heleno defendeu rompimento institucional para manter Bolsonaro

Ministro do STF era alvo

Bolsonaro discutiu minuta de golpe que previa prender Moraes, diz PF

Ex-presidente

Bolsonaro pediu e aprovou mudança em minuta que previa golpe, diz PF

Presidente do Partido Liberal

Polícia Federal encontra com Valdemar Costa Neto pepita de ouro extraída ilegalmente