Economia

Mineração cresceu 6% no primeiro semestre do ano


Foto: Ricardo Tele

Fonte: Agência Brasil

O setor de mineração cresceu 6% no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado, com um faturamento de R$ 120 bilhões. Os dados foram apresentados nesta quarta-feira (19) pelo presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Raul Jungmann.

“A perspectiva é que ao longo de 2023 o resultado se mostre mais favorável do que o registrado em 2022”, avaliou.

O recolhimento no semestre de tributos e impostos foi de R$ 41,4 bilhões, superior 5,9% do que o mesmo período do ano passado. A arrecadação da Compensação Financeira por Exploração Mineral (Cfem) foi de R$ 3,4 bilhões, com aumento no faturamento de 1,9%.

O saldo da balança comercial do setor mineral foi de US$ 13,66 bilhões, equivalente a 30% do saldo da balança comercial brasileira.

De acordo com o Ibram, o preço do minério de ferro no semestre ficou cerca de 15% menor do que no primeiro semestre de 2022. As importações minerais caíram 34,2% em dólar e 6% em toneladas. As exportações minerais em toneladas aumentaram 10,2%, mas caíram 5,77% em dólar, devido aos preços das commodities bem mais baixos que no 1º semestre de 2022.

O setor de mineração prevê investimentos de US$ 50 bilhões até 2027, sendo que desse total, mais de US$ 6,5 bilhões serão investimentos em ações socioambientais.

O setor de mineração é responsável pelo emprego direto de mais de 206 mil pessoas.

Confira mais Notícias

Dívidas

ES teve mais de 92 mil contratos negociados na Faixa 1 do Desenrola por meio do site do programa

3 de junho

INSS paga segunda parcela do 13º a quem recebe acima do mínimo

Negócios

ESPÍRITO SANTO EXPORTOU 636 MIL SACAS DE CAFÉ EM ABRIL

Brasil

Nova presidente da Petrobras defende políticas de preços em vigor

Seu Dinheiro

INSS começa a pagar nesta sexta décimo terceiro antecipado

Números do ES

Recorde nas exportações do agro capixaba no 1º quadrimestre de 2024

Investimentos

Siderúrgicas anunciam R$ 100,2 bi em investimentos no Brasil até 2028

Agro

Espírito Santo é o maior produtor e exportador de mamão do Brasil