Política Nacional

Secretário de Educação da cidade de São Paulo está com Covid-19

Publicados

em


source
Bruno Caetano%2C secretário de Educação da cidade de São Paulo
Reprodução/Instagram

Bruno Caetano, secretário de Educação da cidade de São Paulo

O secretário de Educação da cidade de São Paulo, Bruno Caetano, testou positivo para a Covid-19 nesta quara-feira (12), o mesmo dia que o  governador João Doria foi diagnosticado com a doença. Os dois se encontraram na última sexta (7) para tratar da retomada das aulas presenciais nas escolas. A informação é da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo , e foi confirmada pelo iG .

O chefe da pasta municipal inauguraria na próxima quinta (13) uma unidade do CEU (Centro Educacional Unificado) Vila Alpina, na zona leste da capital. A inauguração, no entanto, foi cancelada após Caetano ter a notícia está com a doença.

O diagnóstico de Doria foi divulgado por ele mesmo em um vídeo que ele publicou em sua conta no Twitter. “Seguindo o princípio de total transparência com que temos lidado com a pandemia, informo que fui diagnosticado com a Covid-19. Estou bem, sem sintomas. Seguirei trabalhando de casa, cumprindo as recomendações médicas de isolamento”, disse o tucano na publicação.

Leia Também:  Eduardo Bolsonaro depõe por mais de 6 horas sobre atos antidemocráticos

Além dele, a primeira-dama Bia Dória também está com a doença . Segundo nota do governo estadual, Bia foi isolada imediatamente após o exame, seguindo protocólos médicos. Pelos próximos dez dias, ela deve permanecer sob observação, assim como o marido dela.

Os dois estão sob os cuidados do infectologista David Uip, que é infectologista e coorndenador do Centro de Contigência da Covid-19 no estado de São Paulo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Witzel cita Tiradentes e diz que é “perseguido” na Alerj

Publicados

em


source
Wilson Witzel%2C governador do Rio de Janeiro
Reprodução/Tv Alerj

Wilson Witzel é julgado por suposta prática de corrupção na Saúde

O governador afastado do Rio de Janeiro,  Wilson Witzel (PSC), fez seu discurso de defesa por videoconferência na Assembleia Legsialtiva do Rio de Janeiro  (Alerj) nesta quarta-feira (23) e citou  Tiradentes ao dizer que é “perseguido” pelo deputados que votarão pelo seu impeachment.

“Estou sendo linchado moralmente e politicamente sem ter o direito de me defender”, inciou Witzel ao criticar também a “injustiça” da qual está sendo alvo.

“Tiradentes que foi delatado, vendido, morreu enforcado e as partes do seu corpo foram jogadas em praça pública para servir de exemplo para a tirania. A tirania escolhe suas vítimas e as expõem para que outros não mais se atrevam”, afirmou o governador afastado.

Leia Também:  Procurador envia representação contra Flávio Bolsonaro à PGR

“Eu não me importo de ser julgado e submetido a julgamento nenhum porque tenho a convicção de que jamais cometi um ato ilícito”, disse Witzel. Neste momento ele continua fazendo seu discurso de defesa, que tem duração prevista no regimento de uma hora.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA