Carros e Motos

Veja vídeo das versões esportivas nos 40 anos do VW Gol

Publicados

em


source

O VW Gol acaba de completar 40 anos de história. Seu lançamento, em 1980, foi um divisor de águas para a Volkswagen no Brasil. A partir daquele momento um veículo de concepção mais moderna estava disponível para um público ávido por novidades.

LEIA MAIS: VW Saveiro com motor a ar com turbo rede mais de 200 cavalos

Inicialmente a marca optou pela utilização do motor boxer refrigerado a ar com 1.300 centímetros cúbicos de cilindrada, o que acabou se mostrando abaixo das expectativas para o VW Gol . Porém logo o motor 1.600 com dupla carburação chegou para resolver o problema. Uma das versões mais simbólicas equipadas com esse conjunto mecânico foi a Copa, em 1982, especialmente voltada para o mundial de futebol na Espanha.

VW Gol GTI
Renato Bellote/iG

VW Gol GTI foi sonho de consumo no fim dos anos 80 e na primeira metade dos anos 90

Trazia um aspecto externo com rodas de 13 polegadas, além de conta-giros, manopla de câmbio exclusiva e bancos com padronagem própria. Dois anos mais tarde a versão esportiva GT chegaria causando sensação. Com um dinâmico e elástico motor de 1,8 litro e cabeçote do Golf GTI rapidamente se tornou um sonho de consumo e campeão de desempenho. Vale lembrar que na época a concorrência andava junto com algumas opções.

Leia Também:  Conheça a nova Ford F-150, agora também em versão híbrida

LEIA MAIS: Fiat Dardo: Fora-de série nacional com estilo puramente italiano

A evolução do Gol foi aumentando a cada ano. Em 1988 ele se tornou o primeiro veículo nacional equipado com injeção eletrônica. O momento foi marcado pelo surgimento de uma versão própria, a GTI, que passaria a povoar os sonhos e se tornaria objeto de desejo de toda uma geração de jovens. O motor passava de 1,8 litro para 2 litros. O VW Gol GTI também evoluiu. No início era vendido apenas na cor Azul-Monaco, que ainda faz bastante sucesso entre os entusiastas. Em 1994 uma mudança de geração e estilo. A versão GTI 16V, com motor importado e 145 cv, ocupou a primeira posição entre os esportivos da época.

LEIA MAIS: Paraíso de fãs de Alfa Romeo e Fiat existe em SP. Assista ao vídeo

A versão evoluiu para a última fase do modelo VW Gol . Com quatro portas e um estilo mais ameno se despediu e se tornou rara por conta da baixa produção. Vale ressaltar a Parati GTI 16V. Mas sobre ela falarei em uma matéria específica. Confira o podcast abaixo e até mais!

Leia Também:  Mini Nissan Kicks está prestes a ser revelado


Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Quem tem coragem de mexer com o Volkswagen Gol?

Publicados

em


source
VW Gol
Divulgação

VW Gol 2020 ainda se mantém entre os modelos mais vendidos do Brasil, mesmo com poucas novidades

O Volkswagen Gol é um daqueles fenômenos do mercado de automóveis. Na mesma geração desde 2008 e enfrentando concorrentes (externos e até internos) mais atuais na mesma faixa de preço, o modelo segue como o mais vendido da marca alemã no Brasil e ainda figura como um dos hatches compactos mais populares do mercado.

LEIA MAIS: Novo Sandero automático enfrenta os rivais Gol e Onix. Qual vence?

De acordo com dados do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), o Volkswagen Gol fechou 2019 com 81.285 unidades emplacadas. Melhor resultado para o modelo desde 2016 e que colocou o compacto atrás apenas de Chevrolet Onix (241.214), Ford Ka (104.331), Hyundai HB20 (101.590) e do subcompacto Renault Kwid (85.117).

O mesmo bom resultado se repetiu no 1º semestre deste ano. Apesar dos efeito da pandemia do novo coronavírus, o Gol fechou os primeiros seis meses de 2020 com 24.827 unidades e manteve a 5ª colocação no ranking geral de emplacamentos.

Isso mesmo com uma oferta mais enxuta de versões, que é composta pela configuração de entrada 1.0 (R$ 51.210) e pela versão de topo 1.6, que na verdade podem ser consideradas duas: com o câmbio manual de cinco marchas e o motor 1.6 8V de 104 cv (R$ 62.600), ou o automático, de seis marchas (R$ 62.600), que é combinado ao mesmo motor 1.6 16V de até 117 cv usado no Polo.

Leia Também:  Nissan Frontier Attack estreia novas opções de cores

LEIA MAIS: Fatos e curiosidades que você não sabia sobre o VW Gol, que chega aos 40 anos

Um dos méritos da Volkswagen para o modelo — e que ajuda a explicar esse desempenho no mercado — é o fato de o Gol ter envelhecido bem. Nesse período de 12 anos de presença no mercado, a atual geração passou por três renovações de visual (2012, 2016 e 2019).

Também houve mudanças na mecânica (com o motor 1.0 de três cilindros da família EA211) e no interior da cabine, com a adoção de um novo painel além da incorporação de equipamentos que passaram a ser exigidos pelo mercado nessa faixa de preço, como as centrais multimídia e o câmbio automático e, mais recentemente (ainda que por força da legislação) apoios de cabeça e cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes do banco traseiro, além do Isofix.

VW Gol vai ter substituto?

SUV do Gol
Divulgação

SUV do Gol chegou a ter um teaser mostrado,mas os planos foram adiados e agora não há prazo estabelecido para ser lançado

Outro ponto que deve ser considerado é a força do nome Gol, com recém-completados 40 anos no mercado. Lançado em 2003, o Fox surgiu com a proposta de ser um substituto mais atual para o modelo veterano. Mesmo tendo “matado” inicialmente as versões mais caras do Gol, acabou não atingindo o mesmo sucesso e atualmente deve se encaminhar para o fim, vendendo quase três vezes menos.

Leia Também:  Harley-Davidson Heritage Classic agora tem motor 114

Já o Polo de sexta geração, que chegou ao mercado brasileiro em 2017, foi planejado inicialmente para ser o substituto do Gol. Mas mais caro e sofisticado, acabou sendo posicionado acima, como um modelo premium.

Isso demonstra o desafio que representa para a Volkswagen brasileira o desafio de substituir o modelo que, mesmo sendo um dos mais antigos da sua linha atual, ainda é querido pelo público.

Em abril, numa entrevista para o site Automotive Business, o presidente da Volkswagen para a América Latina, Pablo Di Si, citou que o projeto do novo Gol, que estava previsto inicialmente para 2022, deve atrasar, por conta dos impactos financeiros provocados pela pandemia do novo coronavírus.

LEIA MAIS: Veja vídeo das versões esportivas nos 40 anos do VW Gol

Para manter o posicionamento como um modelo de entrada,, a  marca alemã deve abandonar a plataforma atual — que é exclusiva, um misto da PQ-24, do Polo de 4ª geração e do Fox, com a PQ-25 — e adotar uma nova plataforma no novo Volkswagen Gol . Rumores apontam para uma variação mais simples da modular MQB A0, empregada atualmente em Polo, Virtus, T-Cross e Nivus, e que está sendo desenvolvida na Índia, com o nome de MQB A0 IN.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA