Estado

Secti doa 60 cestas básicas para alunos do CEET Vasco Coutinho

Publicados

em


.

A Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), doou cestas básicas às famílias de alunos do Centro Estadual de Educação Técnica (CEET) Vasco Coutinho, em Vila Velha.

Ao todo, 60 cestas básicas foram entregues para alunos da escola técnica. Essa é a segunda vez que as doações acontecem desde que a necessidade de distanciamento social foi estabelecida como medida de contenção à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). A primeira distribuição contou com cerca de 40 cestas básicas e kits de higiene.

“Esse momento de pandemia tem nos levado a pensar no outro e ser mais solidários. Diante da situação dos alunos do CEET Vasco Coutinho, uma vez que a Secti, por administrar a escola técnica que oferece cursos na modalidade de educação profissional, não tem recursos para merenda escolar. Pensando nisso, entramos em contato com a SEDH e explicamos sobre a nossa realidade, visto que os nossos alunos são de cursos técnicos e muitos são trabalhadores autônomos, em áreas como audiovisual, multimídia e outros, que são áreas que estão afetadas pela pandemia”, pontuou a subsecretária de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Solange Maria Batista de Souza.

Leia Também:  Inscrições para II Encontro Capixaba de Pesquisa em Educação Ambiental terminam nesta quarta-feira (23)

A subsecretária também comentou se sensibilizou com a situação de muitos alunos: “Nós estamos vivenciando uma situação em que muitos dos nossos alunos estão passando por dificuldades financeiras e isso nos sensibilizou muito, o que me fez buscar a parceria com a SEDH. Agora  a Secretaria vai buscar conseguir mais cestas básicas e realizar novas doações para mais alunos”.

A ideia da ação surgiu depois que professores relataram aos coordenadores dos cursos técnicos que alguns alunos estavam com dificuldades de manter as atividades acadêmicas de forma on-line devido a situações pessoais, como o desemprego.

Karla Cristina Gonçalves Caldeiras, de 18 anos, estuda Rádio e TV no CEET Vasco Coutinho e está no terceiro módulo. A aluna iria concluir o curso em julho, mas devido à pandemia sua formatura não tem data para acontecer. Karla é uma dos 60 estudantes que receberam uma cesta básica.

“Moro com meus pais e na minha casa a renda vem do trabalho do meu pai. Mas ele está sem trabalhar, ele é eletricista autônomo. Eu fico preocupada com toda essa situação da Covid-19, com o fato do meu pai estar sem trabalho e ainda em conseguir dar conta de todas as atividades do curso. Receber a cesta foi inesperado e muito bom! Será menos um custo para minha família. Um grande ajuda”, afirmou Karla Cristina.

Leia Também:  Vivescer: Espírito Santo lidera o número de participantes do País

O CEET Vasco Coutinho

O Centro Estadual de Educação Técnica (CEET) Vasco Coutinho foi inaugurado em 2005 como a primeira unidade estadual voltada para o ensino profissional com o foco de oferecer aos jovens e adultos uma formação profissional em nível técnico em diferentes áreas. O objetivo é possibilitar aos alunos melhores chances de inserção no mundo do trabalho.

A escola oferece, atualmente, 12 cursos técnicos presenciais gratuitos. São eles: Administração; Comércio Exterior; Estética; Eventos; Gastronomia; Informática; Modelagem do Vestuário; Multimídia; Produção de Moda; Programação de Jogos Digitais; Rádio e Televisão; e Redes de Computadores.

O CEET tem, hoje, cerca de 1.360 alunos e, desde o início da pandemia, os cursistas estudam de forma on-line por meio da plataforma de estudos disponível no site do Vasco Coutinho.

Texto: Samantha Nepomuceno 

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secti
Samantha Nepomuceno
(27) 3636-1822 / (27) 3636-1819
[email protected]
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Agentes de Trânsito de Cariacica começam a utilizar talonário eletrônico

Publicados

em


.

O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) realizou, nesta terça-feira (22), o treinamento dos agentes municipais de trânsito de Cariacica para utilização do aplicativo de talonário eletrônico nas fiscalizações de trânsito.

A ferramenta possibilita ao agente ter acesso aos dados do condutor e do veículo no momento da abordagem, facilitando a identificação dos mesmos, além de reduzir as chances de erros no preenchimento dos autos de infração. O treinamento é feito pela equipe da Gerência de Tecnologia da Informação (GTI) do Detran|ES.

A ferramenta já é utilizada nas fiscalizações pelo Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) e por agentes das guardas municipais de Vila Velha, Linhares e Viana. Agentes da Serra e de Cachoeiro de Itapemirim também estão aderindo ao sistema e devem passar pelo treinamento em breve.

O diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira, destaca que o uso da tecnologia vai contribuir para que a fiscalização seja mais efetiva e integrada no Estado. “Estamos incrementando o uso da tecnologia nos serviços do Detran|ES e também na fiscalização de trânsito, com a disponibilização do talonário eletrônico para dos órgãos de fiscalização no Estado. O objetivo principal é ter como resultado a redução de acidentes, mortes e sequelas. Uma fiscalização efetiva, coordenada e integrada faz com que as pessoas respeitem as regras de trânsito e não adotem comportamentos de risco, podendo, sim, reduzir o número de mortes no trânsito”, disse.

Leia Também:  Fapes apoiará projetos ganhadores do Prêmio Shell de Educação Científica 2020

“O trabalho dos agentes de trânsito é muito importante para o município e o uso dessa tecnologia vai contribuir para a autuação das infrações nas vias de Cariacica e o melhor atendimento do nosso munícipe”, considerou o secretário de Defesa Social de Cariacica, Marcos Rainha.

Para o gerente de Fiscalização, Infração e Penalidades do Detran|ES, Marcelo Rangel, a adoção do talonário eletrônico pelas guardas municipais amplia o leque de fiscalização no Estado de forma mais eficiente. “O talonário eletrônico dá mais segurança e agilidade ao agente de trânsito. É um mecanismo que reduz as chances de erro em uma autuação e dá mais transparência na identificação do agente autuador. Também é importante para orientar as políticas públicas de segurança no trânsito, já que os dados estatísticos são computados automaticamente e servem de base para o planejamento da atuação, da fiscalização e também do poder público para redução de acidentes”, afirmou.

 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação do Detran|ES

Rhayan Esteves / Fabricia Borges / Fátima Negrelli / Zu Coelho

Leia Também:  Programa Qualificar ES oferece cursos on-line exclusivos para mais de 100 bairros do Espírito Santo

[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA