Economia

TAP confirma data de retorno dos voos em Belém

Publicados

em


source

Contato Radar

undefined
Calebe Murilo

TAP confirma data de retorno dos voos em Belém

A companhia aérea de bandeira portuguesa TAP comunicou hoje, 30, a data para o retorno de suas operações na capital paraense, conectando Belém (BEL) com a Europa, através de Lisboa (LIS).

Com isso, os voos da empresa voltarão acontecer no dia 18 de dezembro de 2020, com frequências nas segundas e sextas-feiras. O voo TAP 046 será operado pelo moderno Airbus A321neo LR e tem a decolagem prevista de Belém às 01:15, com a chegada em Lisboa acontecendo às 09:05.

No sentido contrário, o voo TAP 047 tem saída de Portugal programada para às 15:30, chegando a Belém no mesmo dia às 23:45. O jato A321neo tem capacidade para até 171 passageiros, sendo 16 em classe executiva e 155 em classe econômica.

Ademais, a frequência de duas operações semanais será mantida também durante o mês de janeiro do próximo ano, podendo ser alterada a medida que a demanda for maior nos períodos seguintes.

O post TAP confirma data de retorno dos voos em Belém apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Leia Também:  Lira promete pautar reforma da estabilidade do servidor até o fim do mês

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Lira diz a líderes que reforma tributária será votada na sexta-feira

Publicados

em


source
Lira prometeu votar reforma nesta semana
Reprodução: iG Minas Gerais

Lira prometeu votar reforma nesta semana

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas-AL), disse para líderes partidários, em reunião nesta terça-feira (03), que a reforma tributária será votada nesta sexta-feira (06). O texto discutido tratará sobre alterações no Imposto de Renda para pessoas físicas e jurídicas, e cobrança de dividendos. 

Segundo informações da revista Veja , Lira se reuniu com representantes partidários e o relator da proposta, Celso Sabino (PSDB-PA), para apresentação do relatório final e substitutivos. O presidente da Câmara vê apoio de deputados ao texto apresentado e acredita na aprovação sem resistências. 

Entretanto, Sabino, Ministério da Economia e representantes do Palácio do Planalto tentam apoio de estados, municípios e setores empresariais.

Estados e municípios reclamam da possibilidade na queda da arrecadação e já ressaltaram ser avessos a proposta. Em carta entregue nesta terça, o Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados (Comsefaz) pediu a rejeição do texto e deve influenciar votos de parlamentares.

Leia Também:  Puxada por queda do setor automobilístico, Indústria fica estável em junho

Já empresários afirmam que a taxação de dividendos, em 20%, aumentará o Imposto de Renda para pessoas jurídicas. Para agradar o setor, o texto da PEC prevê redução de 25% para 17,5% do IRPJ em 2022 e uma nova queda de 2,5% em 2023, caso a arrecadação do IR seja maior que a inflação. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA