Espírito Santo é destaque

Conselho aprova primeira ZPE privada do Brasil em Aracruz (ES)

O Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação (CZPE) aprovou nesta quarta-feira (19) quatro projetos de plantas industriais na ZPE de Parnaíba (PI) e a instalação de uma termelétrica no polígono da ZPE de Pecém (CE), além da criação da primeira ZPE privada do Brasil, em Aracruz, no Espírito Santo. A reunião do Conselho, primeira após sua reestruturação no atual governo, foi presidida pelo presidente em exercício e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin.
 

“As ZPEs desempenharão papel estratégico em nossa economia, para integrar modais logísticos, produzir energia renovável e aumentar nossas exportações”, ressaltou o presidente em exercício e ministro.
 

Na ZPE de Parnaíba, a aprovação dos projetos das novas indústrias vai demandar investimentos de R$ 156,9 milhões e deve gerar 281 postos de trabalho, entre instalação e operação. Elas vão produzir e exportar mel, cosméticos, tratores agrícolas e castanha de caju.
 

A ZPE de Parnaíba funciona desde fevereiro de 2022 e tem atualmente duas empresas operando em sua área: uma para produção de madeira ecológica, a partir de resíduos vegetais; outra para produção de cera de carnaúba.
 

Termelétrica
 

No Ceará, a empresa Portocem foi autorizada a ocupar 0,5% da área da ZPE de Pecém para construir uma termelétrica a gás. A usina vai integrar o Sistema Interligado Nacional (SIN) de energia e ficará fora do regime especial de benefícios fiscais da área de livre comércio.
 

A instalação da usina demandará investimentos de R$ 5 bilhões. Como as demais termelétricas do país, esta será acionada apenas em situações em que as hidrelétricas não conseguem suprir a demanda nacional por energia, como em momentos de crises hídricas. Os excedentes de produção – tanto em energia como em gás – poderão ser usados pelas indústrias instaladas na ZPE.
 

Atualmente, a ZPE de Pecém abriga uma indústria siderúrgica que responde por 56% de todas as exportações do Ceará. Nos próximos meses, deve contar também com uma refinaria de petróleo já autorizada a funcionar no local.
 

O conselho também aprovou a primeira ZPE privada, a ser instalada no município de Aracruz, no estado do Espírito Santo. O próximo passo é a avaliação de projetos de indústrias que vão atuar na região. Além disso, foi aprovada a criação do grupo de trabalho que vai debater a regulamentação do marco legal das zonas de processamento de exportação.
 

As ZPEs
 

As ZPEs são áreas de livre comércio destinadas à produção de bens para exportação e à prestação de serviços vinculados à atividade exportadora. Além de desenvolver a cultura exportadora e fortalecer a balança comercial, as ZPEs contribuem para o desenvolvimento local e para a diminuição das desigualdades regionais.
 

A produção no espaço da ZPE, exclusivamente para exportação, garante às empresas isenção de IPI, Pis-Cofins e Imposto de Importação e AFRMM (Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante) na aquisição de insumos e matérias primas.
 

O CZPE é órgão deliberativo presidido pelo MDIC. Fazem parte do conselho representantes da Casa Civil da Presidência da República e dos ministérios da Fazenda, da Integração e do Desenvolvimento Regional, do Meio Ambiente e Mudança do Clima, do Planejamento e Orçamento, de Portos e Aeroportos e dos Transportes.

Confira mais Notícias

Investimentos

Siderúrgicas anunciam R$ 100,2 bi em investimentos no Brasil até 2028

Agro

Espírito Santo é o maior produtor e exportador de mamão do Brasil

Tragedia Ambiental

ES e MG pedem à Samarco, Vale e BHP Billiton R$ 100 bi por rompimento da barragem de Fundão

Dinheiro

Com projeção de alta de 3,1% em 2024, economia capixaba é destaque internacional nesta segunda

Dinheiro

Políticos e entidades criticam corte de 0,25 ponto da Selic

Oportunidade

Feirão Zera Dívida Banestes renegocia débitos em mais 11 agências

Números capixaba

Espírito Santo registrou em 2023 menor taxa de desocupação da série histórica

Seu dinheiro

INSS começa a pagar 13º antecipado a quem recebe acima do mínimo