Parceria

Governos do Espírito Santo e Paraná firmam acordo para parcerias na área da inovação

Os governadores do Espírito Santo, Renato Casagrande, e do Paraná, Ratinho Junior, firmaram, nesta quarta-feira (30), um protocolo de intenções para formalizar parcerias de integração entre os ecossistemas de inovação. Através desta colaboração, os estados buscam compartilhar experiências, conhecimentos, tecnologias e recursos, visando impulsionar a geração de novos negócios e fortalecer a economia regional.

O protocolo prevê a possibilidade da realização de eventos de aproximação entre as comunidades de inovação dos estados envolvidos, o fomento à criação de programas de intercâmbio de startups e empresas inovadoras; a realização de missões empresariais e tecnológicas entre os estados; parcerias em criação de programas de capacitação e formação em áreas estratégicas para a inovação; e a realização de estudos conjuntos para identificar oportunidades de investimento.

“Somos um estado pequeno em população e como centro consumidor, por isso precisamos ter uma gestão inovadora e eficiente para sermos competitivos. Para isso, as parcerias são fundamentais para alcançarmos nossos objetivos. O Espírito Santo encontrou seu caminho por meio do equilíbrio fiscal e a gestão eficiente dos recursos, tornando-se uma referência positiva em todo o País”, afirmou o mandatário capixaba, durante a 1ª edição do Folha Business Londrina, evento organizado pela Apex Partners.

Durante o evento, Casagrande falou sobre as perspectivas e dos desafios locais, destacando a importância da aprovação da reforma tributária e do avanço na sustentabilidade. “O Espírito Santo é nota A em gestão fiscal no Tesouro Nacional desde 2012, ainda durante a minha primeira gestão. Conseguimos achar um rumo no caos tributário existente no País. O que não podemos é ter aumento de impostos. Em paralelo, precisamos investir em inovação para não ficarmos dependentes do petróleo. Temos o país com a melhor condição de investir em energias renováveis. O planeta precisa e o Brasil pode liderar essa mudança”, pontuou.

“Os dois estados têm muita coisa de vocação em comum. Primeiro que, por exemplo, o Espírito Santo é uma grande central logística da região Sudeste e o Paraná também tem se consolidado com uma grande central logística da ligação do Sul / Centro-Oeste com o Sudeste brasileiro. São duas vocações importantes para atrair investimentos. Segundo que são dois estados com equilíbrio fiscal. O Espírito Santo já tem historicamente as contas em dia. O Paraná hoje está em seu melhor momento nos últimos trinta anos em termos de responsabilidade fiscal”, disse Ratinho Júnior.

O governador paranaense prosseguiu: “Não tenho dúvidas que essa troca de experiências dentro do ecossistema de inovação vai ajudar tanto as empresas do Paraná, quanto as empresas do Espírito Santo, assim como para os empreendedores que desejarem se instalar em algum dos dois estados. Ajudando no crescimento econômico e na formação de uma mão de obra cada vez mais qualificada, contribuindo para a melhoria do ambiente de negócios e geração de postos de trabalho.”

Confira mais Notícias

Eleições 2024

Com 9 partidos, Diego Libardi lança sua pré-candidatura a prefeito nesta segunda-feira (24)

Mudança

STF tem maioria para retirar mandato de sete deputados federais

Trem da História

20 anos sem Brizola: político segue referência para luta democrática

Seu dinheiro

Partidos vão receber R$ 4,9 bi para campanha nas eleições municipais

Nesta segunda-feira (17)

Governo do Estado inicia remoção das cabines da Terceira Ponte

Desvio dos fundos partidário

Presidente do Solidariedade entrega-se à PF após três dias foragido

Eleições

Liderado por Ricardo Ferraço, MDB estadual realiza encontro com foco nas eleições municipais

Eleições

Diego Libardi lança sua pré-candidatura a prefeito de Cachoeiro dia 24