Tecnologia

WhatsApp falso está sendo bloqueado no Android de forma automática

Publicado em

WhatsApp e Google fazem parceria para bloquear aplicativos
Unsplash/Mourizal Zativa

WhatsApp e Google fazem parceria para bloquear aplicativos

O WhatsApp aprimorou a sua segurança nos últimos dias. O módulo de segurança do Google Play para Android vai bloquear apps falsos que prometem expandir a lista de recursos da plataforma, mas oferecem mais riscos do que benefícios aos usuários. O anúncio foi feito pelo chefe do serviço, Will Cathcart, no Twitter.

Em uma publicação, Cathcart afirmou que a equipe do mensageiro trabalhou com o Google para conter apps que prometem modificar o mensageiro. E parte dessa solução se encontra no Google Play Protect, que irá bloqueá-los automaticamente.

A ação visa conter os riscos ao utilizar esses aplicativos. Na thread, o executivo lembra que “baixar uma versão falsa ou modificada do WhatsApp nunca é uma boa ideia”. E o motivo é bem simples: “esses aplicativos parecem inofensivos, mas podem contornar as garantias de privacidade e segurança do WhatsApp”, explicou.

Cathcart ressalta que, recentemente, sua equipe encontrou malwares ocultos nesses apps. É o caso do “Hey WhatsApp”, um app feito por um desenvolvedor identificado como “HeyMods”, e que estava disponível fora da Google Play Store. Como as demais versões modificadas, o software prometia recursos extras ao mensageiro.

Leia Também:  Twitter caiu? Aplicativo apresenta instabilidade nesta quinta-feira

“Esses aplicativos prometiam novos recursos, mas eram apenas uma farsa para roubar informações pessoais armazenadas nos telefones das pessoas”, afirmou.

Mas as ações não param por aí. O executivo ressaltou que a sua equipe mantém o trabalho para detectar e bloquear os apps falsos. Cathcart também lembrou que malwares são “uma ameaça perniciosa que deve ser combatida e a comunidade de segurança continua a desenvolver novas maneiras de impedir que eles se espalhem”.

WhatsApp suspende contas que utilizam apps falsos

A ação, obviamente, chama bastante a atenção. Afinal, não é de agora que a Meta se preocupa com esses aplicativos. Tanto que, quando a desenvolvedora Jane Manchun Wong perguntou se o mensageiro tem planos para deter usuários que utilizam estas soluções, Cathcart relembrou as medidas adotadas anteriormente nesta direção.

“Definitivamente, temos e continuaremos a fazer isso, especialmente onde há indicadores de algo malicioso acontecendo”, disse. O executivo ainda compartilhou um link para um documento do mensageiro que fala sobre contas temporariamente banidas. Nele, há um parágrafo sobre os aplicativos falsos que merece destaque.

Leia Também:  Moto G62 com bateria de 4.700 mAh é homologado pela Anatel

“Os aplicativos não compatíveis (como o WhatsApp Plus, GB WhatsApp e outros apps que dizem transferir suas conversas entre aparelhos diferentes) são versões modificadas do WhatsApp. Eles foram desenvolvidos por terceiros e violam nossos Termos de Serviço. O WhatsApp não é compatível com esses aplicativos porque não podemos validar as medidas de segurança implementadas por eles”, diz o documento.

A página também ensina a mudar para o app oficial do mensageiro. No caso do GB WhatsApp, os responsáveis pela plataforma orientam a aguardar o fim do banimento temporário. Em seguida, é só realizar os seguintes passos – por sua conta e risco:

  • Crie um backup de conversas do GB WhatsApp;
  • Procure pela pasta do aplicativo nos arquivos do celular;
  • Renomeie a pasta para “WhatsApp”;
  • Baixe o aplicativo oficial do WhatsApp na Google Play Store;
  • Faça a autenticação no app oficial;
  • Restaure o backup.

No caso do WhatsApp Plus, basta baixar o app do mensageiro na Play Store. “Caso seu histórico de conversas tenha sido salvo anteriormente, ele será transferido automaticamente para o app oficial do WhatsApp”, informaram.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

iPhone 14 deverá manter armazenamento base de 128GB, segundo analista

Published

on

 

Sucessor do iPhone 13 Pro (foto) deve ser anunciado com opções diferentes de armazenamento
Bruno Ignacio

Sucessor do iPhone 13 Pro (foto) deve ser anunciado com opções diferentes de armazenamento

Com a iminente chegada do iPhone 14, o hype de muitos surge lado a lado de especulações. A informação mais recente vem diretamente de Jeff Pu, analista da Haitong International Securities. Ele acredita que os modelos Pro do smartphone da Apple serão lançados com um armazenamento a partir de 128GB. Isso vem em contraste com o que foi sugerido pela empresa de pesquisas TrendForce, cuja previsão é de opções iniciais com 256GB.

De acordo com o que disse em uma nota para investidores, Jeff Pu crê que o novo modelo Pro do iPhone 14 terá capacidades de armazenamentos parecidas com o que foi visto no 13. Ou seja, 128GB, 256GB, 512GB e 1TB.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

“Com base em nossa recente pesquisa da cadeia de suprimentos, mantemos nosso plano de build do iPhone 14 para ser 91m em 2S22, contra os 84m do iPhone 13 em 2S21, pois não há nenhum problema significativo na cadeia de suprimentos. O próximo item a focar será o preço do iPhone 14 e o tempo de espera quando chegar ao mercado. Em termos de especificações, adicionamos 128GB de armazenamento à linha Pro”, disse Jeff Pu.

Leia Também:  Por que Sheryl Sandberg, braço direito de Zuckerberg, deixou a Meta?

Além disso, vale apontar que opiniões recentes do analista Ming-Chi Kuo, sugerem que o iPhone 14 Pro e 14 Pro Max podem ser os únicos a receber o novo chip da Apple . Assim, o aguardado Apple A16 não daria as caras nos modelos intermediários do smartphone, como o iPhone 14 e 14 Max, que ficariam com o A15.

A previsão é que os celulares cheguem às lojas em setembro, mas ainda falta aquela confirmação oficial da empresa da maçã.

iPhone 14 e suas possíveis novidades

Aos poucos, mais rumores e possibilidades surgem sobre a próxima linha de smartphones da Apple. Em março desse ano, por exemplo, foram descobertos  desenhos industriais que sugerem o adeus ao famoso notch. Algo já usado por empresas como a Samsung e a Xiaomi.

Outro ponto de destaque seria a utilização do always-on display no sucessor do iPhone 13 . Uma função aguardada pelos entusiastas, mas que pode chegar exclusivamente aos modelos mais caros do telefone. Esse recurso permite que alguns dados considerados importantes como hora e notificações estejam sempre a mostra, mesmo com a tela desligada.

Por último, em junho, Ming-Chi Kuo relatou em sua página do Medium, que o iPhone 14 deverá ter uma câmera frontal mais competente com foco automático. Tudo  trabalhado em conjunto com a Sony e a LG , segundo o analista.

Você está animado para os novos smartphones da Apple?

Com informações:  MacRumors.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA