Esporte

Santos vence fora de casa e abre vantagem contra a LDU

Publicados

em


Jogando a 2.850 metros de altitude no estádio Casa Blanca, em Quito, nesta terça-feira (24), o Santos derrotou a LDU por 2 a 1 com gols de Soteldo e Marinho, e abriu grande vantagem para a partida de volta na Vila Belmiro.

Com o triunfo, o Peixe manteve o 100% de aproveitamento em jogos realizados fora de casa na Taça Libertadores. O time santista já havia vencido o Defensa y Justicia, o Delfín e o Olímpia na primeira fase da competição.

A grande vitória também trouxe a quebra de um tabu. O Peixe só havia vencido a LDU em seus domínios apenas uma vez, no ano de 1962 em partida amistosa. De lá pra cá, foram mais quatro jogos, sem nenhum triunfo santista. Portanto, 58 anos depois, o Alvinegro Praiano voltou a vencer a equipe equatoriana no Equador.

O segundo jogo será realizado na próxima terça-feira, dia 1º de dezembro, as 19h15 na Vila Belmiro. O Peixe pode até empatar ou perder por 1 a 0 que estará classificado para as quartas de finais. O gol fora de casa é critério de desempate.

Mas antes, o próximo compromisso do Alvinegro será pelo Campeonato Brasileiro, no próximo sábado (28), as 17h00, diante do Sport em Urbano Caldeira.

Com um minuto de jogo, o Peixe já assustou a equipe da casa. Em cobrança da falta, Marinho arriscou de longe e o goleiro Gabbarini espalmou para escanteio.

Três minutos depois, foi a vez de John realizar ótima defesa em cobrança de falta. Na sequência, novamente o goleiro santista tranquilizou a equipe ao encaixar a bola vinda do escanteio.

O Santos iniciou melhor a partida, e aos oito minutos, concluiu sua superioridade em gol. Em ótima jogada de Pará pela direita, Soteldo entrou livre na área e ao receber o cruzamento, chutou sem chances para o goleiro equatoriano. Foi o primeiro gol do camisa 10 na competição, e o quarto no ano.

  São Paulo faz treino em Porto Alegre antes de viagem para jogo decisivo na Argentina

Leia Também:  Palmeiras realiza treino técnico e tático antes de viagem a Fortaleza

Aos 13 minutos, LDU chegou através do atacante Borja. Com eficiência, a zaga santista travou o chute do avante, tirando o perigo de perto do gol defendido por John. Quatro minutos depois, o goleiro do Peixe novamente encaixou a bola após cruzamento que levaria perigo.

Em chute forte de Perlaza, aos 20 minutos, novamente John realizou ótima defesa.

Sete minutos depois, o goleiro santista mais uma vez foi seguro na bola, e defendeu outro chute de Perlaza.

O Santos voltou a chegar com perigo aos 28 minutos. Em contra-ataque puxado com velocidade, Marinho recebeu na entrada da área e chutou por cima do travessão.

Restando um minuto para o término da etapa inicial, a LDU chegou ao empate em cabeçada de Jhojan Julio.

Como no primeiro tempo, o Peixe também iniciou bem a segunda etapa. Aos dois minutos Wagner Leonardo acertou belo lançamento para Felipe Jonatan. O lateral santista cruzou e o goleiro afastou o perigo ao encaixar a bola. Na sequência da jogada, Kaio Jorge roubou a bola da zaga equatoriana e tocou para Marinho na entrada da área. O camisa 11 do Peixe bateu forte e o goleiro espalmou para frente, e a zaga ficou com o rebote.

Aos três minutos John trabalhou pela primeira vez no segundo tempo, ao defender firme o chute de Alcivar.

Cinco minutos depois, o Alvinegro chegou novamente com perigo. Pará cruzou forte na área, e a zaga afastou para escanteio. Na sequência, Soteldo quase marca um lindo gol olímpico.

  Sao Paulo buscara vitória contra o River Plate jogo valido pela libertadores.

Leia Também:  Brasil de Pelotas e CSA empatam em 1 a 1 pela 37ª rodada da Série B

Repetindo o filme do início do jogo, o Santos demonstrou sua superioridade também no placar. Em boa jogada de Marinho dentro da área, o marcador derrubou o atacante santista, e sem titubear, o árbitro assinalou pênalti. O camisa 11 foi para a cobrança e marcou o segundo do Peixe na partida. 18º gol do atacante na temporada, e o 3º na competição.

Aos 17 minutos, o Santos quase marcou o terceiro. Marinho cobrou falta e o goleiro espalmou para fora da área. Soteldo pegou o rebote e cruzou. A zaga afastou e na sobra Wagner Leonardo chutou com perigo por cima do gol.

Dez minutos depois, mais uma vez John encaixa a bola em cruzamento perigoso.

Extremamente inteligente e seguro na marcação, o Santos neutralizou os ataques da LDU no restante do segundo tempo. Com muita dedicação e taticamente impecável, o Peixe segurou a bola no ataque, e envolveu a equipe equatoriana, que não conseguiu apresentar mais perigo ao gol defendido por John.

O árbitro sinalizou nove minutos de acréscimo, e restando apenas um minuto para o fim da partida, mostrando grande vitalidade, Pará arrancou em direção ao ataque, e levou três marcadores. Os defensores não alcançaram o camisa 4 da Vila Belmiro, e o pararam com falta. Na sequência, não havia mais que a equipe da casa pudesse fazer.

Atuação magistral da equipe de Vila Belmiro, com destaques para o goleiro John, mais uma vez decisivo, realizando ótimas defesas ao longo da partida, para o lateral-direito Pará, impondo toda sua experiência dentro de campo, e para os atacantes Soteldo e Marinho, que não deram sossego a zaga da LDU, e foram decisivos com seus gols.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

América não supera o Confiança e empata sem gols

Publicados

em


O América empatou em 0 a 0 com o Confiança-SE, em Aracaju, mais uma vez sofrendo com erro da arbitragem nesse Campeonato Brasileiro da Série B – desta vez pênalti não marcado em Rodolfo.

Com o resultado, o Coelho chega aos 70 pontos na competição nacional. O América volta a campo na próxima sexta-feira, na Arena Independência, para receber o Avaí na rodada final da Série B.

O JOGO

O primeiro tempo foi de bastante estudo e chegadas efetivas, principalmente pelo lado de campo. A defesa do Coelho segurava o ímpeto adversário, enquanto o ataque mostrava perigo com rápidas trocas de passes entre Rodolfo, Alê, Juninho e Zé Ricardo, e investidas de Felipe Azevedo e Ademir, além dos laterais Daniel Borges e Sávio.

O camisa 7 do Coelho, inclusive, quase anotou o gol após cruzamento de Rodolfo, aos 32 minutos. Já aos 43 foi a vez de Ademir limpar a marcação e chutar cruzado, assustando o goleiro rival.

A segunda etapa iniciou com mais um pênalti não marcado para o América nesta Série B: Rodolfo foi lançado, Nirley esqueceu da bola e, com as mãos nas costas do camisa 9 americano, deslocou o atacante do Coelho dentro da área. Penalidade máxima não assinalada pelo árbitro Paulo Roberto Alves Junior.

  Vitória realiza treino para enfrentar o Avaí

Leia Também:  Galinho tem domingo de decisão em Curitiba

Rodolfo ainda chegou a marcar aos 25 minutos após passe de Eduardo Bauermann, mas a arbitragem assinalou corretamente o impedimento. O América continuou pressionando e o técnico Lisca acionou o banco de reservas com as entradas de Calyson e Geovane, aos 27 minutos, e de Neto Berola, Lohan e Marcelo Toscano, aos 40.

O ataque americano manteve sua força contra a retranca adversária, mas não conseguiu tirar o zero do placar.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA