Chuvas

Ministério da Saúde repassa R$ 1,16 milhão e prepara kits com medicamentos para socorrer vítimas no RJ e ES

O Ministério da Saúde disponibilizará, imediatamente, R$ 1,16 milhão para o município de Petrópolis (RJ) para socorrer as vítimas das fortes chuvas que atingem a região. Outras parcelas poderão ser repassadas, mediante a apresentação do Plano de Ação de Enfrentamento à Emergência em Saúde Pública, conforme a Portaria GM/MS nº 3.160, de 9 de fevereiro de 2024.

Para reforçar a resposta às situações de emergência, o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), está integrado à equipe do Sistema Federal em ação articulada pela Defesa Civil, Rede de Atenção à Saúde e Programa Nacional de Vigilância em Saúde dos Riscos Associados aos Desastres (Vigidesastres).

Desde a última quinta-feira (21), representantes do Vigidesastres Nacional se reúnem para discutir estratégias. Além dos encontros diários com o Sistema Federal, o ministério também organizou um grupo interno com a participação da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Secretaria de Saúde Indígena (SESAI).

Além da SVSA, a Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS) e a Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (SAES) também estão envolvidas no socorro às vítimas, garantindo infraestrutura urbana, atendimentos de saúde e a entrega de insumos e medicamentos.

O Ministério da Saúde monitora os estados atingidos pelas fortes chuvas, mobilizando esforços e colocando a estrutura do Vigidesastres. A pasta envia kits de medicamentos e técnicos para acompanhamento dos sistemas de saúde locais, sempre que identificada a necessidade por eventual impacto das chuvas. A previsão meteorológica indica que os níveis de água poderão variar de moderada a forte, por isso o cenário de riscos tende a se agravar.

Cinco kits já foram montados e serão enviados ao Espírito Santo, para onde foi enviado um técnico do Ministério da Saúde com a finalidade de apoiar a Secretaria de Estado de Saúde. A cidade de Mimoso do Sul (ES), uma das mais atingidas, receberá uma equipe emergencial, que identificará as maiores necessidades para atendimento.

As unidades federativas podem acionar a Pasta para recebimento de kits emergenciais e apoio técnico, de acordo com a necessidade de cada região. O apoio é realizado mediante declaração de emergência ou de calamidade pública pelo estado, município ou por decreto reconhecido pela Defesa Civil nacional.

Cada kit é composto por 32 tipos de medicamentos e 16 tipos de insumos (luvas, seringas, ataduras etc.) suficientes para atender a 1.500 pessoas durante um mês. Informações sobre os kits emergenciais do Ministério da Saúde estão disponíveis na página Medicamentos e Insumos para Calamidade Pública .

Para orientar os gestores municipais e estaduais sobre a prevenção e ações pós-desastre, o Plano de Contingência para Emergência em Saúde Pública por Inundação traz diretrizes específicas. O ministério também disponibiliza cartilhas e guias com orientações voltadas à população por meio do site “ Saúde de A a Z ”.

Confira mais Notícias

Competição

Cachoeiro recebe 1º Torneio Interestadual de Muaythai neste fim de semana

Pós Chuva

Iema doa veículos para o município de Mimoso do Sul

Oportunidades

Cursos gratuitos de culinária estão com inscrições abertas em Cachoeiro

Confira

Concurso Cachoeiro: Edital nas áreas de saúde e educação divulga resultado das provas

Em Cachoeiro

Macrodrenagem: trecho da Linha Vermelha com interdição a partir de segunda (20)

Atenção!!

Idaf registra ocorrência de Encefalite Equina do Oeste (EEO), no município de Castelo

Localidade de Coutinho

Fiscalização coíbe transporte de mercadorias sem documentação em Cachoeiro

Cultura

Gravado em Burarama, filme “Marraia” tem pré-estreia nesta quarta (15) em Cachoeiro