Tecnologia

Twitter vence ‘1º round’ contra Musk e julgamento fica para outubro

Publicado em

Caso entre Twitter e Musk será julgado em outubro
Unsplash

Caso entre Twitter e Musk será julgado em outubro

O Twitter saiu vitorioso da primeira audiência de seu processo movido contra o bilionário Elon Musk , que desistiu do acordo de compra da plataforma no valor de US$ 44 bilhões. A juíza-chefe da Corte de Chancelaria de Delaware, Kathaleen St. J. McCormick , acatou nesta terça-feira (19) o pedido do Twitter para que o julgamento fosse acelerado, estabelecendo um período de cinco dias para a sessão em outubro.

O Twitter havia solicitado que o julgamento ocorresse em setembro, a fim de evitar que Musk causasse mais danos à rede social e que sua equipe jurídica solicitasse mais documentos internos da plataforma. Já a equipe de Musk pedia que o julgamento fosse a partir de fevereiro , segundo o Washington Post.

Os advogados do Twitter argumentaram na audiência que Musk quebrou o acordo de compra da empresa e, como o contrato não faz referência a bots, os pedidos do bilionário de informações sobre o assunto são irrelevantes.

Musk é obrigado a finalizar o acordo dentro de dois dias após todas as condições de fechamento serem cumpridas, segundo Bill Savitt, principal advogado que defende a rede social. Essas condições serão cumpridas no início de setembro, de acordo com o advogado. “Sr. Musk não tem intenção de cumprir nenhuma de suas promessas”, disse Savitt.

A equipe jurídica de Musk respondeu que o Twitter estava pressionando injustamente por um julgamento na “velocidade da luz”. Musk disse que o Twitter violou os termos do contrato de compra ao não fornecer informações detalhadas sobre as chamadas contas de bots de spam em seu sistema. O caso exige uma “análise forense e análise de grandes quantidades de dados” sobre os bots, além de outras questões legais, segundo os advogados de Musk no processo.

Durante a audiência, Andrew Rossman, advogado de Musk, argumentou que não havia necessidade de apressar um julgamento para cumprir o prazo de outubro especificado no acordo. A data importante é quando vencem os compromissos de financiamento para a compra, perto do final de abril do ano que vem, disse. Um julgamento em fevereiro daria ao tribunal tempo suficiente para decidir o caso e deixaria espaço para um recurso, disse Rossman.

Leia Também:  Samsung prepara novo modelo para fãs, mas pode não ser o Galaxy S22 FE

“A ideia de executar este caso em 60 dias” era “extraordinária”, disse ele sobre o início do julgamento proposto pelo Twitter em 19 de setembro. “É um prazo absurdo”.

Rossman rejeitou a afirmação do Twitter de que Musk está tentando esgotar o tempo para que os compromissos de financiamento caduquem. Seu cliente “continuou a usar seus melhores esforços para fazer o acordo”, alinhando o financiamento e mantendo seus advogados em comunicação com o Twitter sobre os detalhes até o dia em que a empresa entrou com a ação, disse ele.

“Sr. Musk não tem motivação para prejudicar o Twitter”, já que ele é seu segundo maior acionista, disse Rossman.

No final, o advogado de Musk não conseguiu convencer a juíza McCormick a negar um cronograma acelerado. A juíza disse que, ao pedir um julgamento em fevereiro, os advogados de Musk “subestimam a capacidade deste tribunal de processar rapidamente” disputas legais complexas sobre casos de fusão e aquisição.

‘Nuvem de incerteza’

A disputa sobre a transação oscilante está “criando uma nuvem de incerteza” sobre o Twitter que está prejudicando a empresa, concluiu a juíza-chefe McCormick após ouvir argumentos sobre se o caso deveria ser acelerado.

As ações do Twitter subiram 5,4% após a decisão. Eles estavam sendo negociados a US$ 39,63, alta de 3,2%, às 13h56 em Nova York. Desde o dia em que Musk tuitou que o acordo estava “em espera”, em meados de maio, as ações caíram até 22%. Os papéis não são negociados perto do preço do negócio desde as primeiras duas semanas após o anúncio da aquisição.

Leia Também:  TikTok Music pode ser lançado para concorrer com Spotify e Apple Music

Juízes da Corte de Chancelaria de Delaware, estado onde há a sede corporativa de mais da metade das empresas de capital aberto nos Estados Unidos, são conhecidos por serem capazes de vasculhar o emaranhado legal de disputas complexas de fusões e aquisições mais rapidamente do que muitos outros tribunais americanos.

Ao contrário de alguns estados, onde um caso pode levar vários anos para ir a julgamento, o tribunal de Delaware tende a se mover mais rápido, e os casos são normalmente discutidos dentro de cinco a seis meses após o arquivamento.

Relembre o impasse entre Musk e os executivos do Twitter

Musk desistiu do contrato de compra da plataforma no dia 8 de julho, dizendo em um documento regulatório que o Twitter havia feito “declarações enganosas” sobre o número de contas de bots na plataforma. Segundo o bilionário, o Twitter também não “cumpriu suas obrigações contratuais” de fornecer informações sobre como avaliar a prevalência de bots no serviço de rede social.

O Twitter entrou com uma ação na semana passada, solicitando o início do julgamento sem júri no dia 19 de setembro. A rede social respondeu que Musk estava solicitando informações que “não existem, já foram fornecidas ou são objeto de solicitações feitas recentemente”. O bilionário “se recusa a cumprir suas obrigações com o Twitter e seus acionistas porque o acordo que ele assinou não atende mais a seus interesses pessoais”, disse o Twitter no processo.

*Com agências internacionais

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

iPhone 14 deverá manter armazenamento base de 128GB, segundo analista

Published

on

 

Sucessor do iPhone 13 Pro (foto) deve ser anunciado com opções diferentes de armazenamento
Bruno Ignacio

Sucessor do iPhone 13 Pro (foto) deve ser anunciado com opções diferentes de armazenamento

Com a iminente chegada do iPhone 14, o hype de muitos surge lado a lado de especulações. A informação mais recente vem diretamente de Jeff Pu, analista da Haitong International Securities. Ele acredita que os modelos Pro do smartphone da Apple serão lançados com um armazenamento a partir de 128GB. Isso vem em contraste com o que foi sugerido pela empresa de pesquisas TrendForce, cuja previsão é de opções iniciais com 256GB.

De acordo com o que disse em uma nota para investidores, Jeff Pu crê que o novo modelo Pro do iPhone 14 terá capacidades de armazenamentos parecidas com o que foi visto no 13. Ou seja, 128GB, 256GB, 512GB e 1TB.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

“Com base em nossa recente pesquisa da cadeia de suprimentos, mantemos nosso plano de build do iPhone 14 para ser 91m em 2S22, contra os 84m do iPhone 13 em 2S21, pois não há nenhum problema significativo na cadeia de suprimentos. O próximo item a focar será o preço do iPhone 14 e o tempo de espera quando chegar ao mercado. Em termos de especificações, adicionamos 128GB de armazenamento à linha Pro”, disse Jeff Pu.

Leia Também:  Hacker rouba quase R$ 9 milhões em NFTs da plataforma OpenSea

Além disso, vale apontar que opiniões recentes do analista Ming-Chi Kuo, sugerem que o iPhone 14 Pro e 14 Pro Max podem ser os únicos a receber o novo chip da Apple . Assim, o aguardado Apple A16 não daria as caras nos modelos intermediários do smartphone, como o iPhone 14 e 14 Max, que ficariam com o A15.

A previsão é que os celulares cheguem às lojas em setembro, mas ainda falta aquela confirmação oficial da empresa da maçã.

iPhone 14 e suas possíveis novidades

Aos poucos, mais rumores e possibilidades surgem sobre a próxima linha de smartphones da Apple. Em março desse ano, por exemplo, foram descobertos  desenhos industriais que sugerem o adeus ao famoso notch. Algo já usado por empresas como a Samsung e a Xiaomi.

Outro ponto de destaque seria a utilização do always-on display no sucessor do iPhone 13 . Uma função aguardada pelos entusiastas, mas que pode chegar exclusivamente aos modelos mais caros do telefone. Esse recurso permite que alguns dados considerados importantes como hora e notificações estejam sempre a mostra, mesmo com a tela desligada.

Por último, em junho, Ming-Chi Kuo relatou em sua página do Medium, que o iPhone 14 deverá ter uma câmera frontal mais competente com foco automático. Tudo  trabalhado em conjunto com a Sony e a LG , segundo o analista.

Você está animado para os novos smartphones da Apple?

Com informações:  MacRumors.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA