No Egito

Casagrande se reúne com Lula durante agenda com governadores na COP 27

Foto: Giovani Pagotto

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, encerrou sua participação na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 27) com uma reunião com o presidente da República eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, juntamente com os governadores do Consórcio Interestadual Amazônia Legal, na manhã desta quarta-feira (16). Casagrande é o presidente do Consórcio Brasil Verde e coordenador da coalizão Governadores pelo Clima.

“Destaquei a importância de o Brasil ter uma autoridade climática para que possa ser uma referência no tema e dialogar com o setor. Também tratamos um pouco sobre os rumos ambientais que o País vai tomar após o presidente Lula assumir em janeiro, bem como as parcerias que os Estados estão querendo fazer com o Governo Federal em relação às mudanças climáticas”, afirmou Casagrande sobre o encontro.

Durante o evento realizado pelo Consórcio da Amazônia Legal, foi entregue uma carta ao presidente eleito com as ações desenvolvidas na área ambiental. Participaram da reunião, além de Casagrande, os governadores Helder Barbalho (Pará), Mauro Mendes (Mato Grosso), Wanderlei Barbosa (Rondônia), Gladson Cameli (Acre) e Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte).

Logo após o evento, Casagrande embarcou rumo ao Espírito Santo. A estimativa de chegada em Vitória é no início da madrugada de sexta-feira (18).

Confira mais Notícias

Movimentos políticos

De olho na vaga, deputados repercutem eleição para o Tribunal de Contas do Espírito Santo

Eleições

STF derruba regras de sobras eleitorais

Decisões

TSE restringe uso de Inteligência Artificial nas eleições de outubro; veja outras regras aprovadas

Análise política

Dorlei Fontão trabalha e confia na decisão da Justiça; Paulinho Mineti observa

Sucessão

Internamente não há dúvidas! Leo Português será o candidato de Fabrício Petri em Anchieta

Em discurso

Lula chama guerra em Gaza de genocídio e critica “hipocrisia”

Mudo

Bolsonaro não responde à PF em depoimento sobre golpe de Estado

Obrigado a ir

Moraes nega pedido de Bolsonaro para adiar depoimento à PF