Estado

Técnicos da Vigilância Ambiental realizam capacitações de uso do novo inseticida no interior do Estado

Publicados

em


.

Até o dia 26 de junho, cerca de 40 municípios do interior do Estado receberão a visita de técnicos da Vigilância Ambiental, da Secretaria da Saúde (Sesa), para a capacitação do uso de operadores de Atomizador Costal motorizado, com o novo inseticida preconizado pelo Ministério da Saúde, o Cielo. As visitas tiveram início no último dia 19 de maio.

Durante a capacitação, os profissionais são orientados na operacionalização e higienização das máquinas para uso do Cielo, assim como a sua manipulação e dosagem; a higienização com uso do álcool isopropílico; noções sobre montagem e manutenção das bombas; sobre os horários e condições para aplicação; e técnicas de aplicação.

“Com as visitas técnicas, pretendemos orientar adequadamente os operadores de equipamentos da área de abrangência das regionais, sobre o manejo dos operadores de atomizador costal, e sobre o uso do Cielo, que passamos a utilizar no controle químico do Aedes Aegypti, no Estado”, explicou o chefe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, Roberto Laperriere Jr.

Ainda segundo Roberto Laperriere, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), as orientações estão acontecendo em áreas abertas, com atividades em campo. “Estamos adotando os procedimentos de distanciamento entre os profissionais envolvidos e seguindo os protocolos de segurança”.

Leia Também:  Sedu propõe 'Pedagogia de Projetos' como estratégia metodológica de trabalho

Receberão as capacitações os municípios Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Conceição da Barra, Ecoporanga, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus e Vila Pavão, que compõem a região Norte de Saúde; doze municípios da região Central de Saúde: Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Colatina, Governador Lindenberg, Mantenópolis, Marilândia, Pancas, Rio Bananal, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, Sooretama e Vila Valério; e  também Itaguaçu, Itarana, Laranja da Terra, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa e São Roque do Canaã, que estão na egião Metropolitana de Saúde.

Na região sul de Saúde, o cronograma está em fase de conclusão pela equipe da Vigilância Ambiental. Além disso, os municípios da Grande Vitória, assim como os de maiores densidades do interior já participaram anteriormente das capacitações.

 

Veja aqui o 21º boletim da dengue.

 

Veja aqui o 21º boletim de zika.

 

Veja aqui o 21º boletim Chikungunya.

 

Leia Também:  Governo do Estado cria Grupos de Trabalho para discutir ações voltadas à população negra

Informações à imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sesa

Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes

[email protected]

 

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Governo do Espírito Santo divulgou neste sábado, 4, novo Mapa de Risco Covid-19

Publicados

em

 

.

O Governo do Estado anunciou, neste sábado (04), o 12º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (06) e o domingo (12). O Mapa classifica 41 municípios capixabas em Risco Alto e outros 37 em Risco Moderado. Águia Branca, Bom Jesus do Norte, Iconha, Linhares, Marilândia, Montanha e Santa Leopoldina passam agora para o Risco Alto e terão que seguir as medidas qualificadas pelo prazo mínimo de 14 dias. Afonso Cláudio, São Roque do Canaã e Vila Valério foram para Risco Moderado.

A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril, levando em consideração o coeficiente de incidência da doença. No dia 04 de maio, o Mapa de Risco passou a contar a taxa global de ocupação dos leitos de UTI. No dia 18 de maio, a Matriz de Risco Ampliada entrou na terceira fase com a inserção da taxa de letalidade, do índice de isolamento social e a porcentagem da população acima dos 60 anos – considerado como grupo de risco.

Leia Também:  ES Solidário alcança marca de 100 toneladas de cestas básicas doadas no Estado

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO: Águia Branca, Alto Rio Novo, Anchieta, Aracruz, Baixo Guandu, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Divino de São Lourenço, Fundão, Guaçuí, Guarapari, Ibiraçu, Iconha, Itapemirim, Iúna, João Neiva, Linhares, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Montanha, Mucurici, Muqui, Nova Venécia, Piúma, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Teresa, São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte, São José do Calçado, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória.

Leia Também:  Governo do Estado investe mais de R$ 16 milhões na melhoria de vias urbanas em Cachoeiro; confira as ruas beneficiadas

RISCO MODERADO: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Alegre, Alfredo Chaves, Apiacá, Atílio Vivácqua, Barra de São Francisco, Brejetuba, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Itaguaçu, Itarana, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Mantenópolis, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Rio Bananal, Santa Maria de Jetibá, São Mateus, São Roque do Canaã, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Vila Pavão e Vila Valério.

 

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA