Cidades

Unidade da Suzano em Cachoeiro será inaugurada em março

Publicados

em

A nova planta industrial da Suzano, instalada em Cachoeiro de Itapemirim, será inaugurada oficialmente no mês de março. Os detalhes desse evento começaram a ser discutidos nesta sexta-feira (19), durante encontro que reuniu representantes da administração municipal, da fábrica de papel higiênico e do governo do estado, na Superintendência Estadual de Comunicação Social do Espírito Santo (Secom), em Vitória.

Na reunião foram apresentadas propostas para a inauguração da nova fábrica de conversão de papel da Suzano. A data sugerida foi 22 de março, no período da manhã, no formato presencial, com público reduzido, respeitando os protocolos de controle ao Covid 19. A definição depende da agenda do governador Renato Casagrande.

A unidade de Cachoeiro recebeu R$ 130 milhões em investimentos e terá capacidade para produzir 30 mil toneladas por ano de papéis higiênicos e vai gerar 170 empregos diretos quando estiver operando em plena capacidade.

“Em meio a pandemia, esse projeto foi pensado, implantado e agora começa a operar. Então merece ser construído um evento digno da importância desse investimento para a cidade de Cachoeiro, para o Estado e a Suzano”, afirmou o gerente de Relações Institucionais da Suzano no Espírito Santo, Daniel Ramos.

Leia Também:  Bolsonaro diz que PEC Emergencial está sendo reavaliada para ser aprovada direto

Segundo o secretário municipal de Governo, Cláudio Mello, a fábrica será importante para Cachoeiro não só pela geração de emprego e renda, mas também pela própria estrutura da empresa que vai envolver outros serviços. “A população, o empresariado local, terá mais opções de trabalho e de acesso a uma planta do tamanho que a Suzano está inaugurando no município. Isso é importante demais para a nossa economia”, afirmou.

Já o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Francisco Montovanelli, reforçou que a presença da Suzano em Cachoeiro é um ganho muito grande para o município, pois vai movimentar toda a cadeia produtiva local.

“À medida que gera emprego e renda, atinge a área social e o desenvolvimento econômico da cidade. Isso acaba também influenciando outras empresas a investirem em Cachoeiro. Por isso, a vinda da Suzano para o município é muito positiva”, disse.

Plena capacidade de funcionamento até o final de 2021

A expectativa é de que até o final de 2021 a unidade da Suzano em Cachoeiro esteja operando a plena capacidade. Ela faz parte de um pacote de investimentos anunciado pela empresa em dezembro de 2019, fruto de créditos de ICMS.

Leia Também:  Governo do Espírito Santo divulga 47º Mapa de Risco Covid-19

A planta de Cachoeiro conta com equipamentos de última geração que utilizam recursos da indústria 4.0 e unem inovação e sustentabilidade. A matéria-prima que abastece a produção virá da unidade da Suzano, localizada em Mucuri, no Sul da Bahia.

Em Cachoeiro, a produção foi iniciada com o papel higiênico Mimmo folha dupla. Também serão produzidos na nova unidade, o Mimmo folha tripla, uma novidade no mercado, e Max Pure folha dupla.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Mulheres são a maioria dos microempreendedores de Cachoeiro

Publicados

em

Quando o assunto é empreender, as mulheres estão conquistando, cada vez mais, o seu espaço. Em Cachoeiro, elas já são a maioria entre os microempreendedores individuais (MEI). De acordo com dados do Portal do Empreendedor, dos 12.222 cadastrados no município, 6.303 são mulheres.

Elas dominam, principalmente, o ramo do comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios, com 1070 cadastros nesta área. Em seguida, vem a atividade de cabeleireira, com 913, e fornecimento de alimentos para consumo domiciliar, com 309.

São elas, também, que mais buscam microcrédito para incrementar seus negócios. Na Sala do Empreendedor de Cachoeiro, em 2020, 63% das operações de crédito aprovadas foram feitas por mulheres. Em janeiro deste ano, das 25 operações, 16 foram para turbinar empreendimentos liderados por elas.

Entre as cachoeirenses que apostaram, recentemente, no sonho de ter o próprio negócio, está Cyntia Rosa, que abriu uma loja de armarinho on-line durante a pandemia.

“Sou mulher, mãe e empreendedora. Comecei investindo 60 reais e, quando o armarinho começou a vender mais, vi a necessidade de me formalizar. Virei MEI e, hoje, tenho CNPJ. Ser empreendedora não é fácil, mas é prazeroso. Tento sempre trazer os melhores produtos. Sou muito feliz com meu empreendimento e também incentivo as minhas clientes a empreenderem”, conta.

Leia Também:  Empresário Nelson Tanure embarca no ‘Cidade Matarazzo’

Quem também está satisfeita com seu empreendimento é Cláudia Zucolotto. “Precisamos conciliar nosso tempo com família e outros compromissos, mas hoje me sinto realizada. Trabalho no ramo de marmitex e o meu negócio vai muito bem. Quando quis regularizar minha empresa, procurei a Sala do Empreendedor, e tive todo apoio para tornar meu negócio realidade”, afirma.

Coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, a Sala do Empreendedor também foi fundamental para a doceira Raiane Freitas iniciar sua jornada como empreendedora.

“No início da pandemia, por meio da Sala, consegui crédito para começar a vender meus doces. Hoje, além de tudo, eu levo amor para as pessoas. Ser empreendedora é saber que o que você faz transforma a vida dos outros, e eu jamais trocaria essa experiência. É incrível saber que temos a Sala ao nosso lado, para ajudar a nos reorganizar, quando necessário, e nos apoiar em momentos que precisamos”, frisa.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Francisco Montovanelli, atesta que a participação feminina no empreendedorismo tem crescido, cada vez mais, mostrando a força e a motivação das mulheres.

Leia Também:  Fiat vai dar férias coletivas para 600 funcionários em MG; saiba por que

“Impulsionadas, em alguns casos, para complementar a renda familiar ou em busca de mudanças, elas estão empreendendo mais e mais. Após anos de diferença em relação aos homens, devido à desigualdade de gênero, elas vêm desconstruindo esse paradigma sociocultural. Isso é altamente positivo, na medida que incentiva mais mulheres a empreenderem, o que contribui para melhorar o ambiente socioeconômico”, avalia.

Sala do Empreendedor

Tanto quem quer abrir um negócio em Cachoeiro como quem já empreende no município pode contar com os serviços da Sala do Empreendedor, que incluem acesso a microcrédito, emissão de documentos, dentre outros atendimentos. Ela está localizada no 2º andar do Shopping Cachoeiro, Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

Para tirar dúvidas e evitar aglomerações no local, os empreendedores têm a opção de entrar em contato com o espaço por meio dos telefones (28) 3155-5292 ou (28) 3522-4445

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA