Carros e Motos

Veja como foi o processo de reinauguração da fábrica da Audi no Brasil

Publicado em

Audi Q3 Sportback na porta da fábrica da Audi, no Paraná, que volta a produzir depois de dois anos parada
Guilherme Menezes

Audi Q3 Sportback na porta da fábrica da Audi, no Paraná, que volta a produzir depois de dois anos parada

A Audi volta com suas operações na fábrica de São José dos Pinhais, (PR), a partir de junho deste ano, com dos novos Q3 e Q3 Sportback.

Para isso, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões na modernização da linha de montagem, com novos maquinários, ferramentais, equipamentos de controle de qualidade e sistemas de tecnologia da informação e infraestrutura logística. 

Fizemos uma visita ao interior da fábrica, para acompanharmos os processos produtivos do SUV
Guilherme Menezes/ iG Carros

Fizemos uma visita ao interior da fábrica, para acompanharmos os processos produtivos do SUV

Inicialmente, a fábrica terá capacidade produtiva máxima de 4 mil veículos por ano, em dois turnos. Os veículos produzidos serão destinados, inicialmente, apenas ao mercado consumidor interno.

Leia Também:  Carros de James Bond do filme ‘Sem tempo para Morrer’ serão leiloados

Além disso, os carros serão montados na planta em regime de Semi Knock Down (SKD), uma alternativa de produção global eficiente e tecnológica para modelos de baixo volume. Descobrimos esses e outros detalhes lá na própria planta.

Ouça, a seguir, a entrevista com Gerold Pillekamp, que gerencia a equipe de produto da Audi no Brasil, e com Antônio Calcagnotto, que é diretor de Relações Institucionais e Sustentabilidade da fabricante.

A produção da linha Q3 será realizada em uma linha de montagem exclusiva, a mesma que produziu a geração anterior do SUV até 2019. Os modelos chegarão ao Porto de Paranaguá divididos em conjuntos de peças e partes vindos da fábrica de Györ, na Hungria, para a montagem em solo brasileiro.

A estreia da marca das quatro argolas na produção nacional deu início em 1999 com a inauguração da unidade de São José dos Pinhais (PR), onde foi produzido o hatch médio A3 de primeira geração nacionais até 2006.

Leia Também:  TCR-Sul Americana 2022 começa a pode ter 7 marcas diferentes

Em 2012 o governo brasileiro instituiu o Inovar-Auto, Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, e com ele a marca decidiu produzir no país novamente com investimento de 150 milhões de euros (R$ 446 milhões à época).

Começou em 2015 com o A3 Sedan e, em 2016, fez também o SUV Q3 , que seguiu até 2019, enquanto o sedã foi até 2020, também com o fim do ciclo de vida da geração. Após um hiato de pouco mais de um ano, entre fim de 2020 e meados de 2022, a empresa retoma a linha dos novos Audi Q3 e Audi Q3 Sportback.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carros e Motos

Kombi alemã: VW Caravelle de Stephen Hawking vai a leilão

Published

on


A VW Caravelle das fotos pertenceu e está sendo oferecida à venda através da casa de leilões Silverstone Auctions
Reprodução

A VW Caravelle das fotos pertenceu e está sendo oferecida à venda através da casa de leilões Silverstone Auctions

A casa de leilões inglesa Silverstone Auctions anunciou que vai leiloar , o Volkswagen Caravelle GL 112 de 1988 que pertenceu ninguém mais, ninguém menos que o professor Stephen Hawking, considerado um dos mais renomados cientistas do século.

Hawking nasceu em uma família de médicos, ele recebeu um bacharelado em física no University College em Oxford. Pouco tempo depois, ele se formou no Trinity Hall em Cambridge, onde fez doutorado em matemática aplicada e física teórica.

Em 1963, o físico teórico foi diagnosticado com uma forma de doença do neurônio motora, que gradualmente espalhou por todo o corpo de Stephen e, apesar das limitações, ele continuou em seu trabalho tornando-se um autor de best-sellers.

Leia Também:  Conheça o Cerana T,  triciclo elétrico útil para compras na cidade

Comprado zero-quilômetro por Hawking em junho de 1988, o Caravelle das fotos foi usado em seu casamento em 1995 e com a condição de Hawking se deteriorando, em 1999, o veículo foi passado para os parentes do professor em 1999.

O irmão de Hawking cuidou e guardou a van em um estacionamento subterrâneo. Repintada há alguns anos, este veículo pode ser considerado um elemento significativo da vida posterior de Stephen Hawking , herdado em 2003 pelo sobrinho do estudioso.

O Caravelle está sendo oferecido pela  Silverstone Auctions  sem lances de reserva, e certamente desencadeará uma guerra entre os participantes não só pela brilhante carreira de um físico teórico e cosmólogo britânico, reconhecido internacionalmente por sua contribuição à ciência, mas também pelo veículo em si.

Leia Também:  Carros de James Bond do filme ‘Sem tempo para Morrer’ serão leiloados

O Volkswagen Caravelle GL 112 de 1988 é equipado originalmente com motor boxer de 2,1 litros de 113 cv acoplado a uma caixa de câmbio automático, de três marchas. Usado como transporte pessoal de Hawking por uma década, o carro conta com apenas 90.000 milhas, o que dá 144.840 km.

No Brasil, o modelo teve uma passagem curta através de suas variantes Eurovan , uma versão mais simples e a Caravelle , a mais luxuosa e as importações começaram em 1998 como uma opção mais cara a nossa boa e “Velha Senhora”, a Kombi . O fim da importação ocorreu em 2001 e a versão brasileira continuou reinando sozinha no segmento de vans.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA