Negócios

Setores econômicos avançam em competitividade no ES

Publicados

em

Por | 12.01.2013

A economia do Espírito Santo vem ganhando cada vez mais fôlego com as ações do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento (Sedes), que objetivam ampliar a competitividade dos setores econômicos capixabas, além de incentivar novas empresas a se instalarem em terras capixabas.

 

O Contrato de Competitividade é um instrumento adotado pelo Governo do Espírito Santo para a concessão de benefícios a setores produtivos locais, fruto de ampla discussão com os representantes dos setores, de forma clara e transparente. O objetivo final é garantir a manutenção e criação de empregos, ocupação, renda e evolução na capacitação profissional da população local, e estimular o crescimento industrial, tecnológico e comercial do setor.

 

 

No Estado, já foram contemplados com Contratos de Competitividade os setores de açúcar; café torrado e moído; massas pré-preparadas para bolos; aguardentes de cana-de-açúcar, melaço e outros; vestuário; metalmecânica; móveis seriados; gráficas; água mineral; móveis sob encomenda; embalagens plásticas e de papelão; atacadista; tintas e complementos; aquicultura e pesca; argamassa e concreto não refratário; rações; bares e restaurantes; e temperos e condimentos; e vendas não presenciais.

Leia Também:  Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

 

Em 2012, os Contratos de Competitividade dos segmentos de rochas ornamentais e vestuário foram atualizados com a intenção de acompanhar a atual realidade econômica de cada setor. Os mesmos incentivam nova gestão, maior valor agregado, design e tecnologia, meio ambiente, entre outros. “É fundamental que o Estado busque sempre melhorias para o setor industrial, especialmente em um momento de ameaças para o Espírito Santo. A nossa economia é diversificada e cada setor é imprescindível para o Estado”, ressalta a secretária de Desenvolvimento em exercício, Cristina Santos.

Além desses, as empresas do segmento de vendas não presenciais passaram a contar com o Contrato de Competitividade e 23 empresas já aderiram ao documento.

 

Atualmente, 976 empresas estão inseridas nos Contratos de Competitividade e preveem cerca de 40 mil empregos.

 

Atração de investimentos

 

Além da atualização dos Contratos de Competitividade, a carteira de investimentos coordenada pela Sedes já conta com mais de 160 projetos de implantação de empresas no Espírito Santo e prevê cerca de 80 mil novas vagas de trabalho. Só em 2012, foram anunciados 13 novos projetos de implantação e ampliação.

Leia Também:  Empresários têm até dia 25 para evitar exclusão do Simples

 

“Além dos nossos setores econômicos tradicionais, tivemos em 2012 a concretização da indústria naval, com os contratos assinados pelo Estaleiro Jurong Aracruz com a Sete Brasil para a construção de sete novas sondas para atender à indústria do petróleo e gás, e do setor automobilístico, com o anúncio de três montadoras, entre elas a Marcopolo que vai se instalar em São Mateus e já começará a produzir em agosto de 2013. É um grande avanço para o desenvolvimento do Espírito Santo e na geração de novas oportunidades”, avalia a secretária.

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

Publicados

em

Por

Por | 05.01.2012

 

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, falou da força da economia brasileira durante o lançamento do novo Ford EcoSport, o primeiro carro da Ford produzido no Brasil, que será exportado para mais de 100 países.

“Esse é um momento especial, vivemos um momento de crise mundial e ao mesmo tempo os investimentos no Brasil crescem. Isso mostra a força do nosso país que hoje é fundamental para a sustentação da economia global”, disse Mercadante, que representou a presidenta Dilma no evento.

 

Criado em Camaçari, na Bahia, o EcoSport de nova geração faz hoje sua pré-estreia mundial também na capital da Índia. Os eventos em Brasília e Nova Déli simbolizam a popularidade que a Ford espera alcançar nos grandes mercados emergentes globais e também o crescente papel que a área de desenvolvimento do produto da América do Sul.

Os investimentos do novo Ecosport fazem parte de um total de R$ 2,8 bilhões que a companhia pretende investir no Nordeste, até 2015

“O lançamento no Brasil e na Índia, dois países da BRICS, mostra a nossa força e importância na economia mundial. Em um momento de crise global continuamos crescendo e vamos investir cada vez mais em pesquisa, engenharia, crédito e incentivo fiscal”, acrescentou o ministro.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, também participou do lançamento e falou da importância do investimento para a economia da país e do seu estado.

“O Brasil começou na Bahia e o primeiro carro global da Ford também foi criado lá. A criatividade do nosso povo está nesse projeto que foi liderado por mais de mil engenheiros brasileiros na Bahia. É um orgulho ter um carro vendido em todo mundo com o carimbo do Brasil”, disse o governador.

Leia Também:  Custo médio da construção civil no Espírito Santo encerra dezembro de 2011 estável

Com mais de 700.000 unidades produzidas desde o lançamento em 2003, o EcoSport é um caso de sucesso da indústria automobilística latino-americana. Desde então, tem sido o modelo mais vendido da categoria na região. O Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul fica localizado no Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia. Único do gênero na região, ele conta com mais de 1.200 engenheiros e designers que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design e engenharia baseadas em computação (CAD/CAE), para o desenvolvimento de veículos.


Ele é um dos oito centros de excelência da Ford no mundo e opera conectado em tempo real com outros centros nos Estados Unidos, Europa e Ásia.O complexo foi inaugurado em 2001 e trabalha junto com o Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, onde os novos veículos são testados e certificados. Ele é um dos dois únicos campos de provas existentes na América do Sul e um dos mais modernos do mundo.

Leia Também:  Empresários têm até dia 25 para evitar exclusão do Simples

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA