Números do ES

Espírito Santo encerra 2023 com menor número de homicídios dos últimos 27 anos

O Estado do Espírito Santo encerrou o ano de 2023 registrando 978 homicídios. O acumulado é o menor desde que o dado começou a ser contabilizado, em 1996, e abaixo do registrado em 2019, até então, considerado o melhor ano da série histórica, com 987 casos. Com relação a 2022, o decréscimo é de 2,9%, correspondente a 29 casos a menos. Os dados foram apresentados durante coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (2), no Palácio Anchieta, em Vitória.

A maior redução em termos percentuais foi registrada na região Sul, com uma queda de 15,6%, no comparativo com 2022. A Região Metropolitana acumulou queda de 12,6%, com 67 homicídios a menos que o ano passado, e a região Serrana, teve queda de mais de 1,8%. As regiões Norte e Noroeste apresentaram alta de registros na comparação com o ano passado.

O governador Renato Casagrande enfatizou a importância de uma estratégia para a redução de mortes no Espírito Santo, que é o programa Estado Presente em Defesa da Vida, e disse crer que, com perseverança e trabalho focado em resultados, o Espírito Santo pode alcançar patamares ainda melhores.

“Encerramos o ano com o menor número de homicídios da série histórica, uma conquista do nosso Programa Estado Presente, que desde 2011 vem diminuindo consideravelmente os índices. Resultado de um trabalho conjunto das forças de segurança, com as ações das secretarias e instituições parceiras. Seguimos trabalhando incansavelmente para tornar o Espírito Santo um Estado cada vez mais seguro. Tenho plena convicção de que se tivermos continuidade na política de Segurança Pública, conseguiremos estar entre os Estados menos violentos do País em breve”, ressaltou o governador.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento e coordenador do programa Estado Presente em Defesa da Vida, Álvaro Duboc, citou que o feito é histórico para o Espírito Santo e parabenizou o trabalho de todos os envolvidos.

“O ano de 2023 é histórico para a Segurança Pública capixaba, fruto de muito trabalho sob coordenação do nosso governador Renato Casagrande. Parabenizo as nossas forças policiais pelo resultado que significa, acima de tudo, a preservação de vidas. Vamos seguir trabalhando e fortalecendo o nosso programa Estado Presente em Defesa da Vida para que em 2024 possamos conquistar indicadores ainda melhores”, destacou Duboc.

Ao analisar o resultado de 2023, o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, entende que a confluência de investimentos em tecnologia e material humano é primordial. “Hoje temos armamentos, equipamentos, capacidade investigativa e recursos operacionais. Tudo isso, sendo aplicado por policiais dedicados à segurança do capixaba. O ano de 2023 foi de muito trabalho, e o resultado são vidas preservadas. Isso significa que 2024 será de ainda mais trabalho, pois nosso foco sempre será reduzir ainda mais os homicídios, construir uma cultura de paz, permitir que os capixabas possam ir e vir com segurança em nosso Estado”, pontuou.

Programa Estado Presente

Com este resultado, o Espírito Santo consolida sua trajetória de redução de homicídios, iniciada quando o Governo do Estado retomou o Programa Estado Presente em Defesa da Vida. O Programa foi criado na primeira gestão Casagrande e retomado em 2019.

O principal objetivo do Programa Estado Presente é a preservação da vida, por meio de estratégias conjuntas de redução da criminalidade violenta. No Eixo Policial, o Programa Estado Presente tem viabilizado investimentos em modernização, tecnologia e reestruturação das forças policiais.

Desde 2019, o Governo do Estado vem realizando concursos para a recomposição do efetivo das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros; aquisição de armamentos, equipamentos e viaturas; construção e reforma de unidades, ampliando a capacidade de atendimento no interior do Estado e na Região Metropolitana da Grande Vitória; e investindo fortemente em tecnologia, elevando a capacidade de investigação e resposta, o que impacta diretamente na resolução de crimes e, por consequência, sua redução.

Em 2022, o Espírito Santo lançou o Cerco Inteligente, um sistema integrado de monitoramento e combate aos crimes de trânsito, ambientais, fiscais e outros. A rede de câmeras transmite, em tempo real, a circulação de veículos em todo o Espírito Santo e capta informações importantes para as ações de segurança.

Em 2023, o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) foi totalmente reformado e ampliado, melhorando a capacidade de resposta para urgências e emergências de segurança pública.

Nos últimos anos, a Polícia Civil do Espírito Santo passou a contar com uma Central de Teleflagrante, que reestruturou totalmente o sistema de atendimento nas Delegacias, e com um Centro de Inteligência e Análise Telemática (CIAT), que robusteceu as investigações criminais. Houve também a criação da Delegacia de Investigação de Comércio Ilícito de Armas, Munições e Explosivos (Desarme) e da Delegacia de Repressão aos Crimes Rurais.

Na Polícia Militar, houve o investimento em armamentos robustos, como os fuzis Arad adquiridos neste ano e equipamentos de tecnologia avançada como drones de última geração, além da reformulação dos Comandos de Policiamento Ostensivo (CPOs), a retomada do Batalhão de Missões Especiais (BME) e a criação do Batalhão de Ações com Cães (BAC).

O Espírito Santo também deu um importante passo nessa reestruturação ao criar a Polícia Científica do Espírito Santo (PCI-ES), responsável por todo o trabalho científico necessário para a resolução de crimes. Para isso, foram necessários investimentos robustos em equipamentos que alçaram a perícia criminal do Espírito Santo a um elevado patamar de capacidade investigativa.

Confira mais Notícias

Brasileirão

CBF anuncia que jogos do Brasileiro retornam no dia 1º de junho

Futebol

Vasco supera Fortaleza nos pênaltis para avançar na Copa do Brasil

Números do Estado

Espírito Santo tem 9ª população mais alfabetizada do Brasil

Futebol

Turma do STF forma maioria para negar ao Flamengo Taça das Bolinhas

Apolinho, Sílvio Luiz e Antero Greco: adeus aos craques do jornalismo

Morre Washington Rodrigues

Adeus Apolinho

A rodada

Athletico-PR faz 2 a 0 no Palmeiras e retoma liderança do Brasileirão; veja outros jogos

Sorte capixaba

Aposta do Espírito Santo leva R$ 46 milhões na mega sena deste sábado, 11 de maio