Política

Thiago Peçanha segue favorito, mas Antonio Rocha cresce no momento certo em Itapemirim

Publicados

em

Indiscutivelmente Dr. Thiago Peçanha (Podemos) avança para uma reeleição em Itapemirim. Mas, como ninguém ganha eleição de véspera, é bom que abra o olho com o visível crescimento do seu principal e único adversário: Dr Antônio Rocha (PP).

A pré-candidatura de Dr. Antonio começou tímida, mas ganha musculatura no momento certo. Com apoio inicial do PSB, de Renato Casagrande, do DEM, de Theodorico Ferraço e Norma Ayub, e com suporte político do ex-prefeito Alcino Cardoso, o adversário do atual prefeito aumenta o diálogo com outras siglas e com lideranças insatisfeitas com a administração.

Dr. Antônio Rocha é médico carismático. Já teve a experiência de ser secretário de saúde em Itapemirim, tem experiência de gestão, além de ter trabalhado em todas regiões do município exercendo a medicina, ou seja, conhece de perto o povo.

Em conversa com este colunista, um interlocutor confirma que Dr Antônio Rocha buscará uma administração moderna voltada para geração de emprego e renda, sendo que áreas como saúde, educação e segurança pública serão prioridade.

Leia Também:  PL amplia conselho de controle interno

É intenção do pré-candidato dinamizar áreas como Turismo, e reforçar a assistência social em Itapemirim. Naturalmente, segue o interlocutor, que a agricultura será valorizada ao máximo por se tratar de carro chefe da economia local.

Mas quem acompanha de perto Dr. Antonio Rocha diz que ele tem uma preocupação especial com o Itapemirim do futuro. O pré-candidato diz que a ideia é valorizar o funcionário público, qualificando a mão de obra, e investindo nos jovens e oportunizando o primeiro emprego.

Com a eleição empurrada mais para o fim do ano, Dr. Antonio ganha mais um fôlego para mostrar todas essas ideias para a população. Para quem está no poder, e que naturalmente ganha vantagem por isso, o ideal era que as urnas se abrissem hoje. Caso de Dr. Thiago Peçanha. Hoje estaria reeleito, mas a eleição não é hoje.

Enquanto trabalha, o grupo opositor em Itapemirim aposta também no desgaste do prefeito junto a lideranças locais. O interlocutor argumenta que Dr. Thiago é afeito a não cumprir acordos locais, o que tornam suas relações estremecidas com boa parte dos detentores de votos no município. Esses caciques estariam procurando espaço no ninho oposicionista.

Leia Também:  Ed Martins André é eleito novo presidente do Sindirochas

Seja como for, observando de perto o cenário com a devida isenção e devido afastamento das paixões acaloradas enxerga-se Dr. Thiago mais perto de se reeleger. Mas, como já disse: a eleição não é hoje.

Dr. Antonio ganha musculatura no momento certo e parece ter pouquíssima rejeição. Ou seja, tem margem para crescer ainda mais e se colocar como uma real ameaça ao consolidado nome de Dr. Thiago Peçanha.

***************************************************************************************************

No próximo artigo, trago meu diálogo com Dr. Luciano de Paiva Alves, que também será peça decisiva no processo eleitoral de Itapemirim.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Projetos ampliam Rota do Pico da Bandeira

Publicados

em


Principal atrativo do Caparaó, a Rota do Pico da Bandeira é famosa entre os mais aventureiros. O percurso turístico, formado pelos municípios de Ibitirama e Dores do Rio Preto, pode ficar ainda mais atrativo com a inclusão de outros três municípios: Irupi, Iúna e Divino de São Lourenço. A ampliação do roteiro faz parte dos Projetos de Lei (PLs) 346/2021, do deputado Dary Pagung (PSB), e 347/2021, da deputada Janete de Sá (PMN).

A Rota do Pico da Bandeira – formada pelos municípios de Ibitirama e Dores do Rio Preto – foi criada pela Lei 11.327/2021, matéria de autoria do deputado Alexandre Xambinho (PL), que reconheceu o relevante interesse turístico e cultural da região. O objetivo de Pagung e Janete é tornar a rota mais completa com a inclusão dos municípios de Irupi, Iúna e Divino de São Lourenço, considerando que essas cidades já integram a chamada “Estrada Parque do Caparaó”, trajeto de acesso à região.

Em sua justificativa, Janete de Sá argumenta que a ampliação ajuda na divulgação regional. “A integração na rota do Pico da Bandeira dos municípios de Divino de São Lourenço, Iúna e Irupi amplia a visibilidade da região, gerando oportunidades nas atrações turísticas e divulgação das belezas naturais, trazendo desenvolvimento, emprego, renda e novos negócios”, destaca a autora.

Leia Também:  Aumento da violência pauta discursos

Dary Pagung (PSB) também argumenta em sua justificativa que a legislação vigente não incluiu os municípios capixabas que já são reconhecidos dentro do Consórcio do Caparaó, colegiado intermunicipal que atua para o desenvolvimento sustentável da região. “A rota deve seguir a simetria criada pelo consórcio”, disse. 

Pico da Bandeira

Não é à toa que o Pico da Bandeira é tão famoso: ele é o terceiro mais alto do país, com 2.891,98 metros de altitude, e um dos pontos mais frios da região Sudeste. Ele está localizado entre o Espírito Santo e Minas Gerais e, além de trilhas, o percurso apresenta cachoeiras e piscinas naturais famosas entre os turistas. 

Não temos o despacho da presidência no sistema

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA