Tecnologia

Sem iPhone 12, Apple lança Apple Watch Series 6 e novos iPads; conheça

Publicados

em


source
Apple
Reprodução/YouTube/Apple

Apple apresentou novos Apple Watches nesta terça-feira

A Apple realizou, na tarde desta terça-feira (15), um evento global online para apresentar seus novos produtos. O aguardado iPhone 12 ficou de fora da apresentação, que mostrou o novos Apple Watches e iPads. 

Apple Watch Series 6

O primeiro dispositivo apresentado foi o Apple Watch Series 6 . De acordo com o diretor de operações da Apple, Jeff Williams, essa é a versão do relógio inteligente com maior variedade de cores. São sete tons diferentes, incluindo o vermelho. 

Outra grande novidade do Apple Watch Series 6 está ligada à pandemia de Covid-19 . Uma nova ferramenta traz ao relógio a capacidade de medir a oxigenação no sangue dos usuários. A tecnologia usa luz infravermelha e entrega os resultados em apenas 15 segundos.

Apple
Reprodução/YouTube/Apple

Apple Watch Series 6 consegue medir a oxigenação do sangue

O processaador do  Apple Watch Series 6 é baseado no A13 Bionic do iPhone 11 . Além da medição de oxigenação no sangue, outra novidade do relógio inteligente é mostrar a altitude do usuário, ideal para quem faz caminhadas em altura. 

Leia Também:  LGPD: primeiro processo com base na nova lei tem sentença proferida

No que diz respeito ao design, além das diversas cores, o Apple Watch Series 6 também traz diversas opções de interface para serem mostradas na tela principal, facilitando a personalização. 

Por fim, vários relógios poderão ser atrelados a um mesmo iPhone , o que não era possível antes. Jeff Williams explica que a ferramenta permite que pais cadastrem os Apple Watches de seus filhos, criando um sistema de controle parental .

Além do  Apple Watch Series 6 , a Apple também lançou o Apple Watch SE . O dispositivo tem a mesma aparência do poderoso Series 6, mas com as especificações parecidas com as do Series 3. 

Ambos os relógios estarão à venda nos EUA a partir de sexta-feira (18). O preço do Series 6 é US$399, enquanto o Apple Watch SE custa US$279. Ainda não há previsão de lançamento em outros mercados, como o Brasil.

Novos iPads

Apple
Reprodução/YouTube/Apple

iPad de oitava geração foi anunciado

A Apple aproveitou o evento para comemorar os 10 anos do iPad e mostrar dois novos modelos. O primeiro deles é o iPad de oitava geração. Equipado com o processador A12 Bionic , o dispositivo promete ser duas vezes mais rápido que o melhor notebook Windows do mercado. 

Leia Também:  Google Maps indica áreas com mais casos novos de Covid-19

O novo iPad vem equipado com o iPad OS 14 , novo sistema operacional que traz diversos avanços, sobretudo na Apple Pencil.

O segundo lançamento foi o do novo  iPad Air , com maior capacidade de processamento. Ele vem equipado com o processador mais rápido que a Apple já produziu, o A14 Bionic (que deve estar presente também no iPhone 12 ), e é ideal para quem usa o dispositivo para funções mais “pesadas” como edição de vídeos e jogos.

O iPad de oitava geração estará disponível a partir de sexta-feira (18), por US$399. Já o iPad Air chegará no mês que vem por US$599. Ainda não há previsão da chegada deles ao mercado brasileiro.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

LGPD: primeiro processo com base na nova lei tem sentença proferida

Publicados

em


source

Olhar Digital

LGPD
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Lei Geral de Proteção de Dados começou a valer na última semana

A primeira Ação Civil Pública com base na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) , que entrou em vigor no último dia 18 , teve sua sentença proferida na terça-feira (22), pelo juiz Wagner Pessoa Vieira, da 5.ª Vara Cível de Brasília. Trata-se do caso do site “Lembrete Digital”, que comercializava milhões de dados de brasileiros. A nova norma exige o tratamento adequado de informações neste sentido.

Na decisão, o juiz de direito afirmou que a “presente ação não merece prosperar”. O despacho foi motivado, ainda de segundo o magistrado, pela retirada do site do ar, pois constatou que o domínio lojainfortexto.com.br está “em manutenção”.

“Esse fato [de o site estar em manutenção], provavelmente, decorre da circunstância de que, com o recente início de vigência da Lei 13.709/18, ocorrido em 18/09/2020 (sexta-feira passada), os responsáveis pelo sobredito sítio devem estar buscando adequar os seus serviços às normas jurídicas de proteção de dados pessoais”, afirma o juiz Wagner Vieira na sentença.

Leia Também:  Google Maps indica áreas com mais casos novos de Covid-19

O documento ainda esclarece que o magistrado entendeu que, neste momento, não há “interesse processual do autor para agir através desta ação civil pública”. Isto porque o site estar em manutenção evidencia que não há risco de lesão ou ameaça a ser justificada. “A pretensão de tutela inibitória deduzida na inicial, com o que a presente ação se torna inútil”, explica a sentença.

Sobre a decisão, ainda cabe lembrar que o juiz de direito não julgou mérito. Isso significa que ele encerrou o processo em virtude do fato que impossibilita ações mais abrangentes.

De qualquer forma, o caso ainda pode ser investigado novamente pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) se a página voltar ao ar ou mudar de nome. Outro caminho para que o MPDFT recorra à sentença é justificar ser possível saber os nomes dos envolvidos, mesmo com o site fora da web.

Entenda o caso

A ação foi apresentada pelo MPDFT no último dia 21 com alegações de que o site intitulado “Lembrete Digital” estaria promovendo a comercialização indiscriminada, e fora dos novos padrões da LGPD , de dados de milhões de brasileiros.

Leia Também:  LGPD: primeiro processo com base na nova lei tem sentença proferida

Apenas de residentes naturais de São Paulo, foram contabilizados mais de 500 mil pessoas atingidas. Os dados englobavam não só nome e telefone, por exemplo, mas e-mails, endereços postais, cidades, estados, etc.

Com a entrada da LGPD , o MP apresentou a ação acusando o site de violação à privacidade , intimidade, imagem, entre outros direitos assegurados pela Constituição Federal. A norma recepcionada prevê o tratamento correto e autorizado de dados pessoais , sendo necessária a autorização do titular da informação para o uso do material.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA