Economia

UE planeja cortar 15% do gás russo até março de 2023

Publicado em

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia
Reprodução/ Twitter @vonderleyen

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia

 Os países da União Europeia chegaram nesta terça-feira (26) a um acordo para reduzir o consumo de gás natural em 15% até 31 de março de 2023.

A medida é consequência dos recorrentes cortes no fornecimento por parte da Rússia e busca preparar os membros do bloco para o próximo inverno no Hemisfério Norte, entre dezembro e março, quando o consumo tende a disparar.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

“Os ministros chegaram a um acordo político sobre a redução da demanda de gás em vista do próximo inverno”, anunciou a presidência rotativa da República Tcheca na UE, durante uma reunião dos ministros da Energia do bloco.

De acordo com fontes diplomáticas, apenas a Hungria votou contra o plano, que não precisava de unanimidade para ser aprovado.

O texto ainda abre espaço para a meta de redução no consumo de gás passar de 15% para 7% caso o país cumpra alguns requisitos técnicos que demonstrem sua dependência.

Leia Também:  Prévia do PIB cresce 0,34% em fevereiro, diz Banco Central

O documento também ressalta que a Comissão Europeia, poder Executivo da UE, está “explorando maneiras de frear o aumento dos preços de energia, incluindo a possibilidade de introduzir tetos temporários”.

“Dou as boas-vindas à aprovação do regulamento para reduzir a demanda de gás. É um passo decisivo para enfrentar a ameaça de uma interrupção total do gás [por parte da Rússia]”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

A estatal russa Gazprom já promoveu diversos cortes no abastecimento aos países da UE, sendo que o próximo começará nesta quarta-feira (27).

A empresa alega a necessidade de manutenção em uma turbina do gasoduto Nord Stream, que leva gás natural da Rússia para a Alemanha, mas os países europeus denunciam uma retaliação de Moscou por causa das sanções em função da guerra na Ucrânia.

Leia Também:  CNI critica aumento da Selic: 'Decisão equivocada'

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

E-commerce cresce e movimenta R$ 163 milhões no Dia dos Pais

Published

on

E-commerce cresceu no feriado dos Dias dos Pais
Creative Commons/Pixabay

E-commerce cresceu no feriado dos Dias dos Pais

Os dados levantados pela Nuvemshop, plataforma de e-commerce latina, mostra que pequenas e médias empresas faturaram R$ 163 milhões com as vendas online no Dia dos Pais deste ano, 21% a mais comparado ao mesmo período do ano passado. Além do aumento do lucro, foi registrado um crescimento de 11% nas vendas digitais. 

Os segmentos de moda, acessórios e saúde e beleza foram os mais bem sucedidos durante o período. Em específico, a seção de acessórios ganhou destaque, com crescimento de 54% em relação a 2021, subindo para a segunda posição no ranking.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Foram constatados aproximadamente 653 mil pedidos realizados durante as três semanas analisadas, com preço médio de R$ 250, elevação de 11% em relação ao número de pedidos e 10% de alta no valor médio em cada compra online em relação ao ano anterior. 

Leia Também:  Mudança na Petrobras pode ferir Lei das Estatais

Os lojistas do estado de São Paulo foram os que mais faturaram com o feriado, ficando na casa dos R$ 77 milhões. Os estados de Minas Gerais, com R$ 19 milhões, e o Rio de Janeiro, com R$ 14,6 milhões, emplacam, respectivamente, segundo e terceiro lugares. Ceará registrou R$ 9 milhões e Santa Catarina R$ 8,3 milhões. 

Luiz Natal, gerente de Desenvolvimento de Plataforma da Nuvemshop, explica como feriados específicos afetam positivamente o mercado: “As datas comemorativas aquecem o varejo e os lojistas têm a oportunidade de aumentar o faturamento via e-commerce ano após ano, uma vez que os consumidores estão cada vez mais adaptados a comprar digitalmente. O Dia dos Pais é uma das datas mais importantes para os lojistas online.” 

A pesquisa utilizou dados que constam as vendas realizadas na semana do Dia dos Pais e as duas anteriores de 2021 e 2022.

Leia Também:  Auxílio Brasil: veja quem recebe o benefício nesta quarta-feira

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA