Análise Política

Resiliência; a marca registrada do Prefeito Tininho Batista

Publicados

em

A palavra resiliência tem significados em várias áreas; ambiental, física, administrativa… mas é o significado na psicologia que trata esse artigo. Na área da psicologia, a resiliência é a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão, seja qual for a situação.

 

Desde que assumiu a prefeitura como interino, em junho de 2013, o Prefeito Tininho Batista vem sofrendo uma perseguição sem limites, tanto na área política como também pessoal, mais por preconceito, pois Tininho, até junho de 2012, era um simples vereador, que foi vice-prefeito, assumiu interinamente a prefeitura por 27 meses e se elegeu prefeito em 2016. Aliás, em uma eleição onde a maioria esmagadora das lideran­ças estava em outros palanques.

 

Interessante é analisar os ataques que o atual Prefeito vem sofrendo ao longo de sua gestão desde a interinidade, e o sentimento que fica visível nas críticas é o PRECONCEITO.

 

Mas aí vem a pergunta; “Mas preconceito por qual motivo?”. Não é simples a explicação, mas quem tiver sinceridade na análise vai perceber o quanto Tininho vem recebendo preconceito da classe política, aquela que acha que Marataízes sempre teve donos.

 

Leia Também:  Governo do Estado inicia vacinação dos adolescentes de 12 anos ou mais

Antes de Tininho ser eleito Prefeito em 2016, Marataízes teve três Prefeitos, Ananias Vieira (1997 – 2004), Toninho Bitencourtt (2005 – 2008), Jander Vidal (2009 – 2016), esses três Prefeitos estiveram juntos em 1996, na campanha em que Ananias Vieira saiu vitorioso e se tornou o primeiro Prefeito de Marataízes. Naquela época tinha-se o pensamento que esse grupo, unido, ficaria muito tempo no poder. Mas, como todos sabem, o grupo se dissolveu, com Toninho e Jander também se elegendo Prefeitos.

 

A vitória de Tininho em 2016 fugiu da normalidade estabelecida pela elite política tacanha de Marataízes, foi um soco na cara dos até então “Donos do poder”, que ainda não aceitaram um homem da roça e sem grupo se eleger prefeito.

 

O preconceito e a falta absoluta de argumentação ficam gritantes nas redes sociais, onde muitas vezes, no anonimato covarde que as redes proporcionam, as ofensas ultrapassam o âmbito da gestão administrativa, área que todo político deve SIM, ser cobrado e criticado, o que nos é garantido pela Constituição Federal, quanto a liberdade de expressão.

 

Leia Também:  Grupo ganha força e pede passagem na política Capixaba

A elite política maratimba ainda não digeriu Tininho Batista, não suporta o fato de um homem simples e da roça ter quebrado a tradição que se arrastava desde 1996. Tradição essa que só “poderia” ser Prefeito de Maratízes aqueles que se submetessem aos caprichos daqueles que achavam que nossa cidade era uma Capitania Hereditária.

 

Apesar dessa elite tosca e preconceituosa, Tininho Batista segue sua vitoriosa carreira política, entregando importantes obras e preparando Marataízes para o futuro.

 

Em seu primeiro mandato como prefeito (2017/2020), Tininho Batista já demonstrou ao que veio com obras que transformaram a cidade do Pontal a Boa Vista. Com isso ganhando olhares de lideranças de todo estado do ES e recebendo vários convites para participar das articulações envolvendo a eleição de 2022.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Análise Política

Em Mimoso do Sul, o dinamismo do jovem Peter Costa!

Publicados

em

Não é tarefa difícil encontrar com o jovem gestor pelas ruas da pacata cidade de Mimoso do Sul. Com perfil diferente dos habituais “prefeitos de gabinete”, Peter Costa está sempre presente no dia a dia do cidadão e nas ações desenvolvidas pela gestão mimosense.

Em apenas seis meses de mandato, Peter já “deu outra cara” para o município. Hoje é praticamente impossível apontar um ponto fraco da gestão, que tem promovido uma verdadeira transformação da maneira mais austera possível.

Secretários, seguindo o mesmo modelo de trabalho do prefeito, colocam a mão na massa (literalmente), utilizam mão de obra própria, fomentam parcerias com associações, e isto tem sido fator importante no momento agradável que a cidade vive.

A verdade é que uma cidade bonita e bem cuidada contribui para um ambiente de negócios favorável. Aumenta a autoestima do cidadão e impulsiona o comércio.

Peter encontrou um desafio gigante na saúde, que é a gestão da pandemia. É desafiador sanar qualquer demanda reprimida quando as cirurgias eletivas estão reduzidas ou até suspensas. O foco central de qualquer secretaria de saúde do país é controlar a doença que vem abalando não só a saúde, mas a economia. Em paralelo é preciso cuidar das outras doenças, atuar na prevenção e no atendimento emergencial. A tarefa não é simples, mas tem sido administrada com profissionalismo e seriedade.

Leia Também:  DEM-PSL: deputados federais planejam motim contra rumos da fusão

Cerca de 50% da população da cidade já foi vacinada com a primeira dose, 5.440 pessoas já estão completamente imunizadas.

Em um momento onde novos caminhos políticos surgem, vale a pena observar o trabalho de Peter. Não se admire de encontrá-lo em cadeiras ainda mais importantes no Estado em poucos anos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA