Agronegócio

Sistema CNA/Senar recebe inscrições para o Prêmio Brasil Artesanal 2021 – Chocolate

Publicados

em


Brasília (10/06/2021) – O Sistema CNA/Senar está com as inscrições abertas para o “Prêmio Brasil Artesanal 2021 – Chocolate”, uma parceria com o Centro de Inovação do Cacau (CIC) e com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC) para reconhecer os melhores chocolates artesanais do país.

Para se inscrever, os produtores de chocolates ou agroindústrias artesanais devem estar cadastrados no Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais do Sistema CNA/Senar até o dia 28 de junho de 2021. 

Acesse o formulário no link: https://www.cnabrasil.org.br/artesanaisetradicionais/

Os candidatos deverão enviar amostra de 300 gramas do produto na forma de gotas com teores sólidos de cacau de 70% até o dia 28 de junho. As amostras serão submetidas a um processo de avaliação de acordo com os critérios exigidos no regulamento do prêmio.

No link https://www.cnabrasil.org.br/e… é possível encontrar o regulamento com as informações e também fazer a inscrição para participar do prêmio.

Os sete chocolates artesanais mais bem avaliados pelos especialistas serão submetidos à degustação de um júri.

Leia Também:  Projeto Agro.BR capacita produtores para exportação de noz-pecã

O produtor ou agroindústria do chocolate artesanal mais votado receberá R$ 6.000 e certificado do “Prêmio Brasil Artesanal 2021 – Chocolate”. O segundo colocado receberá certificado e R$ 4.000. O terceiro, quarto e quinto colocados receberão certificado de participação e R$ 2.500, R$ 1.500 e R$ 1.000, respectivamente. Já os sexto e sétimo lugares receberão certificados de participação.

O “Prêmio Brasil Artesanal 2021 – Chocolate” tem apoio do Programa Compre do Pequeno do Sebrae.

Edições anteriores – Essa é a terceira edição do Prêmio Brasil Artesanal. Criado em 2019, a primeira edição reconheceu os cinco melhores chocolates artesanais do Brasil produzidos por mulheres. As três produtoras de chocolate vencedoras foram premiadas durante o 4º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, em São Paulo.

Conheça a histórias das vencedoras

https://www.cnabrasil.org.br/noticias/premio-brasil-artesanal-de-chocolate-o-reconhecimento-do-trabalho-conjunto

https://www.cnabrasil.org.br/noticias/premio-brasil-artesanal-de-chocolate-uma-ideia-e-uma-mochila-cheia-de-cacau

https://www.cnabrasil.org.br/noticias/premio-brasil-artesanal-de-chocolate-do-canada-a-ilheus

https://www.cnabrasil.org.br/noticias/premio-brasil-artesanal-de-chocolate-a-receita-que-virou-um-negocio

https://www.cnabrasil.org.br/noticias/premio-brasil-artesanal-de-chocolate-oportunidade-com-a-crise

Em 2020, o Sistema CNA/Senar premiou “Prêmio Brasil Artesanal 2020 – Charcutaria”, com o objetivo de reconhecer os produtores dos melhores salames artesanais do Brasil.

Reveja a cerimônia de premiação: https://www.youtube.com/watch?v=WmRbZQTP6OQ

Assessoria de Comunicação CNA

Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agronegócio

Senar debate ações do projeto FIP Paisagens Rurais em MS

Publicados

em


Projeto atende as cadeias da pecuária de corte e de leite.

Brasília (24/06/2021) – O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) participou, na quinta (24), da oficina do projeto FIP Paisagens Rurais para apresentar os objetivos e resultados esperados com a implementação do projeto em Mato Grosso do Sul.

O debate foi promovido pela Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), e reuniu entidades parcerias do projeto no estado.

O Paisagens Rurais abrange 14 municípios dentro da bacia prioritária do Mato Grosso do Sul e a meta do Senar é atender 600 propriedades rurais na região até setembro de 2021, explicou Fabiano Pessatti, gestor do projeto no Senar em Mato Grosso do Sul.

“Até o momento já realizamos 736 visitas e atendemos 168 propriedades com assistência técnica e gerencial na cadeia da bovinocultura de corte. Os resultados esperados são aumento de produtividade, geração de renda, além de melhorias na cobertura vegetal da paisagem e no monitoramento das áreas de cerrado”.

Para Rafael Costa, assessor técnico da Diretoria de Assistência Técnica e Gerencial do Senar, a entidade tem conseguido executar o projeto no estado focando nos resultados.

Leia Também:  Ambiência e manejo adequado são importantes termômetros de bem-estar na suinocultura

“Apesar dos gargalos e desafios encontrados, as propriedades atendidas no estado, devido ao perfil fundiário e ao engajamento dos produtores da pecuária de corte, vão contribuir para os resultados globais do Paisagens Rurais”, disse. “Contamos com os parceiros estaduais para trazer mais produtores para o projeto”, ressaltou.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul (Semagro), Jaime Verruc, destacou a importância do projeto, que segundo ele, “está alinhado à estratégia de desenvolvimento sustentável do estado”.

“É um grande desafio construir esse desenvolvimento sustentável junto com os produtores, por isso é importante o engajamento de todos os parceiros para atingirmos as metas, tratando de forma adequada o uso de solo e fazendo a recuperação ecológica de algumas regiões.”

A coordenadora-geral de Apoio aos Estados da Diretoria de Regularização Ambiental do SFB, Jaine Cubas, afirmou que o projeto é estratégico para a entidade porque trará subsídios para a regularização ambiental e para “melhorar a paisagem dentro de um ecossistema de pastagem e recuperação produtiva”.

Segundo Sidney Medeiros, auditor fiscal do Ministério da Agricultura, o Paisagens Rurais é um projeto inovador que vai proporcionar melhoria de renda para o produtor e contribuir para que ele se adapte às mudanças climáticas e faça as adequações ambientais necessárias na propriedade rural.

Leia Também:  Senar abre inscrições para cursos técnicos gratuitos em agronegócio e fruticultura

O FIP Paisagens Rurais vai beneficiar quatro mil produtores rurais com ações de ATeG e mais 5,2 mil pessoas por meio de capacitação, estimulando a adoção de práticas agropecuárias de baixa emissão de carbono em 100 mil hectares e de conservação e recuperação em sete mil hectares de área.

A oficina desta quinta-feira completou a rodada de encontros virtuais com as entidades parceiras do projeto nos estados da Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Tocantins.

FIP Paisagens Rurais – O Projeto Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado (FIP Paisagens Rurais) é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal, através do Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com parceria da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), do Senar e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), por meio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Embrapa.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA