Jurídico

Transparência: TSE conta com vários canais para garantir acesso às informações da Corte

Publicados

em


A Lei nº 12.527/2011, conhecida como Lei de Acesso à Informação, preceitua que as informações referentes à atividade do Estado são públicas, exceto aquelas expressas na legislação, como forma de fomentar o desenvolvimento de uma cultura de transparência e controle social na administração pública. Em cumprimento ao que diz a lei, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibiliza uma série de dados para garantir ampla transparência e publicidade a seus julgamentos e atividades.

De acordo com a legislação, há duas vertentes para assegurar o acesso à informação por parte do cidadão: disponibilização de informações em atendimento a solicitações específicas de um interessado; e divulgação de informações de interesse coletivo ou geral, independentemente de requerimento.

Acessando o Portal do TSE na internet, o internauta tem à disposição diversos conteúdos e campos de pesquisa para obter dados de interesse público e de processos em tramitação na Corte. Ao acessar a aba “Transparência e Prestação de Contas”, no menu superior da página inicial do site, o usuário encontra vários submenus, como Contas Públicas, Estatística Processual, Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), Gestão Patrimonial, Pessoal e Licitações e Contratos.

A área de Contas Públicas traz informações sobre a gestão administrativa, orçamentária, financeira, patrimonial, contábil e operacional do Tribunal. No espaço, é possível consultar os balanços orçamentário, financeiro e fiscal; as demonstrações orçamentárias e contábeis; relatórios de gestão; e notas explicativas, entre outros temas.

Leia Também:  TSE convoca novas eleições para prefeito de Boa Esperança (ES)

Em Estatística Processual, o cidadão acessa estatísticas sobre os acervos gerais de processos físicos e eletrônicos em tramitação no TSE. Tais informações estão separadas por classe, localização, ano de autuação, situação e os respectivos recursos. Também é possível fazer a pesquisa por ministro relator de processo, bem como acessar o quadro geral das sessões administrativas, jurisdicionais e solenes da Corte.

Nas abas Gestão Patrimonial e Licitações e Contratos, o internauta tem acesso a conteúdos relativos ao Plano Anual de Contratações, bem como a licitações, compras e contratos realizados pelo TSE. O usuário também consegue pesquisar, por exemplo, dados sobre bens patrimoniais do Tribunal e as licitações em andamento ou já encerradas.

Já na área Transparência, o interessado pode consultar a distribuição, por partido, do montante do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) efetivado nos pleitos de 2018 e 2020. E, no submenu Pessoal, há diversas informações relativas ao quadro de pessoal do TSE, tais como quantidade de cargos efetivos, cargos em comissão, funções e colaboradores, além de dados sobre diárias, passagens e estruturas remuneratórias da Corte Eleitoral.

Leia Também:  Portal do TSE disponibiliza publicações oficiais da Justiça Eleitoral

Solicitações

No caso do atendimento a solicitações específicas de um interessado, o Tribunal oferece ao usuário a oportunidade de requerer diretamente informações por meio de formulário eletrônico disponibilizado pela Ouvidoria da Corte, setor que funciona como uma ponte entre o cidadão e a administração pública.

Logo que o pedido é registrado, a Ouvidoria encaminha a solicitação à área competente no Tribunal para que se manifeste sobre o assunto dentro dos prazos fixados pela Lei de Acesso à Informação. A Ouvidoria também recebe reclamações, denúncias, sugestões e solicitações apresentadas com base na Lei de Acesso à Informação.

Condensados

Para facilitar o acesso aos dados, os assuntos mais procurados pelos cidadãos estão condensados na seção Acesso à Informação. É nesse espaço que o usuário encontra, entre outras, informações sobre as atribuições e a estrutura organizacional do TSE. A área também traz endereço, telefones, horário de atendimento ao público, registros de repasses ou transferências de recursos financeiros, registros de despesas, relação dos membros da Corte eleitoral e lista dos serviços oferecidos pelo Tribunal.

MC/LC, DM

Fonte: TSE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jurídico

Clica e Confirma destaca os serviços que podem ser realizados nos sites do TSE e dos TREs

Publicados

em


Já está no ar mais uma edição do Clica e Confirma, o podcast da Justiça Eleitoral. O episódio 43 mostra uma série de serviços oferecidos ao eleitor nos sites dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) de todo o país e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com essa opção, o interessado não precisa se dirigir a um cartório eleitoral. É possível, por exemplo, tirar o título de eleitor, atualizar os dados no cadastro eleitoral e emitir certidões, como a de quitação eleitoral e a de crimes eleitorais.

Outro assunto no Clica e Confirma desta semana é a assinatura do acordo de cooperação técnica entre o TSE e a Presidência da República para implementar a Identificação Civil Nacional (ICN). O objetivo é promover o fortalecimento de um sistema nacional de identificação com documento único. Segundo o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, a ICN tem dois grandes papéis: “Simplificar a vida dos cidadãos e permitir a conferência dos dados de cada cidadão, evitando fraudes”.

O programa ainda traz as informações da primeira eleição suplementar de 2021 realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). Ao todo, 2.830 eleitores compareceram às urnas em Munhoz de Mello para escolher a nova administração municipal. A votação ocorreu das 7h às 17h, respeitando os protocolos de segurança sanitária, em dois locais de votação.

Leia Também:  Protocolos do TSE prestam atendimento a advogados e cidadãos

O Clica e Confirma é apresentado pelo jornalista Rimack Souto. Você pode ouvir o Clica e Confirma no Spotify e no Portal do TSE.

PN/LC, DM

Fonte: TSE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA