Pet

Xuxa compartilha momento encantador ao lado de Doralice, sua cadela de estimação

Publicados

em


source
Xuxa compartilha gesto de carinho de sua cachorrinha de estimação, Doralice
Reprodução/Instagram

Xuxa compartilha gesto de carinho de sua cachorrinha de estimação, Doralice

Xuxa Meneghel compartilhou um momento de fofura com a sua cachorrinha Doralice, nesta quarta-feira (13). Na terça-feira (12), quando a apresentadora foi se despedir do marido, o ator Junno Andrade, a cachorrinha fez um gesto de carinho para a tutora, o que a deixou completamente encantada.

Na legenda da foto em que a pet aparece a beijando, Xuxa escreveu: “Ontem eu estava no face time com o Ju e ao me despedir resolvi mostrar a Doralice pra ele… ela carinhosamente pegou meu rosto e me beijou, o Ju fotografou o momento e quero dividir com vocês que entendem esse amor verdadeiro, essa paixão”, disse a apresentadora, cheia de carinho.

“Aprendi nessa vida que se tem quatro patas e late, você pode confiar e amar de verdade pois é isso que você vai receber AMOR. (antes que alguém fale ‘que nojo’… nojo eu tenho de algumas pessoas)”, completou ela, mandando um beijo para todos os que amam os “filhos de quatro patas”.

Leia Também:  Cachorro rouba a cena em sessão de fotos para cartão de Natal da família

Nos comentários, os fãs da eterna rainha dos baixinhos se derreteram com a cena, confira:


Fonte: IG PET

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pet

O gato está arranhando o sofá da sala? Saiba como fazê-lo parar

Publicados

em


source
Arranhar faz parte da natureza dos felinos e faz bem para a saúde deles
Daniel Zopf/Unsplash

Arranhar faz parte da natureza dos felinos e faz bem para a saúde deles

Tutores de gato sabem que uma das atividades favoritas deles é arranhar, especialmente a lateral do braço do sofá. E não importa se o pet tem arranhadores disponíveis pela casa,  a cadeira que o tutor usa para trabalhar parece ser muito mais atraente para eles.

Muitas pessoas simplesmente chamam a atenção do gato para que ele deixe de arranhar os móveis da casa, sem lidar corretamente com esse comportamento e direcioná-lo para fazer aquela atividade que eles tanto gostam e precisam apenas no lugar onde é permitido, ou seja, nos arranhadores.

Arranhar para é uma necessidade para os gatos

Antes de tudo, é importante entender porque os gatos fazem isso. O ato de arranhar é muito necessário para os gatos e tem várias funções para a vida do bichano.

Alongamento: ao arranhar uma superfície, seja ela vertical ou horizontal, o movimento fornece exercícios e alongamento importantes para os músculos e tendões de todo o corpo do felino.

Marcação de território: as patas dos gatos contêm glândulas odoríferas, quando os gatos esticam as patinhas, entre as almofadas das patas são liberados feromônios que deixam o cheiro deles no local, é semelhante ao que acontece quando eles  “amassam o pãozinho”.

Leia Também:  Guia de Raças: Bichon Havanês, um companheiro alegre e divertido

Mantém as unhas saudáveis: as garras dos gatos são de queratina, assim como a dos humanos, no entanto as unhas dos bichanos descascam e arranhar os ajuda a remover essas camadas mortas, mantendo as unhas sempre saudáveis.

Alivia o estresse: arranhar faz muito bem para os gatos, além de alongar o corpo, ajuda a liberar o estresse e diminui os possíveis comportamentos indesejáveis.

Como fazer o gato parar de arranhar os móveis

Oferecer mais de um tipo de arranhador para saber qual se adequa mais aos gostos do bichano
Daniel Deusdete/Pixabay

Oferecer mais de um tipo de arranhador para saber qual se adequa mais aos gostos do bichano

Primeiro ofereça ao pet alternativas para que ele possa arranhar, no mercado existem diversas opções de arranhadores, que vão desde superfícies planas, como tapetes ou rampas, até os “postes para gatos”.

Leia Também

(Continue a leitura logo abaixo)

Leia Também

Pensar no material do qual é feito o arranhador também é importante,  existem opções revestidas de papelão (que os gatos amam, mas são menos duráveis), existem os feitos com corda de sisal, alguns arranhadores são feitos com tecidos e até alguns que usam a superfície da própria madeira, para simular troncos de árvores. Antes de investir em um arranhador mais caro, o tutor pode oferecer opções mais baratas para identificar de quais o gato mais gosta.

Ao usar um arranhador revestido com carpete, o gato pode ficar confuso ao entender que aquele carpete ele pode arranhar, mas o tapete da sala não é para ele. Uma dica é usar catnip para atrair o interesse do gato para onde ele deve ir.

Caso o maior alvo do bichano seja mesmo o sofá da sala, uma dica é colocar o arranhador posicionado a frente dele. Conforme o gato for se habituando a usar o arranhador, o tutor poderá ir afastando pouco a pouco, até que finalmente o arranhador esteja em um lugar mais adequado.

Leia Também:  Gato filhote que convive com coelho passa a imitar o amigo roedor

Assim como a catnip pode ser usada para atrair o gato para o lugar certo, alguns materiais podem fazer o inverso, afastando o pet de onde ele não deve enfiar as garras.

Os gatos renovam as unhas e marcam território enquanto usam os arranhadores
Wirestock/Freepik

Os gatos renovam as unhas e marcam território enquanto usam os arranhadores

Algumas dicas são:

  1. Cobrir o local com folha de estanho (papel alumínio)
  2. Colocar fita adesiva dupla-face no móvel ou no chão próximo, assim a sensação pegajosa da fita tende a afastar o gato (use essa somente em superfícies onde será fácil removê-la depois)
  3. Cobrir o local com uma capa de plástico ou vinil.
  4. Sprays educador para gatos, devem ser borrifados em locais onde não se quer que o gato suba ou tenha acesso

Lembrando de sempre oferecer a alternativa para o gato antes de impedir que ele use os locais que ele não deve usar. Além disso, pode ser usado o método de punição positiva, assim como é feito para  corrigir o comportamento indesejado dos cães: ao notar que o gato está arranhando onde não deve, o tutor pode repreender o pet apenas dizendo simples palavras, como “Não!”, ou “Ah!”, com um tom mais enérgico para que o pet possa entender aquilo como punição.

O tutor deve lembrar de nunca usar o nome do pet enquanto estiver dando a bronca, para que o animal não associe o som do próprio nome a algo negativo. Após a bronca, o tutor deve pegar o gato e leva-lo até o local certo, ele usando o arranhador adequadamente, aí sim, deve ser dito o nome do pet, seguido por elogios, como recompensa (também pode ser oferecido algum petisco, caso tenha disponível).

O corte das unhas

Com o tempo o gato irá se habituar ao uso de arranhadores e deixará de usar os móveis da casa para isso
Wirestock/Freepik

Com o tempo o gato irá se habituar ao uso de arranhadores e deixará de usar os móveis da casa para isso

Também  é possível aparar as unhas dos gatos, o que pode ser feito utilizando cortadores próprios para a função, assim como  utilizar unhas postiças para revestir as garras do animal.

Existem operações de remoção de unhas para gatos, o que é considerado tortura, pois consiste em amputar a última falange dos dedos dos animais, o que pode causar muita dor para o bichano e o privar para sempre de seu meio de defesa natural, ato que é proibido em muitos países do mundo.

Fonte: IG PET

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA