Política Nacional

YouTube bloqueia vídeo de Russomanno por desrespeitar direitos autorais da Fifa

Publicados

em


source
russomanno
Reprodução

Vídeo do candidato à prefeitura de SP teve que ser retirado do ar

O YouTube excluiu uma peça de campanha eleitoral em vídeo de  Celso Russomanno (Republicanos) à prefeitura de São Paulo por infração de direitos autorais da Fifa.

O vídeo usa imagens da  Copa do Mundo de 1970, colocando o candidato e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como jogadores da seleção brasileira contra os adversários Bruno Covas e João Doria.

No vídeo, a equipe de Russomanno coloca os rostos de Bolsonaro e do candidato no lugar dos rostos dos jogadores originais. O mesmo é feito com Covas e Dória, que estão no time adversário.

Em entrevista à coluna ‘Painel’, da Folha de S.Paulo, o marqueteiro de Russomanno,  Elsinho Mouco, afirmou que os peesedebistas estão incomodados com o sucesso da peça eleitoral.

Leia Também:  Covas e Boulos aceitam debate virtual, mas Rede Globo mantém cancelamento

A peça foi retirada do ar porque a campanha do Republicanos não tem autorização para uso das imagens. Mouco alega, no entanto, que a imagem tem 50 anos e que, em sua visão, passou a a ser de domínio público.

Ele afirmou ainda que vai recorrer da decisão de bloquear o vídeo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Controladoria abre investigação de entrega de cestas básicas de aliados de Covas

Publicados

em


source
Pessoas fizeram filas para receber cestas básicas de aliados do prefeito Bruno Covas (PSDB)
Reprodução/Twitter

Pessoas fizeram filas para receber cestas básicas de aliados do prefeito Bruno Covas (PSDB)

A Controladoria Geral do Município (CGM) abriu uma investigação sobre a  distribuição de cestas básicas feita por aliados do prefeito Bruno Covas (PSDB), candidato à reeleição para a Prefeitura de São Paulo , no bairro de Brasilândia, na Zona Norte da capital paulista.

Um vídeo que circula nas redes sociais desde esta quinta-feira (26) mostra dezenas de pessoas em fila na calçada da rua Raulino Galdino da Silva à espera da entrega dessas cestas por parte do Movimento Social Beneficente (Mosobe). Nas imagens é possível observar um carro com o número 45 no capô, pessoas distribuindo panfletos e ainda ouvir um jingle de campanha de Covas.

Leia Também:  Joesley Batista terá de pagar indenização de R$ 300 mil a Temer por danos morais

Em nota, a Prefeitura de São Paulo informou que a distribuição de cestas faz parte do Programa Cidade Solidária, instituído no início da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo , porém, moradores da região afirmaram que a entidade sempre distribuiu leite duas vezes por semana, mas essa foi a primeira vez que doou cestas básicas.

“Todas as entidades parceiras assinaram um termo de adesão com a Prefeitura de São Paulo se comprometendo a executar a distribuição das cestas respeitando integralmente às recomendações do Ministério Público Eleitoral. Qualquer ação por parte das entidades que não tenha respeitado a recomendação descumpre o acordo estabelecido no termo de adesão e será apurada”, diz a nota da Prefeitura.

Ainda de acordo com os moradores do bairro, a Mosobe sempre apoiou candidatos a vereador do PSDB. Este ano, a entdade teria feito campanha para a candidata Sandra Santana, que possui cartazes por toda a rua.

O autor do vídeo, que pediu para não ser identificado, apresentou uma versão diferente do ocorrido. Segundo ele fonte, o carro de som e outro veículo com o emblema da campanha de Bruno Covas estavam “o tempo todo ao lado de onde estavam sendo distribuídas as cestas”.

Leia Também:  Erundina não teve contato com Boulos e não precisará fazer exame de Covid

A campanha de Covas disse, em nota, que não distribui cestas básicas. “É inadmissível que, há três dias das eleições, este tipo de conduta esteja sendo compartilhada.”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA