Setor Elétrico

EDP anuncia mais de R$ 910 milhões em investimentos no Espírito Santo em 2024

A EDP, companhia que atua em todas as áreas de negócios do setor elétrico brasileiro, e o governo do Espírito Santo anunciaram, nesta quarta-feira, 21, investimentos de mais de R$ 910 milhões no estado em 2024. Mais de R$ 810 milhões serão direcionados para projetos de infraestrutura de distribuição de energia e R$ 100 milhões para quatro usinas solares de geração distribuída, que foram inauguradas durante cerimônia no Palácio Anchieta, com a presença do governador Renato Casagrande e do CEO da EDP Brasil, João Marques da Cruz. Além disso, também faz parte do investimento o patrocínio de R$ 2,6 milhões à restauração do Complexo do Carmo.

“O Espírito Santo é um dos principais estados de atuação da EDP e estes investimentos comprovam mais uma vez isto. Temos grande orgulho da parceria estabelecida com o governo do estado a fim de proporcionarmos, juntos, energia de qualidade, melhorias na infraestrutura e programas sociais aos capixabas. E é pensando nisso que trouxemos para o estado o nosso produto de energia solar. Com a geração distribuída solar, residências e comércios que queiram economizar em sua conta de luz podem aderir ao programa Solar Digital EDP”, afirma João Marques da Cruz.

Em 2023, a EDP investiu cerca de R$ 1 bilhão no Espírito Santo, sendo R$ 844 milhões em distribuição e R$ 166 milhões na implantação de projetos de geração solar.

Novas subestações

No evento, a EDP e o Governo do Estado inauguraram cinco subestações de distribuição de energia, que já são parte das ações e dos investimentos totais em infraestrutura anunciados do evento. As subestações Santa Helena, Gironda, Rio Novo do Sul, Ibatiba e Vinhático contaram com investimento de R$ 79 milhões e vão beneficiar mais de 61 mil clientes nos municípios de Nova Venécia, Vila Pavão, Cachoeiro de Itapemirim, Rio Novo do Sul, Vargem Alta, Itapemirim, Ibatiba, Muniz Freire, Montanha e Pedro Canário.

As subestações foram construídas para ampliar a capacidade e trazer mais confiabilidade ao fornecimento de energia, contribuindo para o desenvolvimento econômico e expansão da atividade industrial e turística nessas regiões.

A EDP já havia anunciado um investimento recorde de cerca de R$ 4 bilhões no estado entre 2020 e 2025, aproximadamente o dobro do que foi investido entre 2016 e 2020. O aporte tem como foco a expansão da rede, preparando o sistema elétrico para o desenvolvimento das 70 cidades da área de atuação, melhorias operacionais, redução de perdas, como o combate ao furto de energia, investimento em digitalização e atendimento ao cliente. Para isso, a companhia entende ser necessária uma rede de distribuição segura, confiável, monitorada e flexível.

Usinas solares

Também foram inauguradas durante o evento quatro usinas solares de geração distribuída, com capacidade instalada de 25 MWp. Com investimento de R$ 100 milhões, os empreendimentos estão localizados nos municípios de Pedro Canário, São Mateus, Boa Esperança e Sooretama, e devem atender a consumidores residenciais e pequenas e médias empresas do estado – como farmácias, padarias, lavanderias, lojas, oficinas e confecções, bares e lanchonetes, salões de beleza e barbearias, clínicas, pet shops, entre outros – por meio do Solar Digital EDP, serviço de assinatura de energia solar.

Podem aderir pessoas físicas e empresas de todo o estado, que tenham uma fatura mensal de energia elétrica a partir de R$ 250, sem fidelidade de contrato (o cliente pode sair a qualquer momento, com aviso prévio de 90 dias), sem taxa de adesão ou custo de manutenção, e os clientes que podem ter, até o final de março, uma economia de 18%. A adesão pode ser feita de forma 100% online (https://empresas.edp.com.br/) e não requer do cliente investimento na instalação de placas solares, nem alterações na rede elétrica.

Atualmente, a EDP conta com 13 usinas solares no Espírito Santo. Desse total, dez já estão em operação e três estão em construção, com previsão de serem energizadas ainda no primeiro semestre de 2024. As ações no Espírito Santo estão alinhadas à estratégia da empresa de consolidar e expandir sua atuação em geração solar distribuída, com investimentos de R$ 2,3 bilhões previstos até 2026, em todo o país. Atualmente, a companhia tem 87 usinas solares de geração distribuída no Brasil, sendo 48 já em operação.

Restauro do Complexo do Carmo

Durante a cerimônia, a empresa também assinou o termo de compromisso de patrocínio para o restauro do Complexo do Carmo, que inclui o Convento e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, no valor de R$ 2,6 milhões. O Instituto Modus Vivendi é responsável pela execução do projeto, que tem a EDP como primeira patrocinadora, via incentivos fiscais da Lei Rouanet.

O restauro contemplará a troca das instalações elétricas e a implantação de sistema de proteção contra descargas atmosféricas, além de serviços para combate a incêndio e segurança. Na parte de restauro, o destaque são as pinturas decorativas e artísticas na superfície na Igreja, que vão recuperar sua originalidade. Localizado no centro de Vitória, o complexo pertence à Arquidiocese de Vitória e é um patrimônio histórico e cultural do estado. Fundado em 1682 por padres carmelitas, o convento é tombado pelo Conselho Estadual de Cultura do Espírito Santo.

A EDP já havia realizado aportes em outras iniciativas culturais no Espírito Santo, como o Theatro Carlos Gomes (R$ 10 milhões) e o Roteiro Jesuítico (R$ 2,3 milhões). Apenas em 2023, a companhia investiu R$ 11,5 milhões em ações com foco social, esportivo e cultural no estado.

Confira mais Notícias

Dinheiro

Varejo cresce 1% em fevereiro e atinge patamar recorde, diz IBGE

Renda de até R$ 2.640

Caixa começa a oferecer financiamentos com FGTS Futuro em abril

Banco Central comunica vazamento de dados de 87 mil chaves Pix

Seu dinheiro

Copom reduz juros básicos da economia para 10,75% ao ano

Brasil

Banco Central comunica vazamento de dados cadastrais de 46 mil chaves Pix

Números do Caged

Espírito Santo tem saldo de 3,6 mil empregos com carteira assinada em janeiro de 2024

Seu bolso

Boletos pagos até 13h30 poderão ser compensados no mesmo dia

Após 11 anos

União assina acordo para pagar R$ 1 bi em royalties ao Espírito Santo