Economia

Trinta mil comprimidos de ivermectina são apreendidos na Bahia

Publicados

em


source
lotes de ivermectina apreendidos pela polícia
Divulgação/PRF

Carga irregular de ivermectina foi apreendida


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na noite de ontem (30) em torno de 300 mil comprimidos de ivermectina transportadas de maneira irregular. No total, foram 7.320 caixas do medicamento.


Apesar de não ter comprovação científica de eficácia, a ivermectina tem sido apontada como uma remédio capaz de tratar o novo coronavírus. A informação foi dita  até mesmo pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A carga foi apreendida em trecho da BR-242 de Itaberaba, próximo à Chapada Diamantina, na Bahia. As autoridades deram ordem de parada para o veículos e notaram que o motorista e o passageiro estavam nervosos. Por este motivo, os policiais fizeram uma vistoria no carro e encontraram os remédios.

Durante a revista e comprovação de dados, os policiais notaram que algumas informações não eram condizentes. O documento apresentado pelo motorista indicava que a carga tinha como destino Natal, no Rio Grande do Norte. No entanto, o carro estava em uma rota diferente.

Leia Também:  Bolsonaro diz que respeita teto de gastos ao lado de Maia e Alcolumbre

Outro contraponto foi o número de lote e da data de fabricação da ivermectina. As informações eram diferentes na nota fiscal.

Segundo os homens que levavam a carga irregular da droga, o lote foi embarcado na cidade baiana de Barreiras. Eles estavam fazendo vendas fracionadas do remédio enquanto iam para Natal.

O caso será encaminhado ao Juizado Especial Criminal (JECRIM), onde os homens deverão depor. Eles assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Golpista aplica fraude por WhatsApp e zomba: “é gostoso, vou falar pra você”

Publicados

em


source

Golpista aplica fraude por WhatsApp e debocha das vítimas: "é gostoso, vou falar pra você"

Um áudio de um golpista vazou na internet e se tornou viral nas redes sociais.

Um criminoso que aplica golpes pelo WhatsApp debocha das vítimas e expõe seus lucros a uma delas.

Em uma ligação telefônica, ele diz que apenas no dia em questão “só” tinha faturado R$ 2.500. Mas, no dia anterior, tinha levantado R$ 4.500 com o golpe:

“R$ 6 mil em dois dias tá bom, né? (…) Imagina R$ 20 mil em duas semanas? (…) Mas R$ 20 mil em duas semanas é gostoso, vou falar pra você hein. É gostoso, é gostoso cara”, zomba o criminoso.

Como funciona o golpe

O golpe, embora já seja conhecido pelos brasileiros, ainda faz muitas vítimas.

No áudio vazado, o criminoso tenta aplicar um golpe e revela o passo a passo para invadir o WhatsApp das vítimas.

Primeiro, ele liga para um número de telefone aleatório se passando por um atendente. Depois, informa que há um problema com a conta da pessoa.

Assim, para confirmar o falso atendimento, o criminoso solicita que a pessoa informe o número do “protocolo” recebido por SMS .

Os número são, não verdade, o código para acessar o WhatsApp da vítima em um outro dispositivo.

Então, quando a vítima informa o código recebido, o criminoso já consegue acessar o WhatsApp e passa a pedir dinheiro para os contatos da pessoa se passando por ela.

Vítima percebeu o golpe

No áudio vazado é justamente isso que acontece.

O criminoso liga para uma vítima e realiza o “procedimento”. No entanto, o homem contatado percebeu que se tratava de um golpe.

Então, ele começa a conversar com o criminoso e questiona se o golpe, de fato, funciona.

O criminoso então revela os detalhes do golpe e os lucros obtidos.

Quando perguntado se muita gente ainda cai no golpe, o criminoso diz que apenas no dia em questão já tinha faturado R$ 2.500. Já no dia anterior, o lucro superou R$ 4.500.

Além disso, disse que a cada 50 ligações que faz, pelo menos 39 vítimas informam o código – uma eficácia de quase 80%.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Golpe da Claro-Net: criminosos fingem ser prestadores de serviço
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA