Carros e Motos

Volkswagen Kombi de 1962 vira miniatura de Playmobil

Publicados

em


source
Kombi Playmobil no Rio de Janeiro mostra os áureos tempos das praias cariocas dos anos 60
Divulgação

Kombi Playmobil no Rio de Janeiro mostra os áureos tempos das praias cariocas dos anos 60


A fabricante alemã de brinquedos Playmobil incluiu recentemente em sua linha de miniaturas um Volkswagen Kombi na escala 1:18, que reproduz fielmente as características de um exemplar de 1962 preservado pelo Volkswagen Commercial Vehicles Oldtimer, acervo de veículos comerciais históricos da marca alemã baseado na cidade de Hamburgo (Alemanha).


O Volkswagen Kombi de Playmobil tem 25 cm de comprimento, 11 cm de largura e 13 cm de altura. A carroceria em bege e vermelho da “corujinha” de verdade foi reproduzida fielmente, assim como o bagageiro no teto.

Ao abrir as portas, é possível ver o interior todo funcional e adaptado para camping, com bancos e mesinhas dobráveis e uma série de outros acessórios e objetos decorativos, além de um casal de bonecos.

Leia Também:  Conheça 5 seminovos bons, mas que são ruins de manutenção

Você viu?


A miniatura de Playmobil se soma a outra reprodução de uma Kombi, feita pela Lego e que curiosamente é baseada na mesma perua do acervo da Volkswagen. A réplica produzida pela empresa dinamarquesa tem 30 cm de comprimento e 16 cm de altura, além de também trazer o interior todo adaptado para camping e até as cortinas no exemplar original.

Aluguel histórico

Uma das Kombi históricas oferecidas para rodar pela Volkswagen na Alemanha
Reprodução/Volkswagen

Uma das Kombi históricas oferecidas para rodar pela Volkswagen na Alemanha


Apesar de ser uma peça de museu, a Kombi 1962 não fica trancada todo o tempo em uma sala climatizada. O acervo de veículos comerciais históricos da marca alemã — incluindo o exemplar que inspirou as miniaturas — pode ser alugado para exposição estática em eventos, numa lista que inclui também unidades de gerações posteriores da Kombi (ou Transporter, como a perua é conhecida na Alemanha).

A Volkswagen diponibiliza ainda uma frota de Kombi antigas que podem ser alugadas para serem dirigidas. São nada menos que sete exemplares de 1ª geração, incluindo uma picape de cabine dupla, 13 carros da segunda geração (a que foi feita no Brasil até 2013), cinco de terceira geração e até dois exemplares do Transporte T4 dos anos 1990, que por aqui foram vendidos como os nomes Eurovan e Caravelle.

Leia Também:  Desconto em multa de trânsito passa a ser obrigatório
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Primeiro Mercedes SL com motor V8 completa 50 anos de história

Publicados

em


source
Mercedes-Benz 350 SL: um dos ícones de esportividade da marca alemã tem uma legião de fãs ao redor do mundo
Divulgação

Mercedes-Benz 350 SL: um dos ícones de esportividade da marca alemã tem uma legião de fãs ao redor do mundo


Poucos carros conseguem sobreviver no mercado por um período de 18 anos praticamente sem sofrer modificações visuais e sem perder o status de ícone. Este é o caso do Mercedes-Benz SL da geração R 107, roadster que completou 50 anos do seu lançamento neste mês de abril.


No Brasil, o Mercedes SL R 107 ficou conhecido como o carro da personagem Jennifer Hart (interpretada pela atriz Stefanie Powers) na série de TV dos anos 1980 “Casal 20”. Descendente direto do lendário 300 SL dos anos 1950, o R 107 era um carro totalmente novo, sendo o primeiro SL com a motorização V8.

Você viu?

Conversível com espaço para apenas dois ocupantes, trazia uma capota rígida removível que complementava a capota convencional de lona. O carro incorporava ainda tecnologias que se tornariam comuns nos automóveis das décadas seguintes, como a carroceria com aços de alta resistência e zonas de deformação programadas e para-brisa fixado por meio de cola.

Mercedes-Benz SL. Foto: Divulgação

Leia Também:  Jeep Gladiator se prepara para a estreia na Argentina

Mercedes-Benz SL. Foto: Divulgação

Mercedes-Benz SL. Foto: Divulgação

Mercedes-Benz SL. Foto: Divulgação

Mercedes-Benz SL. Foto: Divulgação

Mercedes-Benz SL. Foto: Divulgação

Mercedes-Benz SL. Foto: Divulgação

Mercedes-Benz SL. Foto: Divulgação


Inicialmente, a única versão disponível era a 350 SL , equipada com um motor 3.5 V8 de 200 cv. Mas posteriormente, a linha iria incorporar também variações de seis cilindros (280 SL e 300 SL) além de motores V8 mais potentes, sendo o maior deles o 5.0 de 245 cv que equipou o 500 SL e trazia um sistema de injeção indireta e mecânica de gasolina com controle eletrônico.

Além de novos propulsores, ao longo de 18 anos de produção o SL R 107 ganhou alguns leves retoques estéticos — como a adoção de novas rodas e spoiler dianteiro e traseiro — e foi atualizado com modificações mecânicas como a suspensão dianteira reprojetada, novos modelos de câmbio e a inclusão de freios ABS, airbag do motorista e cintos de segurança com pré-tensionador.

A produção foi encerrada em agosto de 1989, com um total de 237.287 unidades produzidas na fábrica de Sindelfingen (Alemanha), sendo substituído pelo R 129. Mesmo tendo sido comercializado em uma época de importações proibidas no Brasil, o Mercedes SL R 107 não é um carro tão difícil de ser encontrado por aqui. Certamente ajuda o fato de ter mais de 30 anos de produção, permitindo a sua importação como automóvel antigo.

Leia Também:  Desconto em multa de trânsito passa a ser obrigatório
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA