Política Nacional

Vídeo: Vereador de Olinda chama colega de “viado”

Publicado em

Vereador de Olinda é acusado de homofobia
Reprodução/Twitter

Vereador de Olinda é acusado de homofobia


Na última terça-feira (26), o vereador de Olinda Jojó Guerra (PL) usou termos homofóbicos para falar sobre o parlamentar Vinicius Castello (PT). O legislador chamou o colega de “viado” ao fazer um discurso durante a 39ª sessão ordinária da Câmara Municipal.

“Como você bem fala e brinca, né? Eu acho que, nesse momento, posso falar isso, se você declara que você é um viado. Eu acho que você ter feito esse papel e ter defendido o que você escolheu, é direito seu. Diferentemente de outras pessoas. Que você como viado mesmo, é muito mais homem”, afirmou Jojó.

A declaração incomodou o presidente da Câmara, Saulo Holanda (Solidariedade), que exigiu respeito por parte de Guerra. “O senhor já faltou com respeito na outra sessão. Vou abrir uma apuração Conselho de Ética contra o senhor”, falou.


Após o posicionamento de Holanda, Jojó voltou a fazer o seu discurso e disse que foi criticado pela Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco, no qual ele faz parte, porque teria votado a favor de um projeto de Vinicius.

Leia Também:  Defesa diz que ditadura "deixa legado de paz, liberdade e democracia"

“As pessoas que são evangélicas, igual a mim aqui, comunicaram ao Jurídico, ao Administrativo, para não colocarem o nome delas. O discípulo do prefeito professor Lupércio [prefeito de Olinda] pegou esse vídeo, levou para o lado dentro da comunidade para dizer que eu tinha votado a favor dos gays, LGBTQIA+, para estarem dentro das igrejas fazendo o que quisessem fazer, se casar, de estar lá frequentando”, comentou.

O projeto em questão, de acordo com Vinicius, não tem qualquer ligação com nenhuma religião. A lei proíbe a discriminação contra as pessoas por sua orientação sexual e de gênero em Olinda.

Castello destacou que notícias falsas foram divulgadas nas redes sociais e houve muita pressão da igreja para que o projeto fosse sancionado com vetos pela prefeitura.

“Ao longo dos últimos meses, eu tenho sofrido violência política através de uma propagação criminosa e odiosa que mentiu ao dizer que eu queria colocar placas lgbtq+ dentro das igrejas, com intuito de fazer com que a população cristã passe a me odiar e pressionar as demais autoridades a se posicionarem contra o meu projeto”, escreveu o vereador em seu perfil do Instagram.

Ele também lamentou a fala de Jojó. “O fato é que não se pode normalizar discursos que são trajados de elogio, mas que por trás só reforça a existência de uma diferença de credibilidade estabelecida pela sexualidade”.

Leia Também:  'Humilhação', diz atriz pornô que ficou sem candidatura pelo PT, em MT

A posição de Jojó Guerra

Acusado de ter usado termos homofóbicos, o vereador se desculpou e afirmou que seu objetivo era apenas elogiar o colega. “Faço questão de esclarecer a toda população Olindense que em nenhum momento me referi ao parlamentar Vinícius Castello com a intenção de ofendê-lo. E que em mais de um ano de convívio que temos na Câmara de Vereadores de Olinda, sempre o respeitei, principalmente em momentos de divergências de ideias que tivemos”, postou no seu perfil do Instagram.

“Reafirmo meu sentimento de respeito com o parlamentar e qualquer um que tenha se ofendido”, acrescentou. “Contudo, estamos sendo diariamente atacados por pessoas que estão incomodadas com o nosso trabalho e se aproveitam de situações como esta para me atacar”.

A Câmara de Olinda declarou que não incentiva e nem aceita qualquer tipo de discurso discriminatório e que o caso está sendo analisado pelo Departamento Jurídico da Casa. Jojó Guerra pode responder no Conselho de Ética.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

IPEC: Haddad lidera com 29%; Tarcísio e Garcia empatam tecnicamente

Published

on

Haddad, Rodrigo Garcia e Tarcisio de Freitas
Reprodução redes sociais: 11.08.2022

Haddad, Rodrigo Garcia e Tarcisio de Freitas

Nesta segunda-feira (15), foi divulgada a pesquisa do Ipec, antiga Ibope, e o candidato Fernando Haddad (PT) lidera a corrida eleitoral. Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Rodrigo Garcia (PSDB) estão em segundo e terceiro, respectivamente, mas empatados tecnicamente.

De acordo com os dados do relatório, o petista que tem o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi citado por 29% dos entrevistados. Já o candidato do presidente Jair Bolsonaro conquistou 12% das intenções de votos. O atual governador recebeu 9%.

A pesquisa escutou 1,2 mil pessoas entre os dias 12 e 14 de agosto, em 59 cidades do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, tendo nível de confiança de 95%. O levantamento contratado pela TV Globo foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número SP-04035/2022.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA