MINISTÉRIO PÚBLICO ES

Rio Novo do Sul é a mais nova Promotoria de Justiça a atingir os 100% digital no extrajudicial

Publicados

em

 

.

A Promotoria de Justiça de Rio Novo do Sul concluiu o processo de digitalização do acervo físico de autos extrajudiciais finalísticos. Assim, 100% dos procedimentos estão tramitando de forma eletrônica no Sistema de Gestão de Autos (Gampes) do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) desde o dia 30 de junho. A medida traz mais efetividade, facilidade e segurança na atividade institucional.

Neste momento de pandemia do novo coronavírus – Covid-19, o atingimento dos 100% digital facilita sobremaneira todo o trabalho ministerial. Traz também uma proteção maior, por conta da não manipulação dos autos de forma física, em papel.

A evolução foi possível por conta dos novos recursos colocados à disposição no Gampes-MPES e ao esforço de membros, servidores e funcionários da Promotoria de Justiça. A conversão digital está de acordo com as diretrizes estratégicas traçadas pela Procuradoria-Geral de Justiça, com o viés de permitir mais celeridade e transparência no trabalho desenvolvido pela instituição.

As Promotorias de Justiça de Ibiraçu, Santa Leopoldina e João Neiva também já trabalham com a tramitação de procedimentos extrajudiciais de forma 100% digital. Além da proteção à saúde, diante da Covid-19, verifica-se uma economia de papel e de tempo operacional, diminuindo custos e retrabalho.

Leia Também:  Deputada defensora de ozônio contra Covid-19 testa positivo para a doença

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MINISTÉRIO PÚBLICO ES

Policiais militares recebem orientações para o uso de EPI’s e termômetros nas unidades do MPES

Publicados

em


.

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) tem implementado medidas para garantir a forma mais segura para o retorno gradativo das atividades presenciais neste momento de pandemia do novo coronavírus. Seguindo as normas previstas no Plano de Biossegurança, nesta semana o MPES está orientando os 106 policiais militares que atuam na instituição sobre o correto uso dos equipamentos de proteção individual (EPI’s) e do termômetro para aferir a temperatura corporal durante a abordagem de membros, servidores, funcionários e estagiários. Nas unidades ministeriais onde não tiver policiais, servidores também serão orientados sobre os EPI’s e o uso do termômetro. A entrada nas unidades do MPES não será permitida nos casos em que a temperatura corporal estiver acima de 37,8ºC ou em que, mesmo na ausência de febre, existir pelo menos um sintoma compatível com a Covid-19. Além disso, é obrigatório o uso de máscaras nas unidades ministeriais. Nesta primeira fase da retomada, o atendimento ao público continuará sendo realizado de forma remota.

Confira a reportagem em vídeo

O promotor de Justiça Sérgio Andrade Werner, coordenador da Assessoria de Segurança Institucional e Inteligência (ASI) do MPES, ressaltou a importância de todos seguirem as orientações técnicas para evitar o contágio da Covid-19 no ambiente de trabalho. “É de suma importância a conscientização de todas as pessoas, membros, servidores, estagiários e a população, para que adotem as medidas necessárias para a sua proteção. O Ministério Público está disponibilizando os EPI’s, dando as orientações necessárias para que todos possam agir de forma segura”, destacou.

Leia Também:  Laranja da Terra chega aos 100% de tramitação digital dos procedimentos extrajudiciais

O promotor de Justiça reforçou também que, além do uso obrigatório de máscara na instituição, todos devem fazer a higienização das mãos com frequência, manter o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas e não cumprimentar com aperto de mãos, abraços, beijos ou outras formas que promovam o contato físico, entre outras regras.

A capitã da Polícia Militar Ada Maria Carniato, do Núcleo de Segurança de Instalações do MPES, subordinado à ASI, também reforçou a importância do cumprimento das normas previstas na portaria e no plano de biossegurança por parte da corporação. “É muito importante para os policiais saberem dessa preocupação que o Ministério Público teve em relação à segurança de cada um”, afirmou.

Cerca de 70 policiais militares, que atuam nas unidades do MPES na Grande Vitória e no interior do Estado, receberam, durante a terça-feira (11/08), as orientações. Os policiais, de acordo com a capitã Ada, foram divididos em pequenos grupos, em horários diferenciados, para garantir todos os cuidados e evitar o contágio da Covid-19. Os demais policiais receberão os treinamentos ao longo desta semana.

Leia Também:  CAIJ divulga versão eletrônica do Ecriad

Todas as orientações nesta Etapa Preparatória têm como base a Portaria PGJ/CGMP Nº 09, além do Plano de Biossegurança do MPES. De acordo com a portaria conjunta, artigo 9º, a Etapa Preparatória, que vai até o dia 16 de agosto, é destinada ao levantamento de todas as informações necessárias para a retomada das atividades presenciais e organização das fases subsequentes, observado o mapeamento de risco do Governo do Estado do Espírito Santo e o Plano de Biossegurança do MPES.
Canais de atendimento

Nesta primeira fase da retomada, o atendimento ao público continuará sendo realizado preferencialmente pelo e-mail da respectiva promotoria de Justiça, afixado na entrada das unidades ministeriais, e já informado ao Judiciário, à Defensoria Pública Estadual, à Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Espírito Santo (OAB-ES), ao Conselho Tutela, à Delegacia de Polícia, às unidades locais da Polícia Militar e Bombeiro Militar, à Prefeitura e à Câmara Municipal.

O cidadão deverá buscar atendimento também pelo telefone 127 (segunda a sexta-feira, das 12h às 18h), pelo site http://ouvidoria.mpes.mp.br, pelo e-mail [email protected] ou pelo App MPES Cidadão, disponível gratuitamente nas versões Android e iOs.

Confira a Portaria PGJ/CGMP Nº 09
Confira o Plano de Biossegurança do MPES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA