Notícias em Geral

Samu 192: saiba como acionar o atendimento móvel de urgência

Publicado em

Por | 00.00.

Saber como e quando acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) contribui para que ele possa cumprir sua função principal, que é prestar socorro à população em casos de risco à vida. Ao acionar o serviço, é preciso que a pessoa esteja ao lado do paciente para que seja garantido um atendimento ágil e adequado à situação. Em alguns casos, o acompanhante mesmo pode iniciar o atendimento com orientação do médico regulador até que o socorro chegue ao local.

A coordenadora geral do Samu 192, Tatiana Perin, explica que ao lado do paciente o solicitante do serviço terá condições de responder perguntas essenciais feitas pelo médico regulador. As informações repassadas ajudam o médico a detectar de forma mais rápida as necessidades da vítima e a definir qual recurso deve ser enviado.

“Ainda pelo telefone, o médico pode orientar o acompanhante a fim de evitar que ele tome atitudes que possam prejudicar ou agravar o estado da vítima, ou pode ainda solicitar que o acompanhante faça alguma manobra que ajude o paciente”, explica a coordenadora.

De acordo com Tatiana Perin, com a orientação médica por telefone, o acompanhante pode iniciar manobras de massagem cardíaca em pacientes com parada cardiorrespiratória, por exemplo. Com essa ação, é possível não somente evitar sequelas, mas salvar a vida da vítima.

Ela explica que a parada cardíaca pode ser ocasionada por vários motivos. Pode acontecer por baixa de glicose; por baixa ou alta de potássio; infarto agudo do miocárdio e falta de oxigênio no sangue. Pode acometer pessoas com distúrbio renal, diabetes, hipertensão e problemas cardíacos. Também existe o mal súbito, que pode acontecer em qualquer faixa etária devido à má-formação das artérias do coração.

Leia Também:  Planalto: projeto de lei que muda CNH deve ser apresentado nesta terça

Prioridade

O Samu 192 realiza atendimento pré-hospitalar com prioridade para casos de risco à vida, por isso as pessoas não devem passar trotes nem ocupar as linhas telefônicas para solicitar atendimentos que não tenham esse foco. “Não podemos deixar as linhas ocupadas para passar informações, esclarecer dúvidas básicas ou dar orientar sobre uso de medicamentos. Mesmo porque medicamentos só devem ser tomados com prescrição médica, e a prescrição não pode ser feita por telefone, conforme preconiza a Associação Médica Brasileira (AMB)”, esclarece Tatiana Perin.

Deve-se ligar para o número 192 em situações de urgência, tais como parada cardiorrespiratória; acidente de trânsito com vítima; queimadura grave; suspeita de acidente vascular cerebral (derrame); choque elétrico; dor forte no peito, pois pode ser infarto; queda grave, em que a pessoa bate a cabeça, por exemplo; queda ou outro acidente que ocasione fratura, entre outras situações.

Quando isso acontecer com alguém, disque 192 e um médico fará o atendimento, que poderá ser o envio de uma ambulância ou uma orientação por telefone. A coordenadora do Serviço Móvel de Urgência salienta que para o atendimento preciso do serviço, também é importante informar endereço, pontos de referência e idade aproximada da vítima.

Leia Também:  Operação Verão registra 15 autuações em Marataízes

Para realizar atendimentos, o Samu 192 possui unidade básica e avançada, motolância e helicóptero. A coordenadora do serviço lembra que a motolância, por se deslocar mais rápido, pode ser enviada para os primeiros socorros e ajudar a estabilizar o paciente até que a ambulância chegue ao local. Já o helicóptero realiza atendimento a pacientes graves e também atua no transporte de órgãos para transplante.

 

Saiba como utilizar o Samu 192

– Manter-se próximo à vítima;

– Tentar manter a calma;

– Informar ao telefonista o endereço, pelo menos dois pontos de referência e idade aproximada do paciente. Caso saiba, também informar as doenças conhecidas do paciente;

– Descrever com clareza o que aconteceu, o que o paciente está sentindo e responder às perguntas do médico;

– Seguir as orientações passadas pelo médico.

 

Quando acionar o Samu 192

– Parada cardiorrespiratória;

– Dor forte no peito (infarto);

– Dificuldade de respirar/engasgo;

– Suspeita de acidente vascular cerebral (derrame);

– Intoxicação (envenenamento);

– Queimadura grave;

– Choque elétrico;

– Acidente de trânsito com vítima;

– Queda grave e fratura;

– Afogamento;

– Surto psiquiátrico;

– Ferimento causado por arma de fogo ou arma branca;

– Trabalho de parto com risco de morte para a mãe ou para o bebê.

fonte http://www.aquinoticias.com/

 

 

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias em Geral

Procon do ES divulga balanço e telefonia lidera reclamações

Published

on

By

Proteção e Defesa do Consumidor

As principais demandas estão relacionadas a cobrança indevida e descumprimento de contratos.

Por | 06.02.2020

 

Em 2019, a telefonia móvel liderou o ranking de atendimentos no Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES). No mesmo período de 2018, bancos foram o assunto mais demandado. As principais demandas estão relacionadas a cobrança indevida e descumprimento de contratos.

No último ano, 52.204 atendimentos foram realizados pelo Procon-ES. Desse total, mais de 5 mil atendimentos estão relacionados à telefonia móvel. Ocupa a primeira posição do ranking a telefonia móvel, seguida das financeiras, bancos, energia elétrica, telefonia fixa, cartão de crédito, aparelho de telefone, água e esgoto, TV por assinatura e, em décimo lugar, móveis.

Os segmentos que lideraram os atendimentos foram, com 19.961 registros, os assuntos financeiros; seguido por serviços essenciais, com 13.572 queixas; produtos (7.518); serviços privados (4.962); saúde (906); habitação (211) e alimentos (200).

O diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, ressaltou que diferentemente do ranking de atendimento dos últimos anos, que foram liderados por bancos e empresas de cartão de crédito, a telefonia móvel ocupou a primeira posição em 2019.

“Cobrança indevida, incluindo lançamentos de serviços não solicitados na fatura e a mudança unilateral nos contratos com reajuste no valor do serviço são as queixas dos consumidores quando se trata de telecomunicação”, disse.

Leia Também:  Casagrande participa de audiência pública sobre PPA 2020-2023 no sul do Estado

Para evitar problemas, o consumidor deve ter atenção redobrada antes da contratação de serviços. “É preciso ler atentamente o contrato, tirar todas as dúvidas e só assiná-lo se estiver de pleno acordo com as cláusulas estabelecidas. É preciso sempre conferir os lançamentos cobrados nas faturas. Em caso de dúvidas, procurar o Procon”, afirmou Athayde.

Negociação de dívidas

Rogério Athayde ressaltou ainda que grande parte das demandas de bancos, operadoras de cartões e financeiras estão relacionadas a cobrança indevida e a negociação de dívidas. “No ano de 2019, realizamos 5.261 atendimentos no setor de cálculo e negociação de dívidas do Procon-ES”.

Os atendimentos do setor são realizados de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, presencialmente na sede do Procon-ES, localizada na Avenida Princesa Isabel, 599, Ed. Março, 9º andar, Centro, Vitória. Também disponibilizamos o mesmo atendimento na unidade localizada no Faça Fácil Cariacica.

Fornecedores

Em relação aos fornecedores mais demandados no Procon-ES em 2019, em primeiro lugar no ranking, está a Vivo, em segundo aparece a concessionária de energia elétrica EDP, seguida do Banco BMG, Telemar, Banco Bradesco, Caixa Econômica Federal, Dacasa Financeira, Banco Itaú, Claro e, em décimo lugar, aparece a Oi Móvel.

Leia Também:  Substância encontrada em frutas pode ajudar contra picada de cobra

“A maioria dos atendimentos realizados pelo Procon-ES é solucionado de maneira preliminar, ou seja, sem necessidade de abertura de processo e realização de audiências. Esse número demonstra o alto índice de resolução das demandas que chegam ao órgão e a rapidez com a qual os problemas dos consumidores são solucionados”, informou o diretor Rogério Athayde.

Reclamação

Os consumidores poderão registrar suas reclamações pelo aplicativo Procon-ES (disponível para Android) ou pessoalmente, na sede do Procon Estadual, na Avenida Princesa Isabel, 599, Ed. Março, 9º andar, das 9h às 17 horas, de segunda a sexta. Os consumidores podem procurar ainda a Unidade Faça Fácil, em Cariacica, que atende também aos sábados, até às 13 horas.

Existe também uma plataforma online, do Ministério da Justiça, para o registro de reclamações. Por meio do site www.consumidor.gov.br é possível registrar queixas e solucionar os problemas de consumo diretamente com as empresas em até dez dias.

Para atendimento é preciso que o consumidor tenha disponível o RG (Carteira de Identidade), CPF, além de documentos que possam comprovar a reclamação, como faturas, comprovante de pagamento, contrato, entre outros.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA