No centro da cidade

Macrodrenagem em Cachoeiro: obras avançam na avenida Beira Rio

A frente de obras de macrodrenagem, na Beira Rio, segue avançando. Nesta terça-feira (23), as equipes deram início às perfurações no muro da avenida, onde serão alocadas as estruturas que escoarão a água da chuva até o rio Itapemirim.

Trata-se de galerias de concreto, principal componente da nova rede de macrodrenagem da cidade, que também foi instalada por toda a extensão da obra, passando por vias do centro e na Linha Vermelha, até a região do bairro Nova Brasília.

Na Beira Rio, as atividades estão concentradas na altura da rua César Missi. No local, as equipes já deram início à pavimentação de um trecho, onde já foram concluídos os serviços de escavações. Para a realização dos trabalhos, previstos para serem concluídos no próximo mês, a avenida segue interditada para a passagem de veículos.

“Estamos expandindo a rede de drenagem do município com quase quatro quilômetros de novas estruturas, incluindo galerias de concreto e manilhas de PEAD, material altamente flexível e resistente. Essa iniciativa vai aumentar, de forma expressiva, a capacidade de escoamento da água das chuvas, abrangendo pontos que, atualmente, carecem de qualquer elemento para esse fim”, avalia a secretária municipal de Obras, Lorena Vasques.

“Chegamos na reta final dessa importante obra, que será um marco histórico para a infraestrutura urbana de Cachoeiro, com benefícios diretos e indiretos para diversas regiões que sofrem com alagamentos em tempos de chuvas”, pontua o prefeito Victor Coelho.

Mudanças no trânsito

Para mitigar os efeitos no fluxo de veículo da cidade, a Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito (Semseg) preparou uma série de intervenções temporárias, que envolve a inversão de sentido em pontes e vias da região.

Para os condutores que seguem pelas ruas Capitão Deslandes (popularmente, conhecida como “Rua dos Bancos”) e Rui Barbosa, a opção é seguir pela rua Costa Pereira e acessar a rua 25 de Março. Nesse ponto, é possível realizar o contorno pela Ponte Municipal Fernando de Abreu ou, mais adiante, pela ponte Carim Tanure, que teve seu sentido invertido para a margem contrária do Rio Itapemirim.

A seguir, os motoristas podem virar à esquerda, pela rua Samuel Levi, também com sentido invertido, entre a avenida Pinheiro Junior e a ponte Juscelino Kubitschek – estrutura que está com mão única no sentido Centro -, conduzindo os veículos até a avenida Beira Rio, na altura da rua Joaquim Vieira, trecho que está liberado para tráfego.

Em função da mudança de sentido da rua Samuel Levi e da ponte Carim Tanure, outras alterações provisórias foram implementadas na região, para permitir que os condutores acessem o Centro, sem dificuldades.

O segmento da avenida Dr. Ubaldo Caetano Gonçalves, situado entre o Tiro de Guerra e o antigo Detran, teve sua disposição viária ajustada, para operar em sentido duplo, a fim de dar vazão ao fluxo de veículos provenientes das ruas Alziro Viana e João Mota, assim como da Ponte de Ferro. 

Esses veículos seguem em direção à avenida Pinheiro Junior, pela rua Eduardo Gomes (ladeira do Tiro de Guerra) que, por sua vez, também passa por uma inversão de sentido, rumo à Ponte Municipal Fernando de Abreu.

Confira mais Notícias

Doação

Festa de Cachoeiro: cantor Anderson Freire doará cachê para entidades sociais

Sul do ES

Tribunal de Contas recomenda a rejeição das contas de 2020 de Giló, em Mimoso do Sul

Cultura

VII Festival de Leituras Dramáticas Capixabas agita Cachoeiro

Agenda

Festa de Cachoeiro: Festival levará boa comida e artesanato ao Parque de Exposição

Solidariedade

39º edição da Feira da Bondade de Cachoeiro acontecerá em outubro

Governo

Mimoso do Sul recebe novos investimentos do Estado para reconstrução da cidade

Cidades capixabas

Marataízes vence o Desafio Cadastur e impulsiona turismo no Espírito Santo

Serviços

Novos canais para solicitações de iluminação pública em Cachoeiro