Mundo rural

Banestes anuncia R$ 1 bi em recursos para o Plano Safra 2023/24

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) anunciou, na manhã dessa segunda-feira (24), a abertura do Plano Safra 2023/2024, com disponibilidade de R$ 1 bilhão para financiamentos de Crédito Rural no Estado. Os recursos são destinados para produtores e cooperativas rurais fortalecerem as atividades agrícolas e de pecuária já consolidadas, além de incentivar novas culturas e criações, e estarão vigentes até o dia 30 de junho de 2024.

O anúncio aconteceu durante o evento de Lançamento do Plano de Crédito Rural para o Espírito Santo, promovido pelo Governo do Estado, no Palácio Anchieta.

O crédito estará disponível para financiar a compra de insumos, tratos de cultivo e demais custos para a manutenção da atividade agrícola ou pecuária, bem como a aquisição de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas, aquisição de animais, renovação e implantação de lavouras, construção e reformas, eletrificação e, inclusive, a implantação de sistemas para a geração e distribuição de energia produzida a partir de fontes renováveis, além de equipamento e demais itens relacionados a sistemas de conectividade no campo, entre outros.

Para as linhas de custeio, as taxas partem de 3,00% ao ano. As linhas de investimento têm possibilidade de parcelamento em até oito anos, a depender da cultura explorada.

O Banestes espera alcançar excelentes resultados com a nova Safra, conforme cita o diretor de Negócios e Recuperação de Ativos, Carlos Artur Hauschild. “Encerramos a Safra do ano anterior, 22/23, com um crescimento de 100% em relação à Safra de 21/22. Com isso, temos uma excelente expectativa para esta nova Safra, tendo em vista o montante de recurso disponibilizado pelo Governo, as taxas anunciadas e a diversidade de linhas para atender à crescente demanda do setor. Reforço que estamos à disposição do produtor rural capixaba”, enfatizou.

Hauschild prosseguiu: “O crédito rural está presente no DNA do Banestes, que nasceu como o banco de crédito agrícola do Estado. Essa trajetória de quase 86 anos demonstra o olhar atento que o banco tem para o produtor rural capixaba e estamos presentes em todos os 78 municípios do Estado com pelo menos uma agência física por localidade. Essa proximidade com o cliente, por meio de um atendimento individualizado, é um grande diferencial do Banestes”.

As linhas de Crédito Rural oferecidas pelo Banestes têm condições especiais, com taxas reduzidas e subsidiadas, que proporcionam aos produtores de todos os portes o custeio da produção e o investimento na atividade produtiva, aumentando a produtividade e a competitividade.

Para o café, o Banestes oferece tanto linhas de custeio quanto de investimento, e também linha de capital de giro para as indústrias de café solúvel e torrefação. Com isso, o banco financias a produção e a industrialização do café, incluindo a compra de insumos, aquisição de tratores, implementos e demais equipamentos para uso na atividade.

Para solicitar recursos, o agricultor deverá entrar em contato com a agência Banestes de sua região. O profissional estará apto a orientá-lo na escolha da linha de crédito que melhor atende à finalidade desejada. É importante que o produtor rural observe, além da taxa de juros da operação, se o valor e o prazo são adequados para a finalidade desejada. Todas as informações serão fornecidas no momento do atendimento.

Saiba mais:

Linhas de Crédito Rural Banestes
(condições vigentes até 30/06/2024):

Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura (Pronaf)

  • Finalidade: custeio agrícola e pecuário 
  • A quem se destina: pequenos produtores e agricultores familiares enquadrados no Pronaf
  • Taxa de juros: de 3%a.a. a 6%a.a., dependendo da cultura

Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp)

  • Finalidade: custeio agrícola e pecuário
  • A quem se destina: produtores de médio porte enquadrados no Pronamp
  • Taxa de juros: 8%a.a.

Linha de Crédito Demais Produtores

  • Finalidade: custeio agrícola e pecuário 
  • A quem se destina: demais produtores rurais
  • Taxa de juros: 12%a.a.

Linha de Crédito de Investimento

  • Finalidade: investimento agrícola e pecuário
  • A quem se destina: produtores rurais, independente do porte do produtor
  • Prazo: até 8 anos, dependendo do bem financiado e/ou projeto técnico presentado
  • Taxa de juros: a partir de 10,5% a.a.

Funcafé – Crédito de Comercialização

  • Finalidade: conceder ao produtor rural e as suas cooperativas recursos financeiros em valor equivalente à quantidade de produto armazenado para possibilitar a venda futura em melhores condições de mercado
  • A quem se destina: cafeicultores e suas cooperativas de produção agropecuária
  • Taxa de juros: 11%a.a
  • Prazo: até 12 meses

Funcafé – Financiamento para Aquisição de Café (FAC)

  • Finalidade: financiar a aquisição de café
  • A quem se destina: A quem se destina: indústria torrefadora de café, indústrias de café solúvel, beneficiadores de café, exportadores e cooperativas de cafeicultores que exerçam as atividades de beneficiamento, torrefação ou exportação de café
  • Taxa de juros: 11%a.a
  • Prazo: até 12 meses

Funcafé – Crédito para Capital de Giro para Indústrias de Café Solúvel e de Torrefação de Café e para Cooperativa de Produção

  • Finalidade: Capital de Giro
  • A quem se destina: indústrias de café solúvel e de torrefação de café e cooperativas de produção
  • Taxa de juros: 11%a.a
  • Prazo: até 24 meses

Confira mais Notícias

PIB

Economia brasileira cresce 2,9% em 2023

Números do Brasil

Mais de 650 mil empresas aderem ao Simples em 2024

Seu dinheiro

Transações via DOC e TEC deixam de existir

Ideia Brasileira

Taxar super-ricos já tem apoio de alguns países europeus, diz Durigan

Medida Provisória

Lula revoga reoneração de 17 setores da economia

Negócios

Espírito Santo receberá R$ 100 milhões em investimentos na distribuição de gás natural

Mundo Agro

Primeira fábrica de azeite para uso coletivo na produção é inaugurada no Espírito Santo

Setor Elétrico

EDP anuncia mais de R$ 910 milhões em investimentos no Espírito Santo em 2024