Economia

Veja como montar uma carteira de investimentos com empresas que pagam dividendos

Publicados

em


source
Calcular dividendos? Descubra como montar uma carteira com empresas que são boas pagadoras

Via de regra, a valorização das ações de empresas é a maneira mais tradicional de lucrar com investimentos na Bolsa de Valores. No entanto, atualmente, o interesse maior está no pagamento de dividendos.

Desse modo, a parcela do lucro distribuída aos acionistas da companhia, normalmente, é valorizada com enfoque a longo prazo.

Dado que as empresas boas pagadoras de proventos aos seus acionistas, em geral, viabilizam resultados sólidos e calculáveis, que podem ser vistos como uma renda extra, ou até mesmo, passiva.

O que são dividendos?

Em suma, os dividendos, também chamados de proventos , são uma parcela do lucro líquido ajustado de determinada companhia, que é fragmentado entre os seus acionistas como uma maneira de remunerá-los.

Leia Também

Logo, quando um investidor adquire ações da empresa, ele se torna sócio da mesma. Sendo assim, ele detém o direito de receber uma parcela do lucro. Ou seja, este valor depende da quantidade de papéis que a pessoa detém.

Isto posto, o acionista pode receber essa remuneração de forma anual, semestral, trimestral ou mensal. Além disso, o pagamento pode ocorrer em dinheiro, em ações e até mesmo em direitos de propriedades, dependendo de cada empresa.

Desta forma, os dividendos são estabelecidos, anunciados e distribuídos como um recurso estratégico para atrair cada vez mais investidores à empresa.

Dividend yield

A propósito, o dividend yield, traduzido em português para rendimento dos dividendos, representa um dos indicadores mais importantes para a avaliação. Isso porque ele possibilita equalizar as informações referentes à distribuição de dividendos. Além do mais, é possível comparar as informações entres as demais ações do mercado.

Leia Também

Desse modo, o que recomenda-se ao investidor é analisar a empresa por inteiro. Bem como, o potencial de crescimento, sua geração de caixa, maneiras de rendimentos aos acionistas, entre outros pontos.

Saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Parecer sobre a reforma do Imposto de Renda não será apresentada pelo relator
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Subida dos juros deve provocar desaceleração na economia, diz Guedes

Publicados

em


source
Paulo Guedes, ministro da Econimia
[email protected] (O Dia)

Paulo Guedes, ministro da Econimia

O ministro da economia, Paulo Guedes, reconheceu que a subida dos juros para combater a inflação vai provocar uma desaceleração na economia no ano que vem. Para ele, o resultado será o melhor possível a ser feito, e a política econômica está seguindo o caminho correto.

“A Faria Lima e os banqueiros estão prevendo um crescimento menor. É natural. No ângulo de visão de financistas, é claro que vai haver uma desaceleração forte, porque os juros estão subindo. A inflação subiu, de novo estamos fazendo a coisa certa. O importante não é a previsão. O importante é fazer a coisa certa. O resultado será o melhor possível. Quando previram que o Brasil ia cair 10 [%], eu apenas descredenciei a previsão de 10. Eu não disse quanto ia cair. Aí surgiu uma guerra de fatos. Eu acreditava em recuperação em V. Não disse em quanto tempo e aconteceu até mais rápido do que eu esperava. Em compensação, veio acompanhada do componente inflacionário”, disse, ao participar nessa sexta-feira (3) do Encontro Anual da Indústria Química.

Leia Também:  Nova proposta de reforma trabalhista quer proibir motoristas de app na CLT

Em contrapartida ao efeito dos juros, Guedes conta com o avanço da taxa de investimentos, que vem registrando evolução e pode chegar em 2022 a 20% do Produto Interno Bruto (PIB). Para o ministro, o crescimento do Brasil é inevitável e o país está recuperando sua economia de forma sustentável. Segundo ele, a economia passa por uma fase de recuperação cíclica em forma de V, que é quando registra recuo seguido de ascensão, baseada em transferência de renda e agora passa para a etapa do aumento dos investimentos.

Leia Também

“É um número importante. Estamos subindo a nossa taxa de investimentos”, afirmou.

Guedes acrescentou que não vai fazer projeções do crescimento do PIB para 2022 .

“Eu não estou prevendo quanto vai ser o crescimento do ano que vem. Eu estou tentando de novo colocar um certo ceticismo nessas previsões, que foram de queda de 10%, de depressão, de desemprego em massa. Estou tentando justamente inspirar uma volta à normalidade da economia brasileira e até transcender esse estado, questionando essas previsões do PIB e de crescimento zero. É verdade que a subida de juros para combater a inflação desacelera o crescimento, mas também é verdade que uma taxa de investimento de 20% do PIB é um sinal de bom crescimento à frente”, observou.

Leia Também:  Mercado Livre, Americanas e Magalu terão que provar ter a entrega mais rápida

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA