Política Nacional

“Se eu fosse irresponsável, ia ficar quieto”, diz Bolsonaro sobre coronavírus

Publicados

em

 

 

source
Presidente Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR

Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na tarde desta quinta-feira (26) que não são autoridades políticas que irão salvar a vida dos cidadãos e que, segundo ele, o povo brasileiro precisa entender isso. Ele também defendeu que “já fez sua parte” e que se “fosse irresponsável, ia ficar quieto”.

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

“O brasileiro tem que entender que quem vai salvar a vida dele é ele, pô. Não tem que ficar esperando o vereador, deputado, senador e presidente da República cuidar da vida dele. Se ele não tem capacidade, paciência”, afirmou Bolsonaro a jornalistas em Brasília.

“Se eu fosse irresponsável, eu ia ficar quieto, mas já fiz a minha parte, alertei a nação. Com palavras duras ou toscas, entendam como bem entender, mas palavras verdadeiras. Quem não está preocupado em perder o emprego?”, defendeu o presidente.

Bolsonaro também criticou mais uma vez a forma como governadores estão administrando a crise gerada pela pandemia. “Alguns governadores e prefeitos erraram na dose”. O presidente critica a medida de isolamento social decretada pelos políticos. Segundo ele, isso trará um dano pior ao Brasil, devido à questão economica, do que o coronavírus .

Leia Também:  Bruno Covas vira obstáculo para aproximação entre Marta e Rede

“Eu falei e fui massacrado pela mídia”, afirmou Bolsonaro, defendendo sua preocupação com a economia. “O vírus todo mundo vai ter até que haja aquela imunização natural, que dizem os infectologistas . Dá para entender que essa onda [o impacto na economia] é muito pior do que o vírus?”.

Leia também: De gripezinha a “não é tudo isso”: vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus

Bolsonaro também argumentou que haverá mortes, mas que serão pessoas de 80 anos. “Infelizmente, a nossa vida um dia se esvai”.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Mandetta é excluído de reunião da Presidência para tratar de cloroquina

Publicados

em


source

O presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido) convocou uma reunião com médicos que estão na linha do combate ao novo coronavírus ( Covid-19 ). Todavia, não convidou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que soube do encontro na noite da última terça-feira (31) por colegas que foram chamados.

Leia também: Covid-19: Reino Unido registra 563 mortes nas últimas 24 horas

Mandetta arrow-options
undefined

Mandetta

De acordo com Andréia Sadi, Mandetta ficou surpreso e questionou se o convite era para um encontro presencial, o que classificou como um erro devido as orientações de isolamento social. Após isso, indignado, ele procurou o ministro da Casa Civil, Braga Neto, que alegou não saber de reunião alguma.

Leia também: 16 mil amostras ainda aguardam testes para Covid-19 em São Paulo

Ainda em contato com Braga Neto, o ministro da Saúde teria dito que não adianta chamá-lo de última hora para falar sobre cloroquina, pois não há confirmação dos efeitos do medicamento no combate ao coronavírus (Sars-coV-2). O uso do remédio é defendido por Bolsonaro e seus familiares.

Leia Também:  Ministério da Saúde pede ajuda a hospitais privados para lidar com coronavírus

Nos bastidores, Mandetta teria comentado com aliados que acredita que a reunião seja uma ideia da área de “marketing” do Planalto para “bater uma foto” com os principais médicos do país. E, se a reunião se confirmar, será a “nova polêmica” do governo hoje.

Leia também: Salários de carreiras da linha de frente contra a Covid-19 tiveram perda real

Segundo a jornalista, o Mandetta aguarda o desdobramento do chamado para a reunião e desaconselhou os amigos a comparecerem ao encontro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA