Dr. Antônio na coletiva

“Projeto de Ração Balanceada não foi interrompido ou suspenso”, diz Prefeitura de Itapemirim

Com a crise financeira pela qual passa o município de Itapemirim, devido a queda de arrecadação de royalties, a prefeitura realizou exonerações e contingenciamento de despesas. Alguns programas vêm sendo afetados, e produtores rurais temem que a distribuição da ração balanceada para o gado leiteiro também sofra interrupção.

“Com a chegada do inverno (a partir desta quarta-feira,21), quando a pastagem é muito afetada, nosso medo é que a distribuição seja interrompida, o que levaria a uma grande crise no setor. Essa é nossa preocupação, por isso dependemos da prefeitura”, disse um produtor ouvido pela reportagem e que não quis se identificar. 

Com o objetivo de esclarecer a situação, o site Atenasnotícias questionou a administração nesta segunda-feira (19) durante uma coletiva feita pelo prefeito Dr. Antônio Rocha. Segundo ele, o objetivo da prefeitura é chamar os agricultores de Itapemirim “o mais rápido possível” para tratar do assunto, mas não especificou uma data.

Em busca de uma resposta mais concreta para o produtor, o site procurou a Secretaria de Agricultura. Em nota, a administração reforçou o momento de crise, mas negou que haja interrupção na distribuição de farelo:

“O objetivo da administração com a Agricultura de Itapemirim é de implantar novas ideias,  novos projetos. Trabalhar apoiando os produtores(a) em suas atividades, seja na Pecuária, seja na agricultura. Todo o orçamento não só da Secretaria de Agricultura, mas de todos as demais foram afetadas com a queda da arrecadação. Uma situação não esperada. Uma nova realidade encontrada para Itapemirim. Não é de interesse da administração interromper os projetos em andamentos. Porém com a saúde financeira critica, alguns projetos estão sendo revisados de forma responsável e esperando retornar assim que possível. E no projeto de Ração Balanceada, esse não foi interrompido e/ou suspenso pela administração”.

Segundo informações da própria prefeitura, na região de Garrafão, por exemplo, que é uma grande bacia leiteira, a última distribuição aconteceu no dia 17 de maio. Como a distribuição é feita por rota, a prefeitura disse que, em se tratando de todo o município, a última ocorreu no dia 19 de maio, em Assentamento.   

Sobre a distribuição em Garrafão, a informação foi confirmada através de um áudio que circulou entre os produtores nesta data, onde foi feita a convocação por parte da administração para que recebessem o farelo. Não há conhecimento de alguma região que não tenha sido atendida.    

Por fim a administração disse que trabalha para melhorar o setor agropecuário: “Novas propostas para novos trabalhos serão apresentados de forma equilibrada e visando melhorar o atendimento ao setor Agropecuário. O município está vivendo uma nova realidade (sendo exposta a sociedade) onde necessita principalmente de entendimento e compreensão das pessoas. Dessa forma temos a certeza de poder fazer Políticas públicas com transparência”, encerrou. 

Confira mais Notícias

Doação

Festa de Cachoeiro: cantor Anderson Freire doará cachê para entidades sociais

Sul do ES

Tribunal de Contas recomenda a rejeição das contas de 2020 de Giló, em Mimoso do Sul

Cultura

VII Festival de Leituras Dramáticas Capixabas agita Cachoeiro

Agenda

Festa de Cachoeiro: Festival levará boa comida e artesanato ao Parque de Exposição

Solidariedade

39º edição da Feira da Bondade de Cachoeiro acontecerá em outubro

Governo

Mimoso do Sul recebe novos investimentos do Estado para reconstrução da cidade

Cidades capixabas

Marataízes vence o Desafio Cadastur e impulsiona turismo no Espírito Santo

Serviços

Novos canais para solicitações de iluminação pública em Cachoeiro