José Carlos Carvalho

 Ex-ministro de FHC abre sessão da Comissão do Meio Ambiente na Assembleia Legislativa do ES

Foto: Leonor Calasans/IEA-USP

Hoje (6) será um dia especial na Assembleia Legislativa. É que a Comissão de Meio Ambiente da Casa, que é presidida pelo deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania), vai receber logo cedo, às 10h30, no auditório Augusto Ruschi, um convidado especial: o ex-ministro da gestão Fernando Henrique Cardoso (FHC) José Carlos Carvalho (de 5 de março de 2002 a 1º de janeiro de 2003).

Considerado um dos pioneiros da gestão ambiental do País, Carvalho vai falar sobre o tema: “Meio Ambiente na Perspectiva da Nova Economia”. Ele abre os trabalhos da comissão e vem numa data especial, quando é comemorada a Semana do Meio Ambiente (5 a 9 de junho).

“Ele (Carvalho) terá a oportunidade de fazer uma reflexão sobre os principais problemas que afetam o meio ambiente, tais como: descarte inadequado de lixo, a falta de coleta seletiva, desmatamento, desperdício de água, etc. Mas, sobretudo, falará sobre os efeitos das mudanças climáticas e sobre um tema importante para nós capixabas: a necessidade de uma legislação de qualidade do ar, algo em que estamos trabalhando”, destacou o presidente da Comissão de Meio Ambiente e anfitrião, Fabrício Gandini.

Capixaba de Jerônimo Monteiro, Carvalho é um dos nomes que marcaram a gestão ambiental em Minas Gerais e no Brasil. Ele foi um dos idealizadores e fundadores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e contribuiu com a criação da primeira Lei Florestal Estadual do País.

Também liderou a regulamentação da Lei de Crimes Ambientais, bem como a criação e implantação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação.

Coube a Carvalho a criação da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad), do Instituto Mineiro da Gestão das Águas (Igam), da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) e da transformação do Jardim Botânico do Rio de Janeiro em autarquia federal.

O ex-ministro também foi chefe da delegação brasileira na Rio+20, e na Rio+10, realizada em Joanesburgo, em 2002, e presidiu o Fórum de Ministros de Meio Ambiente da América Latina e Caribe, além de ativa participação nas conferências da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Mudanças Climáticas e Conservação da Diversidade Biológica, no Comitê de Florestas da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) e nas reuniões anuais da Organização Internacional de Madeiras Tropicais (Itto).

Em maio de 2019, com outros ex-ministros do Meio Ambiente, ele assinou um manifesto contra as políticas adotadas pelo então ministro da pasta ambiental, Ricardo Salles, na gestão de Jair Bolsonaro. O manifesto criticou o que classificou como “política sistemática, constante e deliberada de desconstrução e destruição das políticas meio ambientais”

De acordo com Gandini, Carvalho é reconhecido por sua atuação na área de meio ambiente e a sua vinda irá contribuir com os temas atuais envolvendo o meio ambiente. A palestra será transmitida pelo canal da Assembleia no Youtube.

Confira mais Notícias

Nesta segunda-feira (17)

Governo do Estado inicia remoção das cabines da Terceira Ponte

Desvio dos fundos partidário

Presidente do Solidariedade entrega-se à PF após três dias foragido

Eleições

Liderado por Ricardo Ferraço, MDB estadual realiza encontro com foco nas eleições municipais

Eleições

Diego Libardi lança sua pré-candidatura a prefeito de Cachoeiro dia 24

Governo Lula

Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz

Eleições

Publicitário e marqueteiro político, Roberto Velasco anuncia solução digital para o processo eleitoral deste ano

Espírito Santo

Governo lança programa de capacitação profissional para juventudes, o EmpregaJUV

Na orla do Rio

Manifestantes protestam contra PEC das Praias