Economia

Veja 5 investimentos que rendem mais com a mesma segurança da poupança

Publicado em

 

Veja 5 investimentos que rendem mais com a mesma segurança da poupança
pixbay

Veja 5 investimentos que rendem mais com a mesma segurança da poupança

Quando a pergunta é: Qual investimento que você conhece? A maioria dos investidores respondem, Poupança. De de acordo com o Relatório Raio X do Investidor Brasileiro 2020, realizado pela Anbima (A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), 29% das aplicações financeiras são feitas em poupança. A facilidade de abrir a conta poupança nos Bancos e a popularidade, faz com que os investidores tenham mais interesse em entrar neste tipo de aplicação, pensando em uma modalidade prática, fácil de investir e segura. Mas será que realmente investir em poupança é seguro?”

Vivemos um cenário de alta de juros, Selic de 13,25% e um índice de inflação divulgado pelo IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo) de 11,89% nos últimos 12 meses, e ao comparar com o rendimento acumulado da poupança no mesmo período encontramos um retorno de 5,75% em 12 meses.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A inflação, que é a alta generalizada de preços corrói o “o poder de compra” do investidor e se os investimentos estão com rendimento abaixo dela, no longo prazo o valor aplicado não manterá o mesmo padrão de vida e isto é muito perigoso, pois pode mudar todos os planos que seriam usufruídos com este investimento.

Por isto, Mara Marcondes, especialista de investimentos da Quattro Investimentos, separou 5 investimentos que, dado o cenário atual poderá trazer mais possibilidade de ganhos para o investidor.

Lembrando que antes de investir é fundamental conhecer seu perfil de investidor, prazo da aplicação e alinhar os objetivos para montar uma Política de Investimentos.

Título Público – Tesouro Selic

É um título de renda fixa emitido pelo Governo, que apresenta Risco Soberano, considerado no mercado financeiro o investimento mais seguro, no que tange a risco de crédito para o investidor.

Leia Também:  Datafolha: 56% da população não confia em nada do que Bolsonaro diz

A remuneração é pós-fixada e tem como referência a Taxa Selic, que é a taxa que rege todos os investimentos financeiros.

Neste produto o rendimento é diário existe a possibilidade de resgate a qualquer momento, pagando imposto de renda sobre o rendimento.

 Certificado de Depósito Bancário (CDB)

O CDB é uma das principais ferramentas de captação dos Bancos e financeiras.

Trata-se de um título de renda fixa, no qual o investidor empresta dinheiro para o Banco poder emprestar para outros clientes.

Para equiparar com a poupança, o ativo mais conservador tem sua rentabilidade atrelada a um percentual da Taxa CDI, que é a média das taxas praticadas em empréstimos financeiros entre os Bancos.

“Nesta modalidade, o investidor deve buscar uma remuneração mínima de 100% do DI, vencimento com liquidez diária, para permitir resgates sempre que necessário.

E é muito importante avaliar o rating de risco da Instituição Financeira, pois o risco de crédito é da Instituição pra quem se “empresta” o dinheiro.”

Letra de Credito Imobiliária (LCI)

A LCI é um título de crédito lastreado em operações de crédito do mercado imobiliário.

É uma excelente oportunidade de investimento, pois tem incentivo fiscal para Pessoa Física, ou seja há isenção de imposto de renda. Normalmente não tem liquidez, por isto tende a render melhor que os CDBs, mas já é possível encontrar este ativo com possibilidade de resgate diário. A regra sobre FGC é a mesma do CDB, então o importante é sempre olhar o rating e não investir um volume acima do que é protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito.

Fundos de Renda Fixa DI

Agora se o investidor quer ter uma pessoa gerenciando os investimentos, os fundos de renda fixa pós fixados, podem ser uma opção.

Neste caso, haverá um gestor que fará a compra e venda dos ativos como títulos públicos, CDBs, LCIs e LCAs para buscar retorno igual ou superior ao CDI.

Leia Também:  Lira volta a criticar Petrobras: 'Importante que recue o preço'

Neste caso cobra-se uma taxa de administração para “gerenciar” o fundo, por isto é importante avaliar o rendimento do fundo, todas as taxas cobradas e histórico de performance para entender se o risco está alinhado ao perfil do investidor.

Debentures Incentivadas

Agora, se o investidor tem prazo, busca retornos mais elevados e tem perfil para este tipo de ativo.

As debentures podem ser uma excelente alternativa na diversificação.

São títulos de dívidas emitidos por Sociedade de Propósito Específico (SPE) de capital aberto ou fechado, como empresas de saneamento, rodovias, gerenciamento de malha ferroviária, elétrica e telecomunicações.

Normalmente essas empresas estão ligadas ao setor de infraestrutura e o objetivo delas é captar recursos financeiros para financiar obras ou projetos que fomentem o desenvolvimento do país.

Por este motivo, esses papéis podem ser “incentivados”, contam com o benefício da isenção de imposto de renda para PF.

O rendimento pode estar atrelado a indexadores pós fixados como o CDI, taxa pré- fixada ou hibrida, na qual o cliente recebe por exemplo IPCA + Taxa Pré.

Ativos que remuneram IPCA+Taxa Pré são ótimas alternativas pra quem quer manter o poder de compra e ter um ganho acima da inflação.

“Na Quattro Investimentos, temos uma equipe dedicada, mapeando oportunidades de investimentos condizentes com o cenário financeiro, perfil do investidor e estratégia de cada carteira.A chave para o sucesso é a diversificação e o acompanhamento das aplicações. Existe um mar de oportunidades, que sozinho é difícil para um investidor desbravar! Minha recomendação é busque um assessor de investimentos, este profissional de forma objetiva e centrado em suas necessidades, ajudará a construir uma carteira rentável, focada nos objetivos e perfil de tolerância a risco do investidor”, afirma Mara Marcondes.

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

Eletrobras reduz lucro em 45% após investimento em Furnas

Published

on

Eletrobras
Agência Brasil

Eletrobras

A Eletrobras obteve lucro líquido de R$ 1,401 bilhão no segundo trimestre do ano , queda de 45% na comparação com o mesmo período de 2021. No acumulado do ano até junho, o lucro da companhia caiu 1%, para R$ 4,117 bilhões.

Segundo a estatal, o resultado foi impactado negativamente pela provisão para perdas em investimentos no montante de R$ 890 milhões, em função, principalmente, do  aporte de capital realizado por Furnas na SPE Santo Antônio Energia.

No trimestre também pesou o registro de R$ 694 milhões em Provisão para Crédito de Liquidações Duvidosas (PCLD) relativo à inadimplência da distribuidora Amazonas Energia.

A receita operacional líquida atingiu R$ 8,856 bilhões no período, 19,1% superior à observada no mesmo período do ano passado, influenciada pela melhor performance nos contratos bilaterais e pelo reajuste anual das receitas de transmissão cuja base de ativos foi ampliada no ciclo 2021/2022 pelo reperfilamento da Rede Básica Sistema Existente (RBSE).

Leia Também:  Banestes lança modalidade de contratação de empréstimo via aplicativo  

De janeiro a junho, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado somou R$ 4,861 bilhões, alta de 6% em comparação com igual intervalo do ano anterior. Considerando os seis primeiros meses de 2022, o Ebitda ajustado aumentou 5% para R$ 9,791 bilhões. A margem Ebitda ajustada do período alcançou 55%, queda de 7,08 pontos percentuais (p.p.) na base anual.

Ao final do trimestre, a dívida líquida recorrente da Eletrobras era de R$ 15,142 bilhões, 11% menor que no mesmo intervalo do ano anterior. A alavancagem, medida pela relação dívida líquida por Ebitda LTM ajustado, alcançou 0,7 vez no trimestre, queda de 24% na base anual.

Os investimentos da Eletrobras no trimestre totalizaram R$ 2,548 bilhões, crescimento de 159% em base anual de comparação. No semestre os investimentos avançaram 103%, para R$ 3,050 bilhões.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia . Siga também o  perfil geral do Portal iG .

Leia Também:  Governo deve deixar militares de fora do reajuste no vale-alimentação

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA