Análise Política

Victor Coelho na Amunes será feito histórico para Cachoeiro

Publicados

em

Ainda não dá pra cravar se o prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho (PSB), será candidato a presidente da Amunes (Associação dos Municípios do Espírito Santo). Mas dá pra dizer com certeza que ele só será candidato se for o nome do governador Renato Casagrande (PSB). O que significa que caso seja, ele fatalmente sentará na cadeira da presidência.

No histórico das eleições da associação é tendência que o candidato busque primeiro o apoio ou as bênçãos do chefe do Executivo estadual. Só depois seguirá sua peregrinação em busca de votos junto aos prefeitos. Um candidato não pode ter contra si a força política de um governador, e em contrapartida não é bom para um governador ter um desafeto presidindo a Amunes.

No caso de Casagrande e Victor os interesses se entrelaçam de maneira mais estreita que se possa imaginar. Juntam-se, em uma linguagem mais popular, a fome com a vontade de comer.

O governador além de ter um aliado na presidência da associação, ajuda a fortalecer um nome do PSB do Sul que será seu principal cabo-eleitoral em 2022, quando disputar a reeleição. Casagrande passou apertado em Cachoeiro nas eleições de 2018. Obteve 41. 827 votos, contra 40.685 votos de Manato (PSL). Não quer repetir a dose no principal colégio eleitoral da região, por isso prepara o terreno dando mais força a Victor.

Leia Também:  Em defesa da Agersa - Ilauro Oliveira

Já para o prefeito, presidir a Amunes é prestígio político que o coloca além das fronteiras cachoeirenses, consolidando-o como um nome estadual, e passando a ser a maior referência política do Sul do estado.

Victor Coelho, que hoje já não tem adversário à altura dentro do município, ao colocar seus tentáculos em nível estadual se fortalecerá à altura das grandes lideranças cachoeirenses de outrora. Nomes como Theodorico Ferraço (DEM) e Roberto Valadão (PMDB), que por acaso, nunca presidiram a Amunes.

Para Cachoeiro de Itapemirim, a ascensão de Victor Coelho à presidência da Amunes é importante para demonstrar ao estado a força política cachoeirense. Para um município que passa por uma entressafra de homens públicos, ver o crescimento tão rápido de uma liderança é a certeza que continuaremos sendo peça fundamental no xadrez político do Espírito Santo.

Eleito e reeleito com marcas históricas nas urnas, Victor Coelho, de apenas 45 anos, pode se tornar o primeiro prefeito de Cachoeiro presidente da Amunes. Será mais um feito histórico importante para quem ainda tem muita lenha para queimar dentro do cenário capixaba.

Leia Também:  Grupo ganha força e pede passagem na política Capixaba

*********************************************

“Brasil Mauro Silva, Dunga e Zinho / Que é o Brasil zero a zero e campeão / Ou o Brasil que parou pelo caminho / Zico, Sócrates, Júnior e Falcão” – A Cara do Brasil (Celso Viáfora)

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Análise Política

Em Mimoso do Sul, o dinamismo do jovem Peter Costa!

Publicados

em

Não é tarefa difícil encontrar com o jovem gestor pelas ruas da pacata cidade de Mimoso do Sul. Com perfil diferente dos habituais “prefeitos de gabinete”, Peter Costa está sempre presente no dia a dia do cidadão e nas ações desenvolvidas pela gestão mimosense.

Em apenas seis meses de mandato, Peter já “deu outra cara” para o município. Hoje é praticamente impossível apontar um ponto fraco da gestão, que tem promovido uma verdadeira transformação da maneira mais austera possível.

Secretários, seguindo o mesmo modelo de trabalho do prefeito, colocam a mão na massa (literalmente), utilizam mão de obra própria, fomentam parcerias com associações, e isto tem sido fator importante no momento agradável que a cidade vive.

A verdade é que uma cidade bonita e bem cuidada contribui para um ambiente de negócios favorável. Aumenta a autoestima do cidadão e impulsiona o comércio.

Peter encontrou um desafio gigante na saúde, que é a gestão da pandemia. É desafiador sanar qualquer demanda reprimida quando as cirurgias eletivas estão reduzidas ou até suspensas. O foco central de qualquer secretaria de saúde do país é controlar a doença que vem abalando não só a saúde, mas a economia. Em paralelo é preciso cuidar das outras doenças, atuar na prevenção e no atendimento emergencial. A tarefa não é simples, mas tem sido administrada com profissionalismo e seriedade.

Leia Também:  Verde que te quero ver, Espírito Santo!

Cerca de 50% da população da cidade já foi vacinada com a primeira dose, 5.440 pessoas já estão completamente imunizadas.

Em um momento onde novos caminhos políticos surgem, vale a pena observar o trabalho de Peter. Não se admire de encontrá-lo em cadeiras ainda mais importantes no Estado em poucos anos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA