Tecnologia

TikTok Music pode ser lançado para concorrer com Spotify e Apple Music

Publicados

em

TikTok pode ganhar app só de músicas
Unsplash/Kon Karampelas

TikTok pode ganhar app só de músicas

O TikTok pode estar desenvolvendo um aplicativo chamado TikTok Music para competir com gigantes como Spotify e Apple Music. De acordo com o Insider nesta quinta-feira (28), a ByteDance, dona do TikTok, registrou o novo app no Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos em maio deste ano.

Antes dos EUA, o aplicativo já havia sido registrado na Austrália em novembro do ano passado. Segundo o registro estadunidense, a plataforma permitiria aos usuários “transmitir áudio e vídeo ao vivo” e “editar e fazer upload de fotos como capa de listas de reprodução”, além de “comentar músicas e álbuns”.

Ao que tudo indica, o TikTok Music seria uma plataforma de streaming de música completa que faria uso da popularidade do TikTok para captar usuários. A novidade funcionaria de forma similar ao Resso no Brasil.

O Resso também é um aplicativo da ByteDance que oferece músicas e podcasts. Por enquanto, além do Brasil, ele está disponível na Índia e na Indonésia.

Por aqui, o app já tem algumas integrações com o TikTok, o que permite que ele capte público da plataforma de vídeos. É esperado que o mesmo aconteça em outros países com o TikTok Music.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

YouTube volta atrás e deleta live de Bolsonaro com embaixadores

Publicados

em

Bolsonaro durante reunião com embaixadores
Reprodução – 19/07/2022

Bolsonaro durante reunião com embaixadores

O YouTube excluiu nesta quarta-feira (10) a live do presidente Jair Bolsonaro (PL) com embaixadores publicada em 18 de julho. Na reunião, Bolsonaro atacou as urnas eletrônicas e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) .

Na semana em que o encontro foi transmitido no YouTube,  a plataforma afirmou que não removeria o vídeo por entender que “não foram encontradas violações às políticas de comunidade” da plataforma. Agora, o Youtube atualizou suas regras, o que fez com que a live fosse banida.

“A política de integridade eleitoral do YouTube proíbe conteúdo com informações falsas sobre fraude generalizada, erros ou problemas técnicos que supostamente tenham alterado o resultado de eleições anteriores, após os resultados já terem sido oficialmente confirmados. Essa diretriz agora também se aplica às eleições presidenciais brasileiras de 2014, além do pleito de 2018”, diz o YouTube em nota enviada ao portal iG.

Antes, a política de integridade eleitoral se aplicava apenas às eleições de 2018 no Brasil, se ampliando agora para as de 2014. A regra ainda não cita as eleições presidenciais deste ano.

No encontro com embaixadores, Bolsonaro afirmou que, em 2014, houve uma fraude eleitoral que beneficiou a ex-presidente Dilma Rousseff e prejudicou o então candidato à Presidência da República Aécio Neves, informação que é falsa.


Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA