Política Nacional

TSE manda PL explicar gasto de R$ 742 mil com propaganda de Bolsonaro

Publicado em

Edson Fachin
Abdias Pinheiro/SECOM/TSE

Edson Fachin


O ministro Edson Fachin, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), determinou que, em dois dias, o PL explique o gasto de mais de R$ 742 com o impulsionamento de 15 propagandas em vídeo do presidente Jair Bolsonaro (PL) na plataforma YouTube e no Google. A ação do Partido Liberal ocorreu nos dias 23 e 24 de julho, mesmo período em que ocorreu a convenção que confirmou a candidatura do atual chefe do executivo federal à reeleição.

A representação contra a sigla foi feita pela federação Brasil da Esperança, que conta com a união do PT, PCdoB e PV. O Partido dos Trabalhadores também entrou com uma ação própria sobre o caso. Segundo a denúncia,  os vídeos impulsionados tiveram mais de 81 milhões de visualizações em três dias.

No pedido, a federação e o PT querem que o TSE, por uma decisão provisória, ordene a “imediata interrupção do impulsionamento pelo representado dos conteúdos”. Eles ainda solicitaram a condenação do PL para que seja paga uma multa de R$ 1.484.000,00, além de abertura de inquérito para investigar a utilização do Fundo Partidário pelo PL.

Leia Também:  PL indica Lincoln Portela para vice-presidência da Câmara

Fachin pediu detalhes por parte do PL para tomar sua decisão. “Faz-se imperioso, portanto, oportunizar a prévia manifestação do representado, estabelecendo-se o contraditório, inclusive para que seja viabilizada a possibilidade de justificação acerca da origem dos recursos financeiros despendidos com o impulsionamento dos conteúdos na plataforma do YouTube. De igual importância a coleta de manifestação da Procuradoria-Geral Eleitoral”, diz trecho da determinação.

O ministro ainda solicitou que a Procuradoria-Geral Eleitoral também se posicione sobre o assunto. Após as duas partes se manifestarem, o presidente do TSE concluíra sua análise.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Bolsonaro ironiza podcast: “Nunca pedi para ir em PodPal”

Published

on

Bolsonaro zombou do Podpah
Reprodução

Bolsonaro zombou do Podpah

Nesta sexta-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro (PL) ironizou o “Podpah”, podcast que entrevistou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no final do ano passado. A manifestação do chefe do executivo federal foi uma resposta aos apresentadores da produção.

“Nunca pedi pra ir em PodPal nenhum. Falei apenas com Flow”, escreveu o mandatário. O governante ficou incomodado com a explicação de Mítico para não levá-lo para ser entrevistado no podcast.

“A galera tem que entender, p*rra, alguns posicionamentos nossos. Eu jamais levaria o Bolsonaro na minha parada. Ah, por quê? Porque eu não quero, mano”, falou o apresentador no “Groselha Talk”.

“[Lula] foi porque, vamos dizer assim, tem algumas ideias que batem. O Bolsonaro eu não chamaria porque fiquei com muito receio de ele ser grosso, falar m*rda para c*ralho, deixar um clima ruim. Ah, mano, vai se f*der, não quero ficar gritando e ouvindo uma pá de groselha”, completou.

Na semana passada, Bolsonaro participou do Flow. Na ocasião, o bate-papo conseguiu alcançar simultaneamente mais de 600 mil pessoas. O fato foi muito comemorado pelo presidente, já que superou números conquistados pela cantora Beyonce.

Leia Também:  Havan é condenada em R$ 30 mil por coagir voto de funcionária

Já o Podpah entrevistou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no final do ano passado. O petista também atingiu grandes índices, chegando a ser visto, ao mesmo tempo, por 292 mil internautas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA