Economia

ES terá primeira Zona de Processamento de Exportação (ZPE) privada no Brasil

Com grande potencial para o comércio exterior, o Estado do Espírito Santo vive momento histórico com a confirmação oficial de que a primeira Zona de Processamento de Exportação (ZPE) privada do País, estará localizada no município de Aracruz, com área total de 50.232 mil hectares. Nesta quinta-feira (19), o decreto Nº 11.735, de 18 de outubro de 2023, foi publicado na edição do Diário Oficial da União (DOU). A diversificação e a amplitude de oportunidades que a ZPE são promissoras para o desenvolvimento econômico regional capixaba.

O vice-governador e secretário de Estado de Desenvolvimento, Ricardo Ferraço, frisa que a área desempenhará um papel fundamental e contribuirá de maneira significativa para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

“O Governo do Espírito Santo apoia esse projeto com entusiasmo e está comprometido em criar as condições necessárias para que a ZPE atinja todo o seu potencial, fortalecendo a posição do Estado no comércio exterior e contribuindo para o crescimento econômico sustentável. O empreendimento é um polo industrial voltado para o mercado externo, cujo objetivo é promover a exportação de produtos industrializados com maior valor agregado, gerando empregos e oportunidades no estado. O Brasil, embora tenha uma economia em crescimento, representa apenas 1,7% de todas as transações comerciais globais, tornando imperativa a necessidade de qualificar o comércio exterior brasileiro para ampliar sua participação no mercado internacional”, disse Ferraço.

O vice-governador destaca ainda que a conquista foi possível por meio da mudança no marco legal que permitiu à iniciativa privada desenvolver empreendimentos de ZPE. “A empresa Imetame, um grupo genuinamente capixaba, está desempenhando um papel crucial na construção de um porto de contêineres no município de Aracruz. Esse investimento estratégico abrirá novas oportunidades para o Espírito Santo, permitindo que uma parte substancial da produção local, como café e rochas ornamentais, seja exportada de forma eficaz”, completou.

“A ZPE vai alavancar não somente a competitividade, mas também a geração de emprego, renda e oportunidades para a população, além de fortalecer o complexo portuário. Posso dizer que este é um marco histórico para todos nós”, pontuou o prefeito de Aracruz, Dr. Coutinho.

A ZPE de iniciativa privada no Espírito Santo representa um avanço pioneiro no país, impulsionado por empreendedores capixabas. O empreendimento terá um grande potencial em infraestrutura portuária, próxima ao Portocel e ao Porto da Imetame, que está em construção. De acordo com informações do mercado, duas empresas âncoras já demonstraram interesse na área, uma de São Paulo e a outra do Espírito Santo.

Confira mais Notícias

Seu Dinheiro

INSS começa a pagar nesta sexta décimo terceiro antecipado

Números do ES

Recorde nas exportações do agro capixaba no 1º quadrimestre de 2024

Investimentos

Siderúrgicas anunciam R$ 100,2 bi em investimentos no Brasil até 2028

Agro

Espírito Santo é o maior produtor e exportador de mamão do Brasil

Tragedia Ambiental

ES e MG pedem à Samarco, Vale e BHP Billiton R$ 100 bi por rompimento da barragem de Fundão

Dinheiro

Com projeção de alta de 3,1% em 2024, economia capixaba é destaque internacional nesta segunda

Dinheiro

Políticos e entidades criticam corte de 0,25 ponto da Selic

Oportunidade

Feirão Zera Dívida Banestes renegocia débitos em mais 11 agências