Política Nacional

TSE retoma julgamento contra chapa Bolsonaro-Mourão; veja ao vivo

Publicados

em


source
tse
Divulgação

As ações apontam suposto abuso eleitoral e pedem a cassação dos diplomas dos representados


Na sessão de julgamento desta terça-feira (30), que começou às 19h, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve retomar o julgamento de duas ações ajuizadas contra Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão , então candidatos aos cargos de presidente e de vice-presidente da República nas Eleições Gerais de 2018.


As ações apontam suposto abuso eleitoral e pedem a cassação dos diplomas dos representados, além da declaração de inelegibilidade de ambos.

A questão envolve a invasão e a mudança de conteúdo da página do grupo virtual “Mulheres Unidas contra Bolsonaro”, que reunia mais de 2,7 milhões de pessoas.

O julgamento foi interrompido por pedido de vista apresentado pelo ministro Alexandre de Moraes, quando o placar estava em 3 votos a 2 pelo retorno dos processos à fase de instrução para a produção de prova pericial.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mourão reúne Conselho da Amazônia após pressão por medidas contra desmatamento
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Pazuello diz que vai abrir dados da Covid-19 para Gilmar ter “opinião correta”

Publicados

em


source
Genral Eduardo Pazuello%2C ministro interino da Saúde
Marcos Corrêa/PR

Genral Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello , disse durante ligação com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que vai abrir os dados da Covid-19 para que o magistrado forme uma “opinião correta”. A conversa se deu nesta terça-feira (14) após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) orientar Pazuello a falar com o ministro do STF, que  acusou as Forças Armadas de compactuar com um “genocídio” causado pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, o contato inicial foi feito por um interlocutor da Presidência da República, já que a iniciativa da conversa partiu de Gilmar. Nessa tentativa, no entanto, Pazuello não atendeu.

Depois de retornar o contato, o chefe da pasta da Saúde propôs uma reunião presencial com o magistrado. Gilmar, porém, está em Lisboa, no Portugal, e só volta no final do mês com o fim do recesso do Judiciário.

Leia Também:  Mourão reúne Conselho da Amazônia após pressão por medidas contra desmatamento

Desde que o clima ficou mais tenso de Pazuello com o STF, Bolsonaro tem sido pressionado para fazer uma troca no comando do Ministério da Saúde. Pessoas próximas a ele dizem que a mudança deve ocorrer nas próximas semanas.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA