Tecnologia

William Shatner, o Capitão Kirk, se torna a pessoa mais velha a ir ao espaço

Publicados

em


source
William Shatner e Jeff Bezos após voo
Reprodução/Youtube

William Shatner e Jeff Bezos após voo

Aos 90 anos, o ator William Shatner, que interpretou o eterno Capitão Kirk, de Jornada nas Estrelas,  se tornou a pessoa mais velha a ir ao espaço nesta quarta-feira (13). Ele viajou até a órbita da Terra a bordo da nave New Shepard, da empresa de turismo espacial Blue Origin, do bilionário Jeff Bezos. O recorde era da aviadora Wally Funk, de 82 anos, que foi ao espaço junto de Bezos  em julho deste ano.

Depois do pouso, Shatner se emocionou ao agradecer Bezos pela experiência. “O que você me deu é a experiência mais profunda que eu poderia ter. Eu estou tão cheio de emoção que… é extraordinário”, disse ele. Bezos o abraçou em seguida.

O ator perdeu as palavras ao tentar explicar o que vivenciou, e disse que a coisa mais bonita foi a “maciez” do azul da Terra, contrastando com o preto do espaço. “Embaixo é a mãe Terra, é conforto. E em cima, tudo preto, é… morte? É isso que a morte é?”, refletiu.

“Espero nunca me recuperar disso. Não quero perder o que eu vi. É tão maior do que estar vivo”, comentou. “Eu adoraria comunicar o momento em que você vê a vulnerabilidade de tudo. É tão pequeno. Esse ar, que nos mantém vivos, é mais fino que a pele, é uma lasca, é inimaginavelmente pequeno quando você pensa em termos do universo”, afirmou.

Leia Também

Leia Também

Shatner foi um dos quatro tripulantes da missão NS-18, da Blue Origin. Ao lado dele estavam dois clientes da empresa, Chris Boshuizen, cofundador do Planet Labs, e Glen de Vries, cofundador da Medidata, além de Audrey Powers, vice-presidente de missões e operações de voo da Blue Origin.

A tripulação ficou 11 minutos viajando, sendo quatro deles em gravidade zero. Confira as imagens do voo espacial:

Segundo voo tripulado da Blue Origin. Foto: Reprodução/Youtube

Leia Também:  Roblox terá avatares mais realistas e planeja NFTs de itens limitados

Cápsula da nave da Blue Origin. Foto: Reprodução/Youtube

Audrey Powers e Jeff Bezos antes do voo. Foto: Reprodução/Youtube

Tripulação antes do voo. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete sendo lançado. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete sendo lançado. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete subindo. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete subindo. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete e cápsula se separam. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete descendo. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete pousando. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete após pouso. Foto: Reprodução/Youtube

Foguete após pouso. Foto: Reprodução/Youtube

Cápsula descendo. Foto: Reprodução/Youtube

Cápsula descendo. Foto: Reprodução/Youtube

Cápsula descendo. Foto: Reprodução/Youtube

Cápsula pousando. Foto: Reprodução/Youtube

Cápsula após pouso. Foto: Reprodução/Youtube

Cápsula após pouso. Foto: Reprodução/Youtube


COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Os 7 jogos da Square Enix mais populares

Publicados

em


source
Conheça as franquias mais populares
Reprodução

Conheça as franquias mais populares

Algumas franquias da produtora nos acompanham desde o século passado. Veja abaixo, os 7 jogos da Square Enix mais populares, em relação direta com o volume de vendas e arrecadação. Para evitar ficarmos apenas em variações de títulos da mesma história, reduzimos a lista em franquias.

7. Chrono Trigger

Um RPG clássico e considerado por muitos o melhor das gerações antigas de consoles. Chrono Trigger começou sua franquia em 1995 para o SNES, vendendo cerca de 5 milhões de cópias. Dois jogos dificilmente fazem uma franquia, mas a verdade é que havia um segundo jogo sobre o qual poucos ocidentais conhecem na série Chrono. Radical Dreamers foi um lançamento apenas no Super Nintendo japonês, ou Super Famicom. Lançado em 1996 como uma animação e serve de base para o que se tornaria Chrono Cross em 1999.

  • Ano de lançamento: 1995
  • Plataformas: Windows, SNES, Nintendo DS, Wii, PS1, PS3

6. SaGA

SaGA começou a franquia em 1989 para o Game Boy e vendeu cerca de 10 milhões de unidades. Na verdade, foi como um spin-off de Final Fantasy no Ocidente, chamado The Final Fantasy Legend em 1990.

Todos os três jogos de Game Boy seriam rotulados assim e o primeiro jogo verdadeiro SaGA lançado aqui que permaneceu fiel ao nome foi SaGa Frontier para PS1.

  • Ano de lançamento: 1989
  • Plataformas: Game Boy, SNES, Wii, PS1

5. Mana

Mana começou sua franquia em 1991 para o Game Boy e vendeu por volta de 12 milhões de unidades. Isso também começou como um spin-off de Final Fantasy, mas ao contrário da franquia SaGA, este jogo também foi referido sob o banner Final Fantasy. O próximo jogo, Secret of Mana no SNES, é onde a série Mana realmente começou. O último jogo foi, na verdade, um remake da terceira entrada, Trials of Mana.

  • Ano de lançamento: 1991
  • Plataformas: Windows, PS1, PS2, PS3, Nintendo Switch, Nintendo DS, SNES, Game Boy,
Leia Também:  Os 7 jogos da Square Enix mais populares

4. Kingdom Hearts

Realmente, os maiores destaques da Square Enix são os jogos de RPG. Kingdom Hearts começou em 2002 para o PS2 e com 32 milhões de unidades vendidas. Isso é um grande salto em termos de vendas de franquia, mas só mostra o quão poderosa é uma marca Disney.

Leia Também

O último jogo foi Kingdom Hearts: Melody of Memory. A programação geral de lançamentos está em todo lugar, com remasterizações e spin-offs em abundância, Kingdom Hearts ainda não perdeu seus fãs quase duas décadas depois.

  • Ano de lançamento: 2002
  • Plataformas: Windows, PS2, PS3, PS4, Xbox One

3. Tomb Raider

Um respiro nos jogos de RPG. Tomb Raider teve seu primeiro título lançado em 1996 para o PS1 e vendeu algo em torno de 81 milhões de unidades. O último jogo foi Shadow of the Tomb Raider em 2018.

A equipe pode estar em uma pausa por um tempo, vendo como a Square Enix não ficou feliz com a maioria das vendas da trilogia recente. Eles foram considerados bons pela maioria das empresas, mas não o suficiente para a Square Enix. Lara Croft sempre volta, então não precisa se preocupar.

  • Ano de lançamento: 1996
  • Plataformas: Windows, Mac, Linux, Xbox 360, Xbox One, Series, PS1, PS3, PS4, PS5

2. Dragon Quest

Voltamos aos RPGs, o primeiro Dragon Quest é de 1986 para o NES — Nintendo 8 bits — e vendeu cerca de 82 milhões de unidades. O último jogo será Dragon Quest: The Adventure of Dai Infinity Strash, com previsão de lançamento em 2021 para diversas plataformas.

Leia Também:  Roblox terá avatares mais realistas e planeja NFTs de itens limitados

É baseado em um mangá que começou em 1989 e se estendeu por trinta e sete volumes, que consistem em mais de trezentos capítulos. Houve também uma adaptação para anime que durou bem menos. No geral, Dragon Quest é o rei dos JRPGs puro e simples.

  • Ano de lançamento: 1986
  • Plataformas: SNES, Nintendo Switch, Game Boy, PS4

1. Final Fantasy

Não temos como fugir da série de jogos mais popular da Square Enix, seus inúmeros títulos lançados e carga de fãs. Final Fantasy começou sua franquia em 1987 para o NES e vendeu cerca de 159 milhões de unidades.

Dragon Quest pode ser o rei no Japão, mas Final Fantasy foi, e provavelmente sempre será, o embaixador dos RPGs japoneses em todo o mundo. O título mais recente, Final Fantasy XVI, está programado para estrear ainda em 2021. Com os atrasos que já aconteceram, é difícil acreditar, mas o fã sempre está torcendo.

  • Ano de lançamento: 1987
  • Plataformas: Windows, SNES, PlayStation, Game boy,

Menções Honrosas

Alguns jogos icônicos não entraram no top 7, mas merecem ser citados sempre:

  • Space Invaders;
  • Legacy of Kain;
  • Just Cause 2;
  • Hitman (títulos da produtora);
  • Nier Automata.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA