Carros e Motos

Renault Captur deve mudar em 2021 e ganhar novo motor turbo

Publicados

em


source


Renault Captur azul arrow-options
Divulgação

Renault Captur renovado surge primeiro na Rússia, onde será lançado ainda no primeiro semestre. No Brasil apenas em 2021

Depois do lançamento do Duster, a Renault deverá continuar o plano de renovação da linha de SUVs com o Captur. Mas não com o mesmo visual e o grau de sofisticação da nova geração vendida na Europa. Haverá apenas mudanças pontuais, aproveitando a mesma base atual. Como principal novidade, espera-se o motor 1.3 turbo no lugar do 2.0 aspirado. No Brasil, tudo indica que chegará apenas em 2021.

LEIA MAIS: Confira as primeiras impressões ao volante do novo Renault Duster

Pelas poucas imagens que foram divulgadas até agora é possível notar que o Renault Captur renovado terá apenas uma leve reestilização dos faróis e da grade dianteira, novas rodas e retoques nas lanternas traseiras. Por dentro, a central multumídia deverá ser a mesma da Duster, com tela de 8 polegadas, bem maior e moderna que a atual.

Renault Captur arrow-options
Divulgação

Por dentro do Reault Captur renovado, volante e central multimídia deverão seguir o mesmo padrão adotado no novo Duster

Na lista de mudanças também deverá estar o volante, outro item que parece seguir o mesmo padrão adotado no novo Duster . De resto, salvo pequenos detalhes, o SUV vai continuar sendo o mesmo que conhecemos há três anos, quando o modelo da marca francesa chegou ao Brasil.

Leia Também:  Novo Peugeot 208 será lançado no segundo semestre. O que esperar dele?

Portanto, a grande diferença do SUV renovado  ficará mesmo por conta da versão com o novo motor 1.3 turbinado, desenvolvido em conjunto com a Mercedes-Benz e que deverá chegar nos 170 cavalos de potência quando abastecido apenas com etanol.

LEIA MAIS: Novo Renault Captur é revelado por completo e com versão híbrida

Bom também é que o Renault Captur deverá estar disponível com tração integral no sistema de transmissão, com câmbio automático do tipo CVT, que também será mantido nas versões mais em conta, com o 1.6 Sce, aspirado.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Antes de vir ao Brasil, Ford Territory ganha novo visual e versão híbrida

Publicados

em


source
Ford Territory
Divulgação

Ford Territory renovado traz grade diferente e novas luzes de LED na dianteira

Exibido pela primeira vez no Brasil em 2018, no Salão do Automóvel, o Ford Territory, desenvolvido e produzido na China, acaba de receber sua reestilização de meia vida no mercado asiático. O SUV está com aspecto renovado, ganha novas motorizações e ainda ganhou o sobrenome “S” para o diferenciar do modelo antigo. Por fora, a Ford acrescentou itens como faróis de máscara negra, iluminação total por lâmpadas de LED e a grade frontal ganhou filetes retangulares. Os acabamentos da peça, anteriormente cromados, agora são pintados de preto brilhante. As lanternas traseiras, de LED, tiveram o desenho interno refeito.

LEIA MAIS: Ford EcoSport FreeStyle: primeiro SUV compacto muda pouco na linha 2020

Por dentro, o novo Ford Territory agora traz um acabamento que une couro preto e detalhes de madeira. A central multimídia também foi renovada. Porém, o Ford Territory S não conta com o SYNC 3, uma das versões mais recentes do software utilizado pela tela de entretenimento dos carros mais caros da marca. Sob o capô, agora conta com um sistema híbrido-leve, que vem aliado de um conjunto de baterias de 48V.

Leia Também:  Vale a pena comprar carros de locadoras hoje em dia?

LEIA MAIS: Ford Edge ST: SUV envenenado tem motor V6 de 335 cv. Veja vídeo e mais detalhes

Elas alimentam o pequeno motor elétrico que substitui o alternador, auxiliando, ainda, nas arrancadas e no uso do start/stop. As novas baterias também alimentam os componentes elétricos com o carro parado, mas com o motor desligado. O motor a combustão, em si, segue o 1.5 turbo, de quatro cilindros, projetado pela Mitsubishi (que utiliza o componente também no Eclipse Cross). Ele gera 140 cv e 22,9 kgfm, enviados às rodas dianteiras por um câmbio CVT.

LEIA MAIS: VW T-Cross 1.0 enfrenta Citroën C4 Cactus 1.6 THP. Qual vence?

Um lado ruim do Ford Territory ainda não ter vindo foi que o modelo não pôde ajudar a Ford a se segurar mais nas vendas pelo último um ano e meio, mas o lado bom é que nenhum consumidor brasileiro deu o azar de comprar o modelo antigo. Antes do coronavírus, a Ford tinha planos de lançá-lo ainda neste semestre, mas deverá ser postergado por mais seis meses no mínimo. Uma vez no Brasil atuará acima do EcoSport e rivalizando diretamente com as versões mais em conta do Jeep Compass.

Leia Também:  Fiat Mobi encarece e Renault Kwid é de novo o carro mais em conta do Brasil
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA