Política Nacional

Weintraub deseja sorte a Feder antes dele aceitar cargo de ministro oficialmente

Publicados

em


source
homem de terno e gravata
Agência Brasil

Ministro da Educação, Abraham Weintraub

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou as redes sociais na tarde desta sexta-feira (3) para desejar sorte ao  novo convocado pelo presidente Jair Bolsonaro para a pasta de Educação, Renato Feder .

“Desejo sorte e sucesso ao novo ministro da Educação, Renato Feder, e ao Presidente @jairbolsonaro. Estarei sempre torcendo pelo bem do Brasil”, afirmou o ex-ministro. Feder, que é secretário de Educação do Paraná, foi convidado por Bolsonaro na manhã desta sexta, mas ainda não se posicionou oficialmente sobre se vai aceitar ou não o cargo.

O secretário é o segundo ministro convocado por Bolsonaro para cargo deixado por Weintraub no dia 18 de junho . A primeira pessoa a aceitar o cargo, Carlos Alberto Decotelli,  pediu demissão na última terça-feira (30), poucos dias após assumir ministério.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  "Estou muito honrado": Bolsonaro e Temer trocam elogios antes de viagem
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Weintraub recebe título de “persona non grata” no DF por sua “incompetência”

Publicados

em


source
weintraub
Alan Santos/PR

Ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub


A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou por unanimidade na última quarta-feira (12) uma moção de repúdio que confere ao ex-ministro da Educação Abraham Weintraub o título de ” persona non grata “, que significa “pessoa não querida”. 


A moção foi criada pelo deputado distrital Chico Vigilante (PT-DF) e qualifica Weintraub como uma pessoa com “completa falta de educação e de respeito à democracia e às instituições” e ” notória incompetência na condução das políticas educacionais”. O deputado relembra que durante  reunião ministerial no dia 22 abril Weintraub chamou o Distrito Federal de  “porcaria e cancro de corrupção e privilégio”.

Apenas três pessoas foram consideradas persona non grata pela Câmara Legislativa do Distrito Federal, estão entre eles  Augusto Pinochet, ditador chileno , em 1998; Jean Pierre Juneau, embaixador do Canadá, devido a proibição de importação de carne bovina brasileira, em 2001 e George W. Bush, ex-presidente dos Estados Unidos , com moção aprovada em 2003.

Leia Também:  Weintraub recebe título de "persona non grata" no DF por sua "incompetência"

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA